30/11/2011

Contínuo laboratório

Onde permanecer
Bom, não sei se fico por aqui ou no laboratório spin
Sinto que perdi minhas mãos ou asas ou forças
Já não sinto-me tão livre, não há outra opção
Não sei ao certo como isto aconteceu
No entanto o desfecho foi este
Criação e destruição, a perda das asas após
Asas ou forças, tanto faz
Não quero mais
Isso aqui se tornou tão estranho para mim
A liberdade se foi
Mudei-me para o laboratório
Não sei ao certo se volto por aqui
Na verdade isto aqui se tornou tão exato
Não gosto destas coisas exatas ou acabadas
Mais uma vez não quero mais aquilo que inventei
A partir de hoje isso passa a ser um armário
Talvez eu venha por aqui de vez em quando para guardar alguma coisa
Quem sabe quando a notícia x não for uma notícia mas um simulacro, ou seja, arte


?????????????
Mais uma vez
Não de todo uma certeza
Continua no laboratório, quem sabe

Caso eu perca liberdade por lá volto prá cá
O  perfeccionismo nos leva à exatidão ou medo ou morte
Fui
Volto quando a no qual, se for o caso, se me der vontade
Até que venha a morte ou esquecimento
Alguém me disse que não gosta de verbo
(    ) Continuo
Continuo ou contínuo, tanto faz
Contínuo laboratório

Jazz para bois e vacas

Por PapaMideNite3, no LNO

Música é música...e platéia é platéia.



Extraído de Luis Nassif Online

29/11/2011

Arte prá que se a realidade está aí ou Humoristas prá que

Para quem não sabe, José Faustino foi pego na Operação Sinal Fechado, esquema de corrrupção que pode levar   Kassab ao banco dos réus. O esquema fraudulento ecoou em SP  mas, como era de se esperar, a grande imprensa já adotou a Operação Abafa

Por Luis Nassif, via Blog Tijolaço






Meu comentário



Continue lendo >>>>>

28/11/2011

Será a Realidade um Filme Mal Produzido? (Parte 1)

Por Wilson Ferreira, no LNO

A demanda por notícias é muito maior 
do que a capacidade da realidade 
em criar acontecimentos
Com essa postagem iniciamos uma trilogia que discutirá as mutações que historicamente vêm ocorrendo em torno da noção de Realidade. Matéria-prima das notícias, os acontecimentos sempre tiveram o estatuto de fatos reais e o Jornalismo e as Ciências Humanas como áreas do conhecimento que deveriam primar pela objetividade, seja ela profissional ou metodológica. O historiador Daniel Boorstin foi o primeiro pesquisador a questionar isso ao propor a noção de "pseudoevento":  os acontecimentos e as mídias cada vez mais estariam sendo contaminados por estratégias de simulação que, para além de serem simples manipulações, estariam alterando a própria percepção da realidade. 


Um exemplode pseudoeventos: "vazamentos"
originados de "diálogos informais"
“(...) a sociologia, a análise econômica, a análise de poder etc. Sem prejuízo do que todas essas veneráveis ciências são capazes, incorrem elas num erro fundamental. Não consideram a possibilidade de que a própria realidade, inclusive toda a sociologia, a ciência econômica etc., possa ser um filme mal produzido.” (GROYS, Boris. “Deuses Escravizados”).

E se considerarmos que a própria realidade, cercada por um ambiente altamente midiatizado pelas tecnologias de comunicação e informação, estivesse se tornando, ela própria, um campo de eventos cada vez mais artificiais? Explicando melhor, e se a própria estrutura dos acontecimentos fosse cada vez mais moldada ou influenciada pela presença massiva dessas tecnologias ao ponto de que os eventos progressivamente se esvaziassem em seu estatuto ontológico, isto é, como fatos fechados em si mesmo, espontâneos, históricos?
No Pseudoevento a questão "isso é real?" é
substuída pela "isso é noticiável?"
O “erro fundamental” a que se refere a citação acima do teórico de mídia e filósofo Boris Groys seria o de que as metodologias das ciências humanas ainda não perceberam esta espécie de paradoxo quântico na relação das mídias diante da própria realidade: o olhar do observador altera o transcorrer dos próprios fenômenos que ele quer observar. E se o social, o político e o econômico tiverem o seu vir-a-ser determinado pela existência das mídias que os observam? Ao Consumir as imagens dos eventos através das mídias ainda as tomamos pela tradicional noção ontológica de realidade, mas, ao contrário, há muito tempo deixaram de serem imagens da realidade para se tornarem cada vez mais representações de representações (simulacros) que tomamos como o próprio real. O que chamamos de realidade já teria se reduzido a uma fina interface gerada pelos códigos midiáticos.

TJ condena piloto americano por gesto obsceno


Da Agência Estado

Gesto obsceno de piloto rende multa de 700 salários


Foto que fez o piloto ser detido (Divulgação)
O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação da American Airlines por gesto obsceno do piloto americano Dale Robbin Hersh. Em 2004, ele mostrou o dedo médio a sete agentes da Polícia Federal no desembarque do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Mas o TJ diminuiu o valor da indenização por danos morais que a empresa terá de pagar a cada agente. Em 2006, os policiais decidiram processar a empresa por danos morais e a companhia havia sido sentenciada a pagar 500 salários mínimos por danos morais para cada um deles. Agora, o valor foi revisto para 100 salários mínimos.
p>O gesto de Hersch foi feito enquanto o piloto tirava foto de identificação no desembarque do aeroporto, em 14 de janeiro de 2004, na frente de sua tripulação. Os agentes só perceberam quando viram a foto e então lhe deram voz de prisão. Para ser solto, o piloto teve de pagar multa de R$ 36 mil. Na época, o Brasil exigia identificação dos americanos que entravam no País alegando reciprocidade - esse era o tratamento dado a brasileiros que entravam nos Estados Unidos após endurecimento das medidas antiterror.
O valor de 100 salários mínimos ainda é considerado elevado. Mas, para os advogados Frederico Manssur, Eduardo Natal e Bruno Bergmanhs, que defenderam os agentes, é "justo". "A punição tem de ser exemplar", defende Manssur. Ele explicou ainda que a punição se dá contra a empresa, não contra o piloto, porque ele estava no Brasil na condição de preposto da American Airlines e fez o gesto na frente da tripulação.
Procurada, American Airlines informou que não tem conhecimento do acórdão, que deve ser publicado na próxima semana, e preferiu não se manifestar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/tj-condena-piloto-americano-por-gesto-obsceno
Meu comentário
Este aí não o único a fazer tal tipo de provocação, o gesto estava virando rotina entre os pilotos norte-americanos, olha esse outro caso:
JOSÉ EDUARDO RONDON
da Agência Folha

Um norte-americano foi preso nesta sexta-feira, em Foz do Iguaçu (PR), após fazer um gesto obsceno a agentes da Polícia Federal durante o preenchimento de uma ficha de identificação no aeroporto da cidade.

Em menos de um mês, é o segundo caso de desacato envolvendo norte-americanos no momento do desembarque no Brasil.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Federal, o aposentado Douglas Alan Skolnick, 55, ao ser fotografado para o "fichamento" de entrada no país, colocou o dedo médio da mão esquerda em riste à frente do papel que segurava com seu número de identificação.

Ele desembarcou de um vôo fretado vindo de Santiago, no Chile, no final da tarde. Após o gesto, o norte-americano recebeu voz de prisão da Polícia Federal e foi encaminhado à sede do órgão.

De acordo com a PF, o aposentado foi a única pessoa do vôo, que transportava 84 passageiros, a esboçar hostilidade em relação ao procedimento.

O norte-americano, até o início da noite, permanecia preso na Polícia Federal aguardando a decisão de um juiz federal sobre o caso. A Agência Folha não foi autorizada a falar, por telefone, com o acusado.

Piloto

No dia 14 de janeiro, o piloto de uma aeronave da American Airlines foi preso por desacato pela Polícia Federal no aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP).

Dale Robbin Hersh, 53, colocou o dedo médio da mão direita em riste à frente do papel que segurava com seu número de identificação. Após ser preso pela PF, o piloto pagou uma multa e voltou aos Estados Unidos.

Após o incidente, a American Airlines divulgou nota em que pedia "desculpas" ao governo brasileiro pelo ato do piloto.

O "fichamento" dos norte-americanos começou a ser adotado no país em 1º de janeiro, por decisão do juiz federal Julier Sebastião da Silva.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u89682.shtml

Paulinho da Viola e Ney Matogrosso: A homenagem a Ary Barroso

Para ir ao post clique aqui

P.S: Pós-scriptum ou Em tempo,  tanto faz:  "A Floresta do Amazonas", de Villa Lobos

Isso também: Segredo

27/11/2011

Video Aula Oficina de Batucada Tribo do Tambor Baiao 1 Demo

Comentário ao post "A defesa de Kassab no caso Controlar"

Walden, neste caso você não ouvirá os tambores da imprensa rufando com tanta intensidade, o barulho da orquestra não será uníssino, em pool, com CBN martelando sem parar e tudo quanto há veículo de comunicação, do Fantástico à Band, passando pelo Datena, enfim, os tambores do pig  não serão tão barulhentos. Não veremos nem ouviremos aquela conhecida sincronização "jornalistica" ....rssss

Inesquecíveis: Rabello e Moura

Por lucianohortencio, no LNO
Paulo Moura & Raphael Rabello, impagáveis no clarinete e violão, executando Ronda, de Paulo Vanzolini; Sampa, de Caetano Veloso e Luiza, de Tom Jobim.

Album: Paulo Moura e Raphael Rabello - Dois Irmãos
Ano de 1992



Meu comentário
Tenho o prazer de ter assistido aos dois, acompanhando Ney Matogrosso

26/11/2011

Te Deum!

Por Lucianohortencio, no LNO

Orquestra de Câmera do Brasil - TE DEUM - Lobo de Mesquita (lado b)

Para o Sete Encruzilhadas

Por Zabumba, no LNO



Meu comentário

Foi muito grande a influência das religiões afro na cultura brasileira, para saber mais clique aqui

25/11/2011

O Mundo é um Moinho

Aviso a(o)s spinautas


Como se vê nesta imagem, as pessoas comentam nos blogs que fazem parte da rede, não tenho a quantidade exata, sei que são mais de 150.  Eu teria que parar para configurar os blogs um a um e, assim,  liberar a caixa de comentários, o que teria que ser feito em todo o sítio. Ocorre que, momento, não estou tendo tempo para isso, o que demanda um grande esforço. Com isto quero deixar claro que os blogs que porventura estejam com a caixa de comentários fechada não é por vontade minha e, tão logo seja possível, as abrirei.

Participe do
PRIMEIRO CONGRESSO ANUAL
INSTITUTO DE ESTUDOS BRASIL - EUROPA - IBE
28 a 30 de Novembro 2011

e mais:

Venha viajar com JAIME BENNATI no seu Collage Workshop
05 a 08/12/2011

Confira:

http://centroculturalufg.blogspot.com

24/11/2011

Convite para Workshop collage de Jaime Bennati no CCUFG, via email


O Centro Cultural UFG apresenta de 05 a 08/12/201, às 15:30h, o workshop collage – VIAGENS, ministrado pela artista americana Jaime Bennati. 

A artista que emprega coisas encontradas na natureza ou objetos retirados da cultura industrial para criar obras em escultura e instalação, faz residência artística em Goiânia, por 3 meses, apoiada pelo Programa de Intercâmbio Internacional entre a Universidade Federal de Goiás e Ohio University. 

Jaime Bennati concluiu mestrado em ensino de artes e além de artista atua como docente no Instituto de Maryland College of Art (MICA) lecionando escultura. 

Para o workshop dirigido a jovens artistas e a estudantes de arte, Bennati recolheu milhares de vales usados no sistema de transporte coletivo em Goiânia, visando desenvolver colagens que exploram as propriedades do design deste material.

A inscrição para o Workshop é gratuíta e poderá ser feita na secretaria do Centro Cultural UFG – Av. Universtitária, 1533, Setor Universitário, ou pelo telefone 3209-6251, das 8:00 às 11:00h e das 14:00 às 18:00h.

Convite para ato contra a violência em Goiânia, via email

Goiânia amanhece de luto.
Manchetes de jornais noticiam 08 (oito) mortes por homicídio. Entre eles crianças em situação de rua.
Indignados com esta situação, convidamos toda a população de Goiânia a manifestar-se contra a violência.
Convidamos voce e sua família a encontrar-nos na porta da Assembléia Legislativa, às 14h, no dia de hoje (24.11.11).
Venha manifestar sua indignação com a violência, maus tratos, abusos e mortes contra a população em situação de rua - reconhecidamente o grupo mais vulnerável. Vamos identificar saídas e construir juntos alternativas de paz com a participação das diversas Instituições públicas e a população em geral.
Se puder ajudar, envie o convite para toda a sua mailing list.
Juntos somos fortes e podemos ser solidários.
Grande abraço e até lá.
 
Heloiza Massanaro
Coordenadora de Saúde Mental

23/11/2011

As esculturas em arame do artista africano Ivan Lovatt

Jannis Joplin

Michael Jackson

Jimi Hendrix

Ricard Nixon

Albert Einstein

Andy Wahrol

John Lennon

Grace Jones

Bob Marley

Sobre Ivan


"Nascido em Nairobi, no Quênia, Ivan passou a sua infância na África, Inglaterra, País de Gales e Alemanha. 
 Quando não fora apreciando o ambiente natural, Ivan foi levado a todas as formas de expressão artística, e começou a desenhar pássaros e vida selvagem Africano.   Como um adulto, Ivan trabalhou principalmente na construção civil, mas a arte sempre foi uma parte importante de sua vida.    Ivan iria gastar todo o seu tempo livre a aprender sobre arte, experimentando e tentando explorar cada meio ao seu potencial.   Ivan exibiu sua escultura e pinturas em exposições colectivas no Guildhall Grantham, antes de emigrar para a Austrália em 1994.

Inspirado por seu novo ambiente Ivan concentrou sua criatividade nas mãos sobre a realidade da escultura. 
   Ivan é particularmente animado com a transformação de um meio tão comum como o fio de galinha para uma obra de arte.   Ele é atraído para a criação de trabalho que seja acessível, reconhecível e significativa para o público.   personalidade Ivan é representado em sua escultura.   Seu trabalho é honesto, muitas vezes peculiar e divertido, mas demonstra 
compaixão por seu assunto, e acima de tudo tem grande integridade. " (Site ivanlovattsculpture.com)

Com informações do site Arte Ref


20/11/2011

Spin Mercantil. Por Maringoni, spin chargista

Spin humorista: FHC e o "Porto cansado"

Por Luis Nassif, em seu blog

História deliciosa que ouvi dia desses.

Na campanha de 1989, FHC correu toda a região da Bragantina, em campanha. Teve um encontro com correligionários na chácara de meu então sogro, seu Aguirre, em Bragança. Na caminhada, foi a Monte Verde que, embora em Minas, tinha uma chácara com amigos paulistanos. Chegou lá e só estava a filha do dono. Com a despensa vazia a moça procurou algo para servir. Viu um frasco com um licor, bem vedado com durex. Abriu e serviu.

FHC sorveu o precioso líquido e identificou logo o sabor: "Parece um Porto cansado", referindo-se ao vinho do porto, devido à nata depositada no fundo.

FHC elogiou tanto que a moça temeu ter servido algum licor precioso que a mãe tinha guardado para ocasiões solenes. Voltando para casa, a moça foi se desculpando com a mãe, por ter violado a preciosidade.
E a mãe: "Mas, minha filha, aquilo era Biotônico Fontoura que eu coloquei no frasco para enfeitar a cristaleira".

Spin na Rede disse: A moça deve ter servido o "porto cansado" numa taça de cristal....rsss


Extraído  daqui 

19/11/2011

Ney Matogrosso, spin cantor: Nada por mim

Por Edson Joanni, no Facebook

Louis Stettner, spin fotógrafo

A cidade segundo o fotógrafo Louis Stettner

Por Vaas, no LNO

Esta imagem, que mostra uma mulher dentro de um veículo tendo ao fundo um casal se beijando na rua, foi captada pelo fotógrafo norte-americano Louis Stettner. Nascido no Brooklyn em 1922, ele vive em Paris desde 1950 e testemunha, há mais de sessenta anos, o cotidiano nas cidades de Paris e Nova York. Na suas fotografias de rua, Stettner se mistura na multidão, retratando a diversidade das duas cidades.


FONTE: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-cidade-segundo-o-fotografo-louis-stettner

16/11/2011

Spin poeta: Os entraves em Goiás

Nesta noite sonhei com poéticas visuais, vídeos, instalações, e com a frase "24 poetas de Goiás"
Ao buscar vídeos na web com esta frase achei isso

Ficha Youtube: Dhiogo José Caetano, nascido no dia 24/11/1988 na cidade de Uruana interior de Goiás; filho de Valdson Caetano Filho e Lucinete José Veloso. É Graduado em História pela UEG - Universidade Estadual de Goiás. Tem diversos trabalhos e artigos publicados na Web artigo, Recanto da Letras, Jornal o Povo, Canto dos Escritores, Overmundo, Minha Praia é Cinema, Poetas Livres, Portal Literal e em outras revistas como: Revista Factus e Partes. Também faz parte do projeto da Nova Coletânia, Abralie, Encantos do Brasil, Canapé, Litteris, Palavras Sem Fronteiras. O seu objetivo é continuar a caminhada em direção do ensinar e aprender, corroborando para a publicação de diversos textos, livros, artigos e poemas; construindo uma caminhada em busca de conhecimento.
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1318205190902971

Twitter: @Dhiogoopensador
Msn:Dhiogocaetano@hotmail.com

Spin golpista: Imprensa nacional em silêncio diante da corrupção no governo Marconi Perillo (PSDB-GO)

Spin golpista ou Quando a imprensa fica cega, surda e muda
Gente fina é outra coisa, a mídia goiana cheia de dedos para noticiar a corrupção no governo goiano de Marconi Perillo (PSDB-GO). O Jornal Anhanguera não fez qualquer referência aos 21 denunciados pelo MP-GO, limitando-se a informar que o governador teria mandado o secretário de saúde, Antônio Faleiros, tomar providências. E olhe lá que o caso já está em fase de denúncia por parte do MP-GO e até agora praticamente nada foi publicado na imprensa goiana. Na imprensa nacional então, a censura foi total. 

Geraldo Vandré, spin poeta


Pra não dizer que não falei das flores
Compositor(es): Geraldo Vandré

Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Nas escolas nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantando e seguindo a canção

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Pelos campos há fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo o canhão

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Há soldados armados, amados ou não
Quase todos perdidos de armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição
De morrer pela pátria e viver sem razão

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

14/11/2011

Andreas Gursky, spin fotógrafo

Foto de Andreas Gursky foi vendida por US$ 4,3 milhões
Fotografia mais cara do mundo é vendida por US$ 4,3 mi em leilão

A fotografia Rhein II, do alemão Andreas Gursky, foi vendida por US$ 4.338.500 em leilão na casa Christie's de Nova York. O valor, segundo a empresa, é o maior já registrado para uma fotografia comercializada em leilões. Uma panorâmica do rio Reno, a imagem 1,85 m de altura por 3,63 m de comprimento foi realizada em 1999 e é a primeira de uma série de seis reproduções. O nome do comprador não foi divulgado.

No mesmo leilão, a obra "I can see the whole room, and there''s nobody in it!" ("Posso ver o quarto inteiro, e não há ninguém nele") do pintor americano Roy Lichtenstein foi vendida por US$ 43,2 milhões. "Trata-se de uma das primeiras pinturas nas quais o autor se apropria da estética das histórias em quadrinhos e marca o que conhecemos como pop art", disse o responsável de arte de pós-guerra e contemporânea da casa de leilões, Koji Inoue.

Lichtenstein (1923-1997) pintou o quadro em 1961 e nele retratou um homem que olha através de um buraco em uma parede e pronuncia a frase que dá nome à obra. "É um trabalho seminal e um contra-ataque ao que faziam na época os expressionistas abstratos", declarou Inoue.

O preço da obra representa um recorde de venda para o artista, de acordo com a Christie's, que lembrou que este mesmo trabalho foi leiloado em 1988 e adquirido por US$ 2,09 milhões. Outra obra de Lichtenstein, "Ohhh ... Alright ...", que retrata uma mulher nervosa falando por telefone, havia sido vendida em novembro de 2010 por US$ 42,64 milhões. No mesmo leilão, uma das obras mais emblemáticas e conhecidas da pop art, "Four Campbell's Soup Cans Images" elaborada por Andy Warhol (1928-1987), foi adquirida por US$ 9,82 milhões.

Fonte: Terra

Flávio de Carvalho, spin desenhista

Um dos desenhos da série "Minha mãe morrendo" do artista Flávio de Carvalho

P.S. - Amanhã é feriado, quando tudo pára, dos átomos aos aviões e pássaros. Tudo será desligado, inclusive este computador. O spin volta quando puder, não como obrigação. Obrigação mesmo só de parar em dia feriado. Nos dias úteis pode ou não. Nos dias feriados deve. Deve parar, ou seja, tem a obrigação de desligar tudo, inclusive a si mesmo.

12/11/2011

spin amigo

Aborrece ou desarma? Esta imagem me fez lembrar de um sonho no qual eu estaria na linha de tiro de uma guerra. De posse de uma luneta, o soldado passou a observar o 'inimigo". Foi quando a palavra "inimigo" foi trocada por "amigo". O rosto até então visto como 'inimigo" começou a desabrochar num sorriso. Foi o fim das guerras.
Saiba mais >>>>>>

Leci Brandão, spin cantora

Yes, Nós Temos Bananas. Por Tatiana Parra

11/11/2011

O Gigapan e o fim da privacidade

Arte de Anish Kapoor em Gigapan 

A foto mostra as ruas de uma cidade qualquer só que, através de um simples clique você poderá ver se um cidadão é casado ou não, em close o anel no dedo do dito cujo, clique aqui

Brizola Neto: Sorria, você está sendo filmado 

10/11/2011

Socialites em um programa de arrepiar


A "reunião política" havia sido agendada para tratar do combate à corrupção, mas as mulheres debateram com entusiasmo a desocupação da reitoria da USP, que dominou o noticiário ontem.

As "lideranças femininas" da elite paulista falaram ainda da construção de creches e, claro, de medidas para diminuir a corrupção no país.
Leia mais >>>>>>

09/11/2011

Mundos informes: Seraphinianus, Mobius ou Moébius, Lygia Clark...



Continua na postagem   "Codex Seraphianus, um relato fantástico"

Lançamento de livro: Como o eleitor escolhe o seu prefeito


Como o eleitor escolhe seu prefeito? Atualmente a eleição num municipio funciona tem o mesmo caráter do voto distrital. Talvez por isso tempos atrás eu tenha sonhado que encontrava-me no interior de uma roça de campim. Os eleitores estavam ali dentro, no lugar dos bichos. Na hora da eleições eles foram liberados para votar, imagina só em quem senão no dono do curral. Especial em cidades do interior, todos conhecem o líder que, é claro, despeja grana para eleger-se. 

Nem deveria haver eleição para o Poder Executivo mas tão somente para os parlamentos que, por sua vez, poderiam escolher, dentre eles, um para fazer as vezes de Poder Executivo. No momento a lógica  eleitoral funciona assim:  O governador compra o prefeito e lideranças locais que, por sua vez, laçam o eleitor e prendem-nos nos currais eleitorais. Com raras excessões, a eleição está garantida, não havendo vez para o professor da esquina. E viva o curral eleitoral. Ops, o distrito né. Devido a esta engenharia eleitoral são eleitos em sua maioria governadores conservadores e corruptos ou oligarquias, como ocorre no MA, SP, TO, MG, PA...

Na realidade não há eleição direta para o Poder Executivo, seja a nível local, regional ou federal.  Lá, o eleitor vota em 3 nomes para cada um destas casas legislativas que escolhe, dentre eles, um para fazer  fazer as vezes de Poder Executivo. Claro que um sistema desse não funciona na nossa realidade fundamentada em castas, as classes sociais. Na realidade spin não apenas as pessoas físicas, como também as jurídicas,  de Igrejas a Supermercados, podem concorrer às eleições, ao contrário daqui, onde as empresas participam do processo eleitoral na clandestinidade, ou seja, apoiando candidatos A ou B para, mais na frente, terem garantidos seus interesses privados. Quanto à realidade atual, da qual não podemos despregar o olho, é necessário que seja aprovado o financiamento público de campanha.

E voltando à realidade spin, é certo que as pessoas jurídicas tem grande influência sobre os reles mortais. Claro que um fiel da Assembléia de Deus sentir-se-á obrigado a votar na sua Igreja, o que poderá levar o país a um regime teocrático se o Congresso Nacional, mais exatamente a Casa  das Pessoas Jurídicas, isso que hoje chamam de Senado, for ocupado por Igrejas e mais Igrejas, o mesmo valendo para os senados locais e regionais. Entenda por regional o Estado ou província, compreendendo um rio com as cidades às margens direita e esquerda.

P.S.1  - Este modelo só tem cabimento na realidade spin, onde o mundo é outro, por exemplo há o Poder Curador no lugar do Judiciário. E não existem indivíduos partidos, nem mesmo partidos, sendo que as 3 forças que compõem a sociedade são os animais (dos vírus aos dinossauros), os seres humanos e as pessoas jurídicas (de Igrejas a Supermercados). Lá, sociedade quer dizer acordo entre sócios, no caso as 3 individualidades citadas. Uma sociedade é, no máximo, uma cidade-estado, de onde emana todo o poder. Uma longa história.

P.S.2 - Uma coisa é certa, enquanto a realidade spin não chega, temos que dançar conforme a música, ou seja, dentro das regras do velho sistema, ou seja, com este poder judiciário que está aí. Sem esta conversa fiada de "movimento apartidário contra a corrupção." Como apartidário se os partidos estão aí, se confundido com a luta de classes, com as castas sociais. Uma prova disso é que a elite brasileira está aí "marchando" contra a corrupção. Apartidária? Então tá... O que não rola é fugir da realidade. Aliás, os espertinhos adoram cruzar por ai com alguém que ande no mundo da lua, há familiares que inclusive produzem a loucura nos parentes para mais na frente, mediante processo de interdição no Judiciário, se apoderar da riqueza do "tan tan." Por isso todo cuidado é pouco. Pé no chão, jamais pés e mãos ao mesmo tempo.

Este asssunto começou hoje nesta postagem de ontem

Liberdade de imprensa, por Franklin Martins

Pesquei este video aqui



06:00 - A respeito das últimas leituras do spin, estou programando para publicação mais tarde: Às 12:00 horas, clique aqui

08/11/2011

E agora, José

Já não sei mais qual o blog principal, se este ou o leituras do spin
Sinto-me numa encruzilhada, como alguém que chega no fim de um processo
Desobrigado que estou de trazer para cá as últimas notícias, uma vez que isto será feito no "Ùltimas leituras do spin", pintou um certo vazio, aquela sensação que vivenciamos quando concluimos uma árdua tarefa
Aquela sensação de 'para onde ir agora já que o trabalho acabou"
Inclusive pensei em dar por encerrado esta obra e, só não o farei  por causa do sonho desta noite, aliás, vários sonhos com conteúdo artístico
Num dos sonhos vi-me realizando uma performance que consistia em servir o café da manhã numa mesa invertida
No outro sonho,  os 5 módulos ou mensários, o calendário spin, representado em 5 baús espalhados pela casa
Noutro sonho pneus novos expostos
E, num outro sonho, um longo texto com pequenos corações vermelhos substituindo os espaços onde deveriam estar os parágrafos
Como se vê, não será por falta de assunto que este site especific será encerrado
Por falta de tempo talvez mas, tempo se escreve tempo ou vontade

Os sonhos estão aí
Mãos à obra

12:30 - Últimas leituras do spin

07/11/2011

Envelhecendo em um minuto


De um comentarista no LNO ao comentar sobre os esforços da ciência para desacelerar o envelhecimento
imagem de Carlos Morales
Carlos Morales
Olha só, que interessante!



Atualização: 11:47Leituras do Spin

05/11/2011

Arte com DNA

Artistas planejam extrair DNA das fezes do escritor William Burroughs

Por Natasha Romanzonti, no Hype Science

A deiscência do DNA

Os artistas são mesmo pessoas que os normais nem sempre conseguem entender. Dois deles, Adam Zaretsky e Tony Allard, recentemente afirmaram que vão tentar extrair o DNA do cocô preservado do autor William S. Burroughs.

Sim; o objetivo é criar uma “escultura mutante” para sua próxima exposição: “Mutar ou Morrer: Um Bestiário Biotecnológico de W. S. Burroughs”. Eles planejam por o DNA em fogo a partir de um dispositivo chamado de “arma de gene”, em uma mistura de sangue, esperma, e mais excrementos.

Extrair DNA de cocô, segundo cientistas, é perfeitamente possível. Por incrível que pareça, existem kits de extração de DNA de fezes disponíveis comercialmente, para remover as partes indesejáveis da amostra, como lipídios e carboidratos, deixando atrás apenas o DNA.

Através de uma técnica chamada de amplificação de deslocamento múltiplo, os artistas podem aumentar indiscriminadamente a quantidade de qualquer DNA que encontrarem.

Os artistas disseram que disparar o DNA do escritor em outras células é uma homenagem a sua metodologia polêmica. Assim como Burroughs reorganizava seu texto a partir de diferentes trabalhos existentes para formar novas criações, os artistas vão explodir células vivas com o DNA do autor.

A arma de gene é um toque especial, dada a história do próprio escritor com armas de fogo: Burroughs supostamente atirou em sua esposa por acidente enquanto estava bêbado, em 1951, e, também pintor, mais tarde criou sua “Shotgun Art”, arma que alvejava latas spray de tinta suspensas em frente a uma tela.

Ok, obras de arte, nem sempre a entendemos. Mas, e quanto à ética de tirar DNA do cocô de uma pessoa morta? Adam e Tony dizem que Burroughs aprovou seus planos para o cocô do autor, uma jarra que foi recolhida e preservada pelos seus amigos.

Segundo um cientista, essa permissão talvez nem seja necessária: o DNA com que eles estarão trabalhando é pouco provável que seja do escritor. A maior parte do DNA amplificado será de micróbios. Já que a amostra é bastante antiga, provavelmente serão DNA de micróbios que se desenvolvem em fezes em decomposição. Todo o DNA do próprio mestre já foi, provavelmente decomposto por estas bactérias há muito tempo. Ou seja, a última utilidade do DNA de Burroughs na verdade foi ser digerido como fonte de energia por bactérias de fezes.

via [LifesLittleMysteries], via [ Hype Science ]

Atualização - 06/11/2011 11:40 - Últimas  Leituras do Spin


04/11/2011

A deiscência* da Terra ou Planeta D


A Nasa, a agência espacial americana, divulgou imagens da Terra realizadas a partir da Estação Espacial Internacional.
Os vídeos, que constam do acervo do Laboratório de Ciência e Análise de Imagens da Nasa, mostram imagens impressionantes do nosso planeta, registradas a partir da posição privilegiada da Estação Espacial Internacional.
A estação orbita a cerca de 360 quilômetros da superfície da Terra a uma velocidade de 29 mil quilômetros por hora.
Fonte: BBC

Glossário
(de:is.cên.ci:a) [ê]
sf.
1. Bot. Abertura espontânea de órgão ou partes vegetais para a saída do seu conteúdo, ao alcançarem a maturidade [ antôn.: Antôn.: indeiscência. ]
Fonte: Dicionário Digital Aulete

Atualização

11:30 h - As leituras do spin

03/11/2011

O erro dos trolls de Serra com a doença de Lula, por Bob Fernandes

Luis Nassif: A nominação do grupo de trolls é minha, não do Bob.



FONTE: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-erro-dos-trolls-de-serra-com-a-doenca-de-lula-por-bob-fernandes

A Deiscência do Som ou Som Deiscente ou D

Resutado da enquete "A mais internacional das músicas brasileiras"



A enquete foi realizada no Luis Nassif Online

A música na qual votei ficou em 3º lugar, logo depois de Aquarela do Brasil (1º) e Garota de Ipanema (2º)

Saiba mais >>>

Trollagem D ou A Deiscência da Trollagem: 30 grandes escritores trollando 30 grandes escritores

Nietzsche sobre Dante Alighieri: “Uma hiena que escreveu sua poesia em tumbas”

Logo abaixo você vê a lista completa de insultos de autores para outros autores, todos eles de renome internacional.

30. Gustave Flaubert (Madame Bovary) sobre George Sand (Mattéa)
“Uma grande vaca recheada de namquim”
29. Robert Louis Stevenson (O Médico e o Monstro) sobre Walt Whitman (Leaves of Grass)
“Ele escreve como um cachorro grande e desengonçado que escapou da coleira e vaga pelas praias do mundo latindo para a lua”
28. Friedrich Nietzsche (Assim Falou Zaratustra) sobre Dante Alighieri (A Divina Comédia)
“Uma hiena que escreveu sua poesia em tumbas”
27. Harold Bloom (A Invenção do Humano) sobre J.K. Rowling (Harry Potter)
“Como ler Harry Potter e a Pedra Filosofal? Rapidamente, para começar, e talvez também para acabar logo. Por que ler esse livro? Presumivelmente, se você não pode ser convencido a ler nenhuma outra obra, Rowling vai ter que servir.”
26. Vladimir Nabokov (Lolita) sobre Fyodor Dostoievsky (Crime e Castigo)
“A falta de bom gosto do Dostoievsky, seus relatos monótonos sobre pessoas sofrendo com complexos pré-freudianos, a forma que ele tem de chafurdar nas trágicas desventuras da dignidade humana – tudo isso é muito difícil de admirar”


Continue lendo este artigo no Luis Nassif Online, postado por Spin na Rede

Leituras do Spin

Eduardo Guimarães: Imprensa é quem "endeusa" Lula com os ataques vis que lhe faz
Márcio Xavier: Como tratar um troll
Livro "Blogs.com: Estudos Sobre Blogs e Comunicação"
Luciano Martins Costa: A imprensa: pessimismo como opção
Mais leituras aqui

01/11/2011

Em 1/11/1512, a primeira exibição da Capela Sistina

Do Opera Mundi, no LNO
Hoje na História: 1512 - Teto da Capela Sistina é exibido pela primeira vez

A obra gigantesca de Michelangelo Buonarroti é inaugurada em Roma e aberta ao público pela primeira vez em 1º de novembro de 1512. Os críticos e os assistentes postaram-se pasmados diante de tal grandeza. O afresco que decora a abóboda da Capela Sistina mede 40 metros de comprimento e 13 metros de largura. Foi encomendada ao mestre de Florença pelo papa Julio II. O teto da Capela Sistina no Vaticano é uma das mais belas obras do gênio de Michelangelo, o maior dos artistas da Renascença Italiana.

Saiba mais  >>>>>

Comentando o post "Em 1 ano, juros consomem R$ 231bi"

Marco Antonio L: Em 1 ano, juros consomem R$231 bi

Ontem foi publicado um este post sobre um assunto que tem relação com este tema. Quem leu o post tomou conhecimento das confissões de um ex-assassino econômico. Há videos bem esclarecedores, se o país não cede,  as corporações são implacáveis e manda os chacais entrarem em ação para derrubar o governo, inclusive assassar seu mandatário. Caso os chacais não tenham sucesso na empreitada, entra o poderio militar dos EUA para executar a tarefa não executada pelos seus enviados. Claro, a mídia sempre no meio, no abre-alas, para convencer a população de que o governo tem que ser derrubado. Motivos eles inventam, né.
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/confissoes-de-um-ex-assassino-economico



Leituras do Spin

Assassinos econômicos
Pepe Escobar:  O que está acontecendo na Líbia(vídeo)
Zwela Angola: EUA vigiam a Somália
Webster Franklin: A reação da democracia grega. A Islândia pode servir de exemplo

Câncer de Lula
Casa da Tolerância: A civilidade na politica
Terra: A selvageria na política
Eduardo Guimarães: Apoie a campanha "Respeite Lula, o Estadista que  Ergueu o Brasil"


Querido  Lula, o  Brasil te ama e torce por você, bjs
Carlos Sales: As reportagens seletivas sobre o SUS
Helena Sthephanowitz: Depoimento de fã de Lula: "Estou aqui para dar uma força ao Lula"
Instituto Cidadania: Lula agradece pelo apoio recebido (vídeo)
Maria Inês Nassif: Câncer do Lula. O Brasil que odeia 


Nina Crintz: O SUS, a ironia e o mau gosto
Clovis Rossi: O câncer do preconceito
Wladimir Safatle: Manifestações contra Lula são de "direita ressentida" 
Renato Rovai: O câncer do ódio e um imposto sobre fortunas para financiar a saúde

AVISO

Amanhã é feriado, quando tudo pára, os átomos, as palavras, os aviões, os drones, vou desligar tudo amanhã: celular, geladeira, computador
Caro(a) spinauta,um breve adeus, ou definitivo, ninguém sabé, né

Deiscência no cativeiro ou O porco que sequestrou uma mulher

Em inglês porco quer dizer  pig
Por aqui pig é alguma coisa a mais além deste significado: Partido da Imprensa Golpista
Não é que um PIG gigane fez uma mulher prisioneira
É verdade, aconteceu na Austrália
Mas poderia ser aqui não é mesmo

De qualquer forma vale o alerta: Cuidado, presidenta Dilma!

Deu na Folha de SP em 2008:


Porco gigante faz mulher "refém"


Uma mulher de 63 anos ficou em apuros ao ser proibida de sair de casa por um porco do tamanho de um pônei na Austrália.

Caroline Hayes, que mora na vila de Uki, não pôde sequer ir ao
banheiro, localizado na parte de fora da casa, durante o período de
"cativeiro". Tudo porque Bruce, o porco, estava bravo.

O bicho saiu de um chiqueiro a dois quilômetros de distância. Os donos
do animal não conseguiram segurá-lo, devido ao seu tamanho e força, e
ele adentrou pela floresta. Foi aparecer em frente à casa de Caroline.
ao tentar sair de sua moradia, a mulher contou à imprensa
local que foi mordida e empurrada para dentro da casa. "Comecei a ficar
assustada", disse Caroline à ABC News. Ela então se trancou na
residência.

Hoje pela manhã, Bruce continuava por lá. Ao tentar sair novamente, a mulher foi empurrada com tanta força que caiu no chão.

Guardas tentaram resgatá-la, mas não conseguiram capturar o animal, que
pouco tempo depois foi passear nas redondezas e se refrescar em uma
represa próxima.

Apesar de tudo, Caroline defende o bicho mal-humorado. "Ele é um belo
porco macho, apenas tem muito tamanho e é controlador"
, afirmou ao "The
Daily Telegraph". Ela desconfia que o motivo do mau humor do animal
tenha sido fome, pois ele já apareceu outras vezes em sua casa em busca
de comida.

Caroline teme pelo futuro de Bruce. "Não paro de chorar, porque amo os animais e sou vegetariana."


 Meu comentário


Caroline teme pelo futuro de Bruce. "Não paro de chorar, porque amo os animais e sou vegetariana."
Ao que tudo indica a vítima desenvolveu uma Síndrome de Estocolmo, ou seja, passou a admirar o algoz

Leia isso

Enquete: A música brasileira do século

SPIN na Rede: Dilma corta verba de publicidade: O PIG* vai mostrar as obras?
ZCarlos: Após condenação, arcebispo de Porto Alegre acusa Judiciário de corrupção
Eduardo Guimarães: Alcoolismo de Lula é mentira
Antônio Nonato: A trollagem na Globo
Agência Estado: FHC condena manifestações no facebook
Weden: Selvageria contra Lula foi "ensinada" pela imprensa

Dom Dadeus, arcebispo de Porto Alegre afirma que o Judicário é corrupto e emenda: Quando vai começar a faxina por lá?

Por ZCarlos, no ContextoLivre

Após condenação, arcebispo de Porto Alegre acusa Judiciário de corrupção

Arcebispo questionou quando começará uma faxina no Judiciário
Indignado com uma condenação do Tribunal de Justiça de São Paulo, o arcebispo de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, acusou o Judiciário de corrupção.

— O problema da corrupção no Brasil tem sua base exatamente ali, no Judiciário. Todos sabem disso, mas poucos têm coragem de denunciá-lo. Nossa presidente começou a faxina no Executivo. Quando será a vez do Judiciário, onde o problema é muito mais grave? — disse o arcebispo.
"Se o judiciário quiser me prender, que o faça", completou. 

Dom Dadeus foi condenado, juntamente com a diocese de São João da Boa Vista (SP), a pagar indenização de R$ 940 mil a uma família de Mogi Guaçu (SP).

Entre 1999 e 2000, Grings, então bispo em São João da Boa Vista, escreveu artigos criticando uma família de ter recorrido à Justiça pedindo indenização sobre terras invadidas.

A família decidiu acionar na Justiça também Grings e a arquidiocese, em ação cuja sentença agora anunciada encerra o caso – ou seja, não cabe mais recurso. 

A entrevista coletiva de Dom Dadeus, que se iniciou às 14h, teve como objetivo o anúncio de "fato relevante". Na sua fala, ele começou dizendo que "chegou ao fim mais um capítulo da agressão do Judiciário contra a Igreja Católica".

No final da tarde, a Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris) divulgou nota de indignação quanto à declaração de Dom Dadeus. "É necessário que a cidadania perceba que um país, para ser substancialmente democrático, deve contar com um Poder Judiciário laico, imparcial e independente", diz a nota, que é assinada pelo presidente da associação João Ricardo dos Santos Costa.

Confira na íntegra a nota da Ajuris:
"A Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris) vem a público manifestar toda a indignação da Magistratura gaúcha em face das declarações do Arcebispo de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, que atribui ao Poder Judiciário a condição de ente corrompido, impulsionado por ter sido condenado em ação de indenização por fato que lhe foi imputado, ocorrido na cidade de Mogi Guaçu (SP).
Esta prática adotada pelo Arcebispo está cada vez mais disseminada no Brasil, notadamente quando o Judiciário decide em desfavor de segmentos que desfrutam de poder diferenciado na sociedade.
É necessário que a cidadania perceba que um país, para ser substancialmente democrático, deve contar com um Poder Judiciário laico, imparcial e independente. Lamentavelmente, alguns quadros da vida pública ainda não se deram conta do quanto é importante tal condição para uma nação.
Reiteramos que a postura inquisitorial do Arcebispo é inaceitável. Da mesma forma, registramos o grande respeito que temos pela Igreja Católica, e todas as outras religiões.
Entretanto, não podemos admitir que qualquer religioso, em nome de sua crença, insulte pessoas e instituições de forma arbitrária, numa quase retrospectiva da inquisição medieval.
A Ajuris sempre exigirá pronta apuração de qualquer irregularidade no Poder Judiciário, mas não admitirá a ofensa generalizada e irresponsável, de qualquer autoridade, simplesmente pelo fato de ter seus interesses contrariados por decisão judicial. Repudiamos tal comportamento pelos evidentes danos que causa à democracia".
 FONTE: http://contextolivre.blogspot.com/2011/10/apos-condenacao-arcebispo-de-porto.html

A História do SPIN