28/04/2009

Anamnese D

O que a Ro, spin artista, humana, quis dizer na postagem anterior...
É que dias atrás, num momento de ponto cego* , enviei este recado a todos os meus amigos do orkut:
"Quero reconstituir umas coisas que, durante um ataque de limpeza, joguei fora.
Estou enviando este mesmo recado a todas as pessoas que conheço de forma real ou virtual.
Daqui prá frente andarei de porta em porta para saber se você tem alguma que eu tenha dito, escrito, desenhado, fotografado, filmado.
Alguma palavra que eu possa ver e, por causa do que sou agora, achar tão estranho a ponto de não reconhecer-me"
.
Sendo que as palavras da Ro são uma resposta a tal pergunta que, num momento de ponto cego, enviei a todos os meus amigos do orkut, depois, quando a ficha caiu, quando saí do ponto cego, até me arrependi, pois que a resposta veio ali mesmo, naquele momento, por isso a pergunta foi alterada para apenas "o que fiz"
.
______________________________________________
*Ponto cego é quando você diz ou escreve coisas sem muito auto-controle, depois que cai a ficha você até se arrepende. A verdade acontece neste ponto cego. Aqui as leis da física da desaparecem e tudo adquire força, um grão de areia, tudo tem poder e se entreleça, o Erro apresenta-se como resposta. É que sob o ponto cego estamos no mundo quântico, onde a lógica vira patafísica. Por isso, naquele momento, tive a resposta para a pergunta que formulei aos meus amigos no orkut: como eu era? O Erro, spin deus, respondeu-me através do orkut, que este spin era colt = potro.
Vi que a resposta não poderia ter sido mais exata.
Agora sei
Agora sei como era este spin
Interessa-me agora saber o que fez este spin, sendo que o recado de Ro foi uma resposta
Satisfeito, noto que ter Rô como uma interlocutora íntima, alguém para este spin possa dirigir-se, seria de bom alvitre
A cada dia um ponto
Nenhum obrigação de fazer alguma coisa no ponto
Nossa, esta postagem já está ficando por demais estendida
Não!
Isto aqui é um espaço lógico, racional, e não um ponto cego
Estou aqui- clique aqui No posto digo ponto 44 Esta via-sacra é composta por 70 estações
.
Atualizado - 16:20
No momento ainda estou em Goiânia - GO
Ainda tenho que pegar o ônibus para Brasília - DF
Às 9:00 horas embarcei para Terezina - PI
Será que vai dar tempo
Não sei como é o acesso a web por lá, não conheço
Estarei de volta num dia útil qualquer

Fwd: orkut - Rosane Chonchol - artista deixou um novo recado pra você!

Uma grande figura a Ro,
Bjsss!!!!!

orkut Powered by  Google
Olá, José Carlos,

Rosane Chonchol - artista escreveu na sua página de recados:

Foto Rosane:
não tenho, mas não se preocupe, na nossa memória está tudo armazenado - me lembro bem coisas que disse sobre a Benazir e muitas coisas mais - você tem o poder da escrita e da comunicação muito desenvolvidos e evoluidos

Para responder esse recado, visite a sua página de recados.

Para ver o perfil de Rosane, clique aqui.

* * *

Para controlar e-mails de notificação, acesse as Configurações da conta.

Rosane está irritando você? Vá para o perfil de Rosane e clique em "ignorar".

Não é um usuário do orkut? Você pode impedir todos os usuários do orkut de enviarem esses e-mails para você.

Fwd: Pipe rigate

Sugerido por Antônio Pinheiro, spin professor, humano

Pipe rigate com molho de abóbora e azeitonas


Ingredientes:

350g de pipe rigate ou outra massa curta
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 dente de alho descascado
3 cebolas pequenas bem picadas
100g de toucinho defumado em cubos pequenos
500g de abóbora limpa em cubos pequenos
manjericão
alecrim
1 xícara (chá) de purê de tomate
1/2 xícara (chá) de vinho branco seco
150g de azeitonas pretas
sal e pimenta-do-reino a gosto



Modo de Preparo:

Em uma frigideira grande, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola. Adicione o toucinho e a abóbora e cozinhe por 5 minutos, mexendo de vez em quando com uma colher. Quando a abóbora estiver ligeiramente macia, junte o manjericão picado com as mãos, algumas folhinhas de alecrim e o purê de tomate. Adicione sal e pimenta-do-reino, regue com o vinho e cozinhe por cerca de 20 minutos, em fogo médio. Enquanto isso, cozinhe o macarrão em bastante água fervente com sal. Escorra quando estiver al dente e tranfira para a frigideira com o molho. Adicione as azeitonas e misture bem, em fogo médio, até que a massa esteja bem temperada. Polvilhe com uma generosa pitada de pimenta-do-reino e algumas folhas de manjericão picadas com as mãos e sirva a seguir. ....

27/04/2009

Últimas Crenças

Clique na imagem para ampliar
Ontem disse de um desejo que eu teria de saber como este spin era antigamente
"Você era colt = potro = novato = inexperiente" respondeu o Erro, spin deus, através do orkut
Por isso desisti de saber como eu era
Não quero mais
A partir de gora quero saber o que fiz
Continua aqui
Últimas crenças
.
ps
Agendar o post de amanhã
O que fazer
E por acaso este spin é obrigado assim como se fosse spin devedor?
Não
Claro que não
(continua num próximo dia útil qualquer)
.
Gilmar Mendes quer censurar
Dias atrás Gilmar Mendes censurou um programa da TV câmara porque os repórteres comentaram as proteções feitas pelo presidente do STF a Daniel Dantas.
Agora ele quer censurar a TV do STF por ter sido desmascarado pelo ministro Joaquim Barobsa
Vamos lutar para que as seções do STF continuem sendo ao vivo.
Já vi por aí, no imprensalão, gente defendendo que as seções sejam secretas.
Para isso justificam que nos EUA as seções da Suprema Corte são secretas.
E por acaso estes burros não percebem que o nosso sistema de transmissão ao vivo é mais avançado do que o dos EUA?
Não deveria ser o contrário?
Claro que sim.
Os EUA é que deveriam copiar o nosso sistema e não o contrário.
Esta mania de querer copiar os americanos, de achar que eles estão sempre certos, mesmo depois da derrocada econômica do neoliberalismo.
Esse zé povinho que nunca se emenda, este eterno complexo do cachorro vira-latas, das relações verticais, o de cima podendo tudo.
Os de baixo só levando na tarraqueta.

26/04/2009

42º Dia Útil - O Olhar das Crianças

Nesta noite sonhei que as crianças tinham adorado este SPIN.
No sonho vários delas haviam se inscrito para acompanhar esta obra.
Este spin não se esquece da forma como as crianças se postaram diante de uma obra de minha autoria, que expus no Museu das Bandeiras, na Cidade de Goiás- Rio Vermelho.
Pena que eu tenha jogado fora todos os registros daquilo, os textos, as fotografias, vídeos, as reportangens, etc
Se não me engano, foi no ano 2000
Continua aqui
Visite o Hospital, a Galeria de Arte, a Bilioteca e o Jornal do SPIN - links ao lado
.
Atualizado - às 20:20 horas
Tem coisa nova no Hospital do SPIN - link ao lado
.

25/04/2009

41º Dia Útil - Spin Caótico

Clique na imagem para ampliar
Estou o formato desta obra, pena que hoje eu não possa estar por aqui, é que agora às 8:00 horas terei que estar dentro de uma sala de aula, num curso de pós-graduação que por sinal não estou gostando nem um pouco, se fosse Direito Penal ou Agrário tudo bem, mas Direito Previdenciário? Que assunto dos mais complicados. Ontem paguei um mico por roncar durante a aula apesar da professora ser uma gracinha.
Antes de sair atualizei o Hospital, a Galeria de Arte, a Biblioteca e o Jornal deste SPIN - links ao lado.
Falando em spin, este assunto é antiquíssimo, no começo da década de 80 já andava com este spin prá lá e prá cá, em forma de textos, objetos, fotografias, vídeos e cópias de textos em emails, material que num dado momento, quando spin amante se foi, jogou tudo fora como forma de limpeza, o assunto varou a madrugada das noites da década de 90.
Daquilo que foi escrito naquela época, encontrei alguma coisa num endereço de email, isto aqui
.

Grato,
Spin Sem Organização
.
ps

Este nome "Spin Sem Organização" é decorrente do sonho desta noite, no qual este spin tentava colocar em ordem as páginas desta obra. Impossível...É que este spin não sabia onde começava as páginas, nem quantas vias, nem quantas obras, nem onde as coisas começam = terminam.
.
Ao olhar aquela antiga correspondência adorei saber como eu era naquela época, daqui prá frente vou fazer isto, vasculhar o baú, ver como eu era antes e como sou agora, quando sinto-me basante maduro e equilibrado.
Já fui verde,
Num dado momento da história fui de vez
Agora sou maduro.
Se a podridão é a próxima etapa, o passo seguinte ao amadurecimento...
Não.
Apodrecer ocorre em qualquer época, por acaso não percebes que há frutos que pecam = atrofiam novinhos na copa = cozinha da árvore.
Não sou fruto pecado, disto sei.
Agora sei
Agora sei
Agora sei
Tenho plena consciência da minha maturidade.
.
Grato,
Spin Maduro

***
.

24/04/2009

Ainda Sobre o Calendário - Atualizado às 17:40 horas

Hoje é o 40º dia útil de júpiter, levando-se em conta que já tivemos um feriado neste mês que vai de 15 de março a 26 de maio
No próximo dia 48 de júpiter (1º de maio no calendário do spin revogado) é feriado
Como o 48 não é dia útil, este spin estará offline, ou seja, em branco
Se os sábados e domingos são dias úteis, ou seja, online?
Sim
Apenas os feriados não são dias parados, feriados, também denominados em branco ou offline
Internauta, experimente ficar offline nos feriados e verás o quanto isto é gratificante e regenerador
Continua aqui

ps

Visite o Hospital, Galeria, Biblioteca e Jornal do SPIN

Links ao lado

***

.

Atualização - 17:40 horas

O que seria deste SPIN sem ninguém para avisar sobre os problemas a serem corrigidos, que surgem por aqui. É que nesta postagem o blog que indiquei para a continuidade do assunto estava fechado ao público, o blog correspondente ao dia de hoje.

No entanto fui avisado sobre o fechamento, quando somente então fiquei sabendo da situação. Já corrigi o erro, o blog está aberto a todos. Uma prova de que os leitores fazem parte do blog e a eles devemos o maior respeito e reverência.

Vou mais longe e isto fica como dica para quem pretende um dia mexer com blog. Toda gentileza para com o leitor é pouca, não o tenha apenas como alguém que acompanha mas sim como parte integrante da sua obra. Sem esta de relação vertical, do que sabe mais, pode mais, o mais forte, o que está por cima, esta aparente superioridade não funciona nem na cama. A este respeito leia isto aqui

Spin grato

23/04/2009

Fwd: orkut - Antonio Pinheiro deixou um novo recado pra você!

orkut Powered by Google
Olá, José Carlos,

Antonio Pinheiro escreveu na sua página de recados:

FotoAntonio:
.....S.A.L.V.E J.O.R.G.E.....

Para responder esse recado, visite a sua página de recados.

Para ver o perfil de Antonio, clique aqui.

* * *

Para controlar e-mails de notificação, acesse as Configurações da conta.

Antonio está irritando você? Vá para o perfil de Antonio e clique em "ignorar".

Não é um usuário do orkut? Você pode impedir todos os usuários do orkut de enviarem esses e-mails para você.
Salve São Jorge,
Ao enviar a imagem do orkut diretamente diretamente para o blog nenhuma imagem estava sendo publicada Dias atrás postei no blog o recado da fantástica rloga, portanto porque isto agora não seria possível novamente? Foi quando descobri que o email deve estar no padrão avançado e não no básico
Blz
Obrigado são jorge, spin guerreiro, divino
Continua aqui
ps
Jorge, spin deus
Ou spin santo
Tanto faz

22/04/2009

38º Dia Útil

Ontem não foi dia útli no calendário do spin
Dia em branco o de ontem
Como foi ficar em branco?
Ótimo
Maravilha
Visitei amigos
Fui visitado por eles
O Félix achou estranho o computador desligado
Ele: ele está com defeito?
Eu: não. É que hoje não posso. É feriado. Dia do spin enforcado
Ele: o que é isso?
Eu: Tiradentes. Você não sabe?
Ele: Ah
Continua aqui

20/04/2009

37º Dia Util - Clique Aqui

No novo spin, que poderíamos também chamar de novo mundo ou nova realidade, não podemos trabalhar em dia feriado, como o de amanhã, em homenagem a Tiradentes
Em dia feriado tudo pára, inclusive os carros
E pássaros
Aviões
Nem o canto dos pássaros ouviremos
Todos os animais, humanos e pessoas jurídicas atentos aos spin enforcados
Feriado Nacional
Amanhã não é dia útil
Por isso este spin estará em branco

19/04/2009

Overmundo :. Diálogos entre teoria e prática na FAV/ UFPA.



Convite Para Debate,

Convite para Debate te convidou para visitar a página http://www.overmundo.com.br/agenda/dialogos-entre-teoria-e-pratica-na-fav-ufpa no Overmundo.

Estou Enviando Diretamente do Site Para o Blog, Vamos Ver se Funciona

Gire Cmigo

Criei um sistema, ainda não sei ao certo como usá-lo, isto é o de menos, as coisas se arrumam no andar da carruagem
A este sistema dei o nome de SPIN (Sistema Poético Informativo Nato)
Nato
Ou náutico
Poético
Ou patológico
O interessante é o giro que este sistema me permite
Continue lendo aqui
.
ps
Gostaria muito de entregar o Hospital, a Galeria de Arte, a Biblioteca e o Jornal para especialistas de suas respectivas áreas
Cuidar de 70 blogs + 1 já está de bom tamanho
Por isso estes 4 blogs ficarão como estão até que surjam pessoas para tomar de conta deles
01- Hospital
02- Artistas
03- Biblioteca
04- Jornal

Esqueci que além deste tem o blog Caderno Escolar, que uso para anotações da minha pós-graduação, de forma que não são apenas 70 + 1 mas 70 + uns
Uns tipo como "submarino", altamente secreto, um quase-secreto, um para guarda de documentos pessoais, lembretes, etc
A minha agenda telefônica está no Portal Claro, fiz uma sincronização, é que cada vez que eu perdia um celular ia junto a minha lista telefônica, agora isto está resolvido, caso eu perca ouseja roubado os números estão salvos no site da operadora.

Salve Delara - Assine a Petição - Clique Aqui (Link)

18/04/2009

Pintora Iraniana de 23 Anos Será Enforcada Nesta Segunda-Feira - Clique Aqui











Atualização - 8 de maio
Delara Darabi foi enforcada em primeiro de maio último

Interessante...Pena de Morte Para Blogueiros - Clique Aqui

Refiz o Texto Sobre Protógenes

Dias atrás eu havia escrito um texto que vinha me chamando a atenção, me incomodando, por isso o refiz
Link
http://josecarloslima.blogspot.com/2009/04/jose-carlos-lima-quer-que-voce-leia.html#links
.
Infalível só mesmo SS Bento XVI
Não confunda SS com Polícia Nazista
SS é abreviatura de Sua Santidade
Então...
Você conhece perceber que nós terráqueos não passamos de um bando de loucos
Preste bem atenção nos gestos das pessoas na ruas
Que povo dos mais feio e estranho
Dizem-se bons da cuca e, no entanto, não passam de doentes
Sãos de verdade só mesmo os que se assumem como loucos ou deficitários
Quando ando pelas ruas sempre páro para prestar a atenção nestes que chamamos de loucos
E por acaso não são eles os sãos
Nós, ao nos assumirmos como são somos uma tragédia anunciada.

Jackson Lago, Ex-governador do Maranhão, Resiste no Palácio dos Leões à Espera de Uma Decisão do STF, Instância Superior ao TSE

O STF é uma instância superior ao TSE? Nem tanto. É que dos 7 ministros do TSE 3 são do STF. Isto significa que praticamente metade de ministros do TSE são os mesmos do STF. Adianta algum cassado reclamar do TSE no STF? O TSE é composto por sete juízes: três deles são ministros do STF; dois, ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e dois, escolhidos entre advogados de notável saber jurídico e idoneidade moral, conforme disposto no artigo 119 da Constituição Federal. O próprio TSE é presidido por um ministro do STF. Não venham me dizer que o STF é uma instância superior ao TSE. Na prática não é. De forma que é infrutífero Jackson Lago, ex-governador do MA, esperar justiça por parte do STF. O candidato que foi eleito em oposiçao ao irmão de Gilmar Mendes foi cassado e de forma rapidíssima. É esta Justiça Eleitoral que ditará as regras em 2010. Por sinal, esta "Justiça" está de olho em nossos blogs, sites, orkuts, e quer calar nossa voz sob. Quando nos EUA a participação política é até incentivada, por aqui a elite dá um jeito de nos proibir. A nossa elite é uma das mais atrasadas, corruptas e atrasadas do mundo, tanto quanto a do Sudão. Nossa elite política e econômica é esta parcela de 6 por cento de brasileiros que domina os meios de produção e acumula cada vez mais.

17/04/2009

Altamiro Borges: Lula convoca a conferência de comunicação

Após longa e preocupante espera, o governo federal publicou nesta sexta-feira, dia 17, o decreto que convoca oficialmente a Conferência Nacional de Comunicação. A 1ª Confecom foi marcada para os dias 1, 2 e 3 de dezembro e merece ser comemorada pelas forças políticas e sociais que há muito lutam pela democratização dos meios de comunicação. O decreto publicado no Diário Oficial é uma primeira vitória de uma batalha que promete ser dura. Os "barões da mídia", que exercem forte poder na sociedade, farão de tudo agora para interferir nos rumos da conferência.
Por Altamiro Borges
A própria demora na sua convocação indica que este processo terá caráter estratégico. A idéia de um amplo e democrático debate na sociedade sobre o papel dos meios de comunicação esteve na agenda do governo Lula desde o seu primeiro mandato, mas sempre foi castrada pela oligarquia midiática e pelas vacilações e ilusões existentes no próprio Palácio do Planalto.
Fruto da pressão de várias entidades, Lula anunciou a intenção de realizar a conferência durante o Fórum Social Mundial em Belém do Pará, no final de janeiro. Durante quase três meses, o tema gerou intensa guerra nos bastidores de Brasília e, finalmente, agora saiu o decreto convocando a Confecom.
As próximas escaramuças
O conciso decreto deixa em aberto várias questões nevrálgicas, como a composição da comissão organizadora e a própria programação da conferência. Há, porém, sinalizações preocupantes. Ele confirma o Ministério das Comunicações, que nunca se mostrou disposto a democratizar o setor, como órgão responsável pela coordenação do evento, apesar de ressaltar a "colaboração direta" da secretaria-geral e da Secom.
Quanto à comissão organizadora, há fortes boatos de que ela será tripartite – com sete membros do governo, sete do empresariado e sete dos movimentos sociais –, o que pode gerar distorções num processo democrático de debate na sociedade.
Já no tocante ao conteúdo, o decreto firma apenas um temário geral: "Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital". O empresariado do setor, que tanto relutou na convocação da conferência, deseja agora transformar o evento numa arena para discutir suas pendengas.
Na dura disputa entre os barões da radiodifusão e as operadoras de telecomunicações, o capital quer apenas regulamentar o processo de convergência digital. Se depender dos barões da mídia, a democratização dos meios de comunicação nem entrará na pauta da Confecom.
Daí a importância dos movimentos sociais tratarem como prioridade o evento. Do contrário, a vitória da convocação pode virar uma derrota nesta batalha estratégica pela democratização do país.

Um amigo lhe indicou essa matéria do Observatório da Imprensa

Edição 533 de 14/4/2009
www.observatoriodaimprensa.com.br
URL do artigo: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=533IPB008

Está matéria foi enviada a você por: Lula assinou o decreto da Confêrência Nacional de Comunicação/josecarloslima70@gmail.com
Comentário: Como se vê abaixo, saiu o decreto da Conferência da Comunicação, um fórum onde a sociedade, movimentos sociais e empresários do setor debaterão o assunto.

CONFERÊNCIA NACIONAL DE COMUNICAÇÃO
Saiu o decreto de convocação

DECRETO DE 16 DE ABRIL DE 2009

Convoca a 1ª Conferência Nacional de Comunicação - CONFECOM e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a", da Constituição,

D E C R E T A:

Art. 1º - Fica convocada a 1ª Conferência Nacional de Comunicação - CONFECOM, a se realizar de 1º a 3 dezembro de 2009, em Brasília, após concluídas as etapas regionais, sob a coordenação do Ministério das Comunicações, que desenvolverá os seus trabalhos com o tema: "Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital".

Art. 2º - A 1ª CONFECOM será presidida pelo Ministro de Estado das Comunicações, ou por quem este indicar, e terá a participação de delegados representantes da sociedade civil, eleitos em conferências estaduais e distrital, e de delegados representantes do poder público.

Parágrafo único. O Ministro de Estado das Comunicações contará com a colaboração direta dos Ministros de Estado Chefes da Secretaria-Geral e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, na coordenação dos trabalhos para a realização da Conferência.

Art. 3º - O Ministro de Estado das Comunicações constituirá, mediante portaria, comissão organizadora com vistas à elaboração do regimento interno da 1ª CONFECOM, composta por representantes da sociedade e do poder público.

Parágrafo único. O regimento interno de que trata o caput disporá sobre a organização e o funcionamento da 1ª CONFECOM nas suas etapas municipal, estadual, distrital e nacional, inclusive sobre o processo democrático de escolha de seus delegados, e será editado mediante portaria do Ministro de Estado das Comunicações.

Art. 4º - As despesas com a realização da 1ª CONFECOM correrão por conta dos recursos orçamentários do Ministério das Comunicações.

Art. 5o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 16 de abril de 2009; 188o da Independência e 121o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Hélio Costa



Um amigo lhe indicou essa matéria do Observatório da Imprensa

Edição 530 de 24/3/2009
www.observatoriodaimprensa.com.br
URL do artigo: http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=530JDB001

Está matéria foi enviada a você por: A SIP e seus filiados, uma máfia, boicotam a realização da Conferência Nacional de Comunicação/josecarloslima70@gmail.com
Comentário: Este texto está sendo enviado diretamente do site do OI para este blog através da opção "enviar por email". Este texto é uma continuação do assunto postado na data de hoje.




PATRONATO E A CONFERÊNCIA
As lições de democracia da SIP

Venício A. de Lima

Chegou ao conhecimento público um relatório da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, na sigla em espanhol), divulgado no Paraguai, na terça-feira (17/3), sobre o estado atual da liberdade de imprensa no Brasil.

A SIP é uma velha conhecida daqueles que militam no campo das comunicações na América Latina. Fundada em Cuba, ao tempo de Fulgencio Batista (1943) e com sede em Miami, EUA, a entidade reúne os principais donos de jornais das Américas e é fruto do ambiente de disputa ideológica da "guerra fria", pós-Segunda Grande Guerra [ver abaixo a relação dos integrantes brasileiros da entidade]. Apesar de ser basicamente financiada pela contribuição de seus próprios membros, houve denúncias de que parte de seus recursos se originava, direta e/ou indiretamente, de governos autoritários e do Departamento de Estado dos EUA.

Dos atuais cinco membros eleitos de sua diretoria, três são estadunidenses, um é colombiano e outro é guatemalteco. O presidente de honra vitalício também é americano (ver aqui).

Dentre outras muitas posições que têm tomado ao longo dos anos, a SIP se opõe obstinadamente à revolução cubana; foi contra o sandinismo na Nicarágua; apoiou o golpe contra Salvador Allende no Chile; foi contra o debate sobre a NOMIC, Nova Ordem Mundial da Informação e da Comunicação na UNESCO na década de 1980 (ver "Nova Ordem da Informação - Idéia é relançada 30 anos depois") e tem sido crítica implacável do governo de Hugo Chávez na Venezuela.

Liberdade de imprensa

Ao longo dos anos, a SIP credenciou a si mesma como depositária dos critérios de avaliação e juíza inapelável da existência ou não da liberdade de imprensa nas Américas, divulgando duas vezes por ano os resultados de seu "monitoramento".

O site da entidade informa:

La piedra angular de la SIP es la Comisión de Libertad de Prensa e Información, que monitorea de manera continua todas las violaciones a la libertad de prensa en el hemisferio occidental y pasa revista a dichas violaciones en sus informes semestrales. La Comisión trabaja del siguiente modo:

1. Cada país tiene un vicepresidente regional que informa a la Comisión acerca de problemas y situaciones que afectan la libertad de prensa en ese país.

2. Los informes se revisan y debaten dos veces al año: en la reunión de Mediados de Año, durante la primavera, y en la Asamblea General de octubre. La Comisión presenta sus conclusiones y recomendaciones a la Junta de Directores.

3. Los informes y resoluciones de libertad de prensa son distribuidos ampliamente entre los gobiernos, organizaciones intergubernamentales y de la sociedad civil en las Américas y el mundo, con la ayuda del Comité Coordinador Global de Organizaciones de Libertad de Prensa.

4. Las respuestas a amenazas o violaciones de la libertad de prensa pueden variar, desde la publicación de una simple resolución que indica que nuestra organización es consciente de una amenaza potencial, al envío de una misión especial a fin de que nuestros socios puedan investigar más el asunto o el planteamiento de la cuestión directamente a aquellos responsables del problema.

Atualmente a Comissão de Liberdade de Imprensa é presidida por Gonzalo Marroquín, do Prensa Libre (Guatemala), e os vice-presidentes são André Jungblut, da Gazeta do Sul (Santa Cruz do Sul, Brasil) e Aldo Zuccolillo, do diário ABC Color (Assunção, Paraguai). O vice-presidente regional para o Brasil é Sidnei Basile, do Grupo Abril (São Paulo, Brasil).

O relatório sobre o Brasil

O relatório divulgado no Paraguai (íntegra disponível aqui) é, portanto, resultado do trabalho de "monitoramento" feito por essa comissão e sublinha, dentre outros, os seguintes pontos:

"Sin libertad, la verdad no aparece". Es con pesar que se constata la actualidad de este eslogan de un mensaje publicitario en un país que volvió a convivir con la democracia hace un cuarto de siglo. Sin embargo, ese retorno a la normalidad no fue suficiente para contener los constantes atentados a la prensa. (...)

El gobierno está empeñado en promover, con el apoyo de organizaciones no gubernamentales y de movimientos sociales, una Conferencia Nacional de la Comunicación. La iniciativa es preocupante porque prevé interferencias en el contenido generado para las diversas plataformas de los medios. Sus objetivos son: identificar los principales desafíos relativos al sector de la comunicación; realizar un balance de las acciones del poder público en el área; proponer directrices para las políticas públicas en el campo de la comunicación; y establecer las acciones gubernamentales prioritarias de acuerdo con esas directrices. (...)

Por último, actualmente tramitan en el Congreso Nacional - incluidos la Cámara de Diputados y el Senado Federal - un total de 86 proyectos que, en su mayoría, afectan la independencia de los medios de comunicación al restringir la publicidad.

Como bien recordó Roberto Civita, presidente del Consejo de Administración del Grupo Abril en el IV Congreso Brasileño de Publicidad, "sin ella (la publicidad) sería imposible mantener el pluralismo de los medios de comunicación". Civita recuerda que la publicidad es una parte esencial de las economías libres y estimula la competencia, además de contribuir a la creación de empleos. En su opinión, en un mundo tan pulverizado, cada vez resulta más difícil controlar la diseminación de la propaganda. "Incluso, continúan apareciendo amenazas contra la libertad". El funcionario criticó el exceso de juicios en curso en el gobierno relacionados con la publicidad y dijo que "con publicidad o sin ella, los problemas no dejan de existir". También criticó la tendencia de la Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria (Anvisa) de legislar por cuenta propia la publicidad de bebidas alcohólicas, medicamentos y alimentos.

Una breve retrospectiva de las noticias muestra que el presidente Lula tiene dificultades para aceptar el trabajo de los periodistas.

Coincidências?

Não deixa de ser significativo que as observações que a SIP faz sobre o que acredita ser ameaças à liberdade de imprensa existentes hoje no Brasil coincidam com as críticas que já são feitas pelos principais grandes grupos de mídia brasileiros - aliás, membros ativos da entidade.

A novidade é a "preocupação" da SIP com a Conferência Nacional de Comunicação (CNC). Como se sabe, os empresários - "defensores" da democracia e da liberdade de imprensa - têm historicamente se recusado a admitir qualquer forma de regulação democrática sobre sua atividade.

Na semana em que o governo definiu o tema da CNC - "Comunicação: Direito e Cidadania na Era Digital" -, a grande mídia parece se sentir ameaçada nos seus interesses até mesmo com a possibilidade de que o tema seja debatido pela sociedade civil organizada e que surjam propostas de regulação legitimadas por um processo participativo amplo e democrático em nível nacional.

Membros brasileiros da SIP

[Disponível aqui. Há erros óbvios na identificação das cidades-sede de alguns dos associados brasileiros.]

DiárioCiudad

A Noticia

Joinville, SC

A Tarde

Salvador, Bahia

A Tribuna de Santos

Santos, SP

Almananque Abril

Santos, SP

An.com.br

Joinville, SC

Ana Maria

Joinville, SC

Arquitetura & Construcao

Joinville, SC

Atarde.com.br

Salvador, Bahia

Aventuras Na Historia

Salvador, Bahia

Bizz

Salvador, Bahia

Boa Forma

Salvador, Bahia

Bons Fluido

Salvador, Bahia

Bons Fluidos

Salvador, Bahia

Bravo!

Salvador, Bahia

Capricho

Salvador, Bahia

Caras

Salvador, Bahia

Casa Claudia

Salvador, Bahia

Claudia

Salvador, Bahia

Contigo

Salvador, Bahia
Correio Braziliense Brasilia DF

Correio Popular

Campinas, SP

Cpopular.com.br

Campinas, SP

Diario Catarinense

Florianopolis, SC
Diario da Tarde Belo Horizonte

Diario de Minas

Belo Horizonte

Diario de S. Paulo

Sao Paulo, SP

Diario de Santa Maria

Santa Maria, RS

Diário do Comércio

Belo Horizonte, MG

Diario Popular - Curitiba

Curitiba, Paraná

Diario Popular - Pelotas

Pelotas, Río Grande
Diario Santa Maria Santa Maria

Diario.com.br

Florianopolis, SC

Diariodocomercio.com.br

Belo Horizonte, MG

Diariopopularpr.com.br

Curitiba, Paraná

Disney

Curitiba, Paraná

Elle

Curitiba, Paraná

Estado de Minas

Belo Horizonte, MG

Estilo

Belo Horizonte, MG

Exame

Belo Horizonte, MG

Exame/PME

Belo Horizonte, MG

Expresso

Rio de Janeiro

Extra

Rio de Janeiro

Folha de S. Paulo

Sao Paulo

Gazeta Do Sul

Santa Cruz do Sul. R

Gazeta.com.br

Sao Paulo

Gazetadopovo.com.br

Curitiba , PR

Gloss

Curitiba , PR

Grupo Abril

Sao Paulo

Guia do Estudante

Sao Paulo

Guia Quatro Rodas

Sao Paulo

Hora de Santa Catarina

Florianópolis - SC

Info Corporate

Florianópolis - SC

Info EXAME

Florianópolis - SC

Info Online

São Paulo

Jornal da Tarde

Sao Paulo

Jornal de Brasilia

Brasilia, DF

Jornal de Santa Catarina

Blumenau, SC

Jornal do Comercio - Manaus

Manaus, Amazonas

Jornal do Tocantins - Goiana

Goiania

Jornal do Tocantis

Tocantins

Jornal NH

Novo Hamburgo, RS

Jornaldatarde.com.br

Sao Paulo

Jornaldebrasilia.com.br

Brasilia, DF

Love TEEN

Brasilia, DF

Manequim

Brasilia, DF

Mens Health

Brasilia, DF

Minha Novela

Brasilia, DF

Mundo Estranho

Brasilia, DF

National Geographic

Brasilia, DF

Nova

Brasilia, DF
Nova Escola Brasilia, DF

O Dia

Río de Janeiro

O Estado de Sao Paulo

Sao Paulo

O Globo

Rio de Janeiro

O Popular

Goiania, Goias

O Povo

Fortaleza, Ceara

Odia.com.br

Río de Janeiro

Oglobo.com.br

Rio de Janeiro

Oimparcial.com.br

Sao Luis, Maranhao

Oliberal.com.br

Belém, PA

Opopular.com.br

Goiania, Goias

Pioneiro

Caxias do Sul, RS

Placar

Caxias do Sul, RS

Playboy

Caxias do Sul, RS
Portal Abril Caxias do Sul, RS
PSC ( Jornal Interno) Caxias do Sul, RS

Quatro Rodas

Caxias do Sul, RS

RBS - Rede Brasil Sul

Porto Alegre, RS

Recreio

Porto Alegre, RS

Reuters

Sao Paulo, SP
Revista A Sao Paulo, SP
Revista da Semana Sao Paulo, SP

Santa.com.br

Blumenau, SC

Saude

Blumenau, SC
Sou Eu Blumenau, SC

Super Interessante

Blumenau, SC
Super Surf Blumenau, SC

Tititi

Blumenau, SC

Veja

Blumenau, SC

Veja Sao Paulo

Blumenau, SC

Vejas Rio

Blumenau, SC

Viajem E Turismo

Blumenau, SC

Vida Simples

Blumenau, SC

VIP

Blumenau, SC

Viva Mais

Blumenau, SC

Vocé S.A.

Blumenau, SC

Witch

Blumenau, SC
Women Health Blumenau, SC

Zero Hora

Porto Alegre, RS



Um debate acalorado sobre a privatização da telefonia

por Luiz Carlos Azenha - em seu blog "Vi o Mundo"

Começou com a reclamação de um colega de trabalho, que desistiu da Telefonica depois da recente pane no serviço do Speedy. É uma característica dos "serviços" no Brasil, que desafiam a modernização: falhas, péssimo atendimento telefônico -- quando existe --, desleixo com o consumidor e um preço relativamente salgado.

Esse estado de coisas quase não aparece no jornal, nem na televisão. Não há "apagão" da telefonia, nem da internet. Haveria, com certeza, se os serviços fossem estatais. Afinal, o papel da mídia é justamente esse: promover as negociatas através das quais os sócios, parceiros ou patrocinadores lucram às custas de dinheiro público.

Os defensores da privatização dizem que seria pior se os serviços fossem estatizados. Argumentam que haveria menor concorrência. E que a máquina estatal ficaria inchada de apaniguados do governo de turno. É, de fato, um risco.

Os problemas foram identificados por alguns leitores. O Paulo Ramos, que mora em Campo Grande, disse que há dois anos tenta instalar banda larga em casa, mas recebe da operadora a informação de que não existe "suporte técnico". Pode ser um sintoma clássico da privatização: as empresas investem dinheiro nas regiões onde podem conseguir maior retorno.

A Ana Cruz lembrou: "O brasileiro é o consumidor que tem os maiores custos quando o assunto é o uso do celular. O cenário é apontado pelo levantamento da União Internacional de Telecomunicações, a UIT".

O Romanelli apresentou uma tabela mostrando que a assinatura fixa, que custava 89 centavos em 1995, passou a 40 reais e 50 centavos em julho de 2008, um aumento de 4.800% contra 247% do IGP. Segundo ele, "prova provada de que os novos donos (estatal espanhola) não colocaram dinheiro novo aqui, pois os liberais libertinos permitiram que os novos investimentos fossem repassados ao povo pelos novos corsários".

Luiz Alphapluis, autor do artigo sobre a cratera da telefonia que deu origem ao debate, comentou: "Tenho telefone da NET e também passei semanas cronometrando quanto tempo ficava ao telefone escutando musiquinha. [...] Só consegui ser atendido quando entrei na opção de cancelamento da assinatura. Só assim eles me ouviram".

A Érica trouxe uma série de reclamações. Uma das mais relevantes, em minha opinião, diz respeito à tarifa para ligações dentro da mesma área, a de DDD 19. Ela diz que se vê "obrigada a fazer ligações interurbanas para cidades que [ficam] entre 5 e 20 quilômetros de distância. [...] Pago valores absurdos".

O Roberto Jr. lembra que "a Telefonica é campeã de reclamações e considerada a pior prestadora de serrviços em TODOS os países da América Latina onde atua".

O José Carlos Lima fala das cidades onde nenhum orelhão está funcionando e cita três, no Maranhão: Balsas, São Raimundo das Mangabeiras e Sambaíba. Mais uma vez, é a lógica das empresas que investem apenas onde o retorno é garantido. O José Carlos também traz o Daniel Dantas para o assunto: "Daniel Dantas além de conseguir essa bocada maravilhosa ainda emplacou na compra a cláusula do reajuste dos serviços pela correção monetária o que quer dizer que as empresas de telefonia tem seus serviços reajustados mesmo que não preguem um prego numa barra de sabão".

O Raphael Garcia resumiu sua opinião: "Em tradução livre, podemos dizer que qualquer falha que esteja ocorrendo é simplesmente reflexo do serviço ridículo prestado pela companhia que investe em propaganda de maneira incessante mas não na qualidade de seus serviços. O que mais impressiona é que a ANATEL não faz NADA!".

Manoel, de Londrina, lembra que na cidade a telefonia continua sendo pública: "Foi das primeiras cidades do Brasil a ter celular digital. Tem um número absurdo de linhas fixas, orelhões e a banda larga funciona. A antiga Global Telecom (hoje Vivo) instalou uma matriz em Londrina. Dizia-se a boca pequena que era pra trucidar a Sercomtel com um choque de competência privada. Jamais chegou sequer a arranhar a concorrência da empresa pública". Ele diz que um plebiscito na cidade rejeitou a venda da área de celulares da empresa à operadora Tim.

"Se você quer defender a Telefonica e outros pilantras, problema seu Dvo"arak. Mas ao menos cobre pelos serviços, né meu?", escreveu o Manoel.

Foi uma referência ao leitor Dvorak, que o João Bravo desconfia ser o Fernando Henrique Cardoso ou eu, Azenha. Não. Não sou o John Bastos, nem o Dvorak, que escreveu: "Bom seria continuar como era no passado, ou seja, quando a linha telefonica era considerada um bem e poucos tinham condições de possuir uma, e era, inclusive, declarada no Imposto de Renda. A Anatel tem que fiscalizar e cobrar das empresas de telefonia um serviço decente".

Eduardo Nascimento, que diz ter vivido o processo de privatização, afirmou que "as teles eram um cabidaço de empregos; viravam de ponta-cabeças quando havia mudança de governo; quando havia expansão em alguma central, caciques compravam uma cota de telefones e lucravam horrores com a venda da linha e das ações; os clientes davam graças a Deus quando aguardavam apenas um ou dois anos pelo terminal".

Para Roberto Locatelli, no entanto, não foi bem assim:

"O governo da época (FHC) sabia que esse estrangulamento da telefonia iria acabar [por causa das novas tecnologias].", escreveu ele. "A verdade é que a telefonia iria mesmo dar esse salto. Só que seria patrimônio da nação. Com a privatização, o salto resultou numa drástica perda de qualidade. E a telefonia é um patrimônio... de Daniel Lex Luthor Dantas e outros 'empresários' do mesmo naipe".
***
.
ps
Quero destacar o comentário do Manoel. Como se vê, não é bicho de sete cabeças se manter uma rede de telecomunicação funcionando. A tal rede não precisa obrigatoriamente ser privada para funcionar. Recordo-me que na minha infância, quando eu nem sabia se existia telefone, ligávamos duas caixas de fósforos fazia por um barbante e conversávamos à distância. Uma prova de que a coisa não é complicada e nem é preciso um grande conglomerado econômico par a coisa ir prá frente, muito pelo contrário, pois os tais grande grupos se esquecem da sua atividade fim e passam a usar a empresa para trambiques, especulação, escuta ilegal e lavagem de dinheiro, que o diga Daniel Dantas, um expoente do crime organizado que está prestes a virar santo. Se Goiânia seguisse o exemplo de Londrina, e 500 mil assinantes, a metade da população, pagasse 40 reais de assinatura básica a prefeitura arrecadaria por mês mais de 22 milhões de reais. " Manoel, de Londrina, lembra que na cidade a telefonia continua sendo pública: "Foi das primeiras cidades do Brasil a ter celular digital. Tem um número absurdo de linhas fixas, orelhões e a banda larga funciona. A antiga Global Telecom (hoje Vivo) instalou uma matriz em Londrina. Dizia-se a boca pequena que era pra trucidar a Sercomtel com um choque de competência privada. Jamais chegou sequer a arranhar a concorrência da empresa pública". Ele diz que um plebiscito na cidade rejeitou a venda da área de celulares da empresa à operadora Tim.

Um amigo lhe indicou essa matéria do Observatório da Imprensa

Edição 533 de 14/4/2009
www.observatoriodaimprensa.com.br
URL do artigo: www.observatoriodaimprensa.com.br

Está matéria foi enviada a você por: Testando o envio de postagem direto da fonte para o blog/josecarloslima70@gmail.com
Comentário: Todos os temas são objetos de debate em conferência. A Conferência da Segurança Pública está em andamento. No entanto a da comunicação, ao que tudo indica, está sendo boicotada por este zé povinho da "ditabranda", leia-se Folha de SP, Globo, Veja, ligados à fascista SIP.

 

CONFERÊNCIA NACIONAL DE COMUNICAÇÃO
Entidades criticam demora na convocação

Mariana Martins

O atraso de praticamente dois meses na publicação do decreto que convocará oficialmente a Conferência Nacional de Comunicação (CNC) tem assustado organizações e movimentos sociais envolvidos no processo. A Conferência foi anunciada pelo presidente Lula em janeiro, durante o Fórum Social Mundial realizado em Belém, depois de intensas pressões por parte do campo de entidades que lutam pela democratização da área.

Vencida a batalha da decisão política do governo em prol da realização da CNC, a expectativa das entidades era de que a convocação oficial sairia em pouco tempo. Esta era reforçada pelo fato de haver uma sinalização clara de que a etapa nacional deveria ocorrer em dezembro em Brasília, prazo já era considerado apertado caso o início oficial do processo ocorresse entre fevereiro e março.

Dias depois do anúncio do presidente da República, representantes da Casa Civil, da Secretaria-Geral da Presidência da República, da Secretaria de Comunicação Social do governo fedreal (Secom) e do Ministério das Comunicações (Minicom) se reuniram com a Comissão Nacional Pró-Conferência de Comunicação (CNPC), rede que reúne as organizações mobilizadas em defesa desta bandeira desde 2007, para discutir a realização do evento.

No encontro foram apresentadas propostas de calendário e discutidos os próximos passos na organização da iniciativa. Na ocasião, os representantes da CNPC destacaram a importância de disparar imediatamente o processo. Em nova reunião realizada no dia 10 de fevereiro, representantes da CNPC apresentaram proposta de tema, objetivos, calendário e composição da comissão organizadora nacional que deveria conduzir politicamente a Conferência ao consultor jurídico do Minicom, Marcelo Bechara.

"Depois dessa última conversa, o governo se comprometeu em publicar o decreto em duas semanas, no dia 18 de fevereiro, e até agora nada, nem sequer uma satisfação aos membros da Comissão. Esse atraso de quase dois meses é injustificável e atrapalha a organização de todas as etapas do processo, previsto para se encerrar em dezembro. A maioria das Conferências tem mais de 12 meses para se estruturar e a nossa já sai com um déficit de quatro meses", reclama Carolina Ribeiro, do Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social.

A assessoria de comunicação do Ministério das Comunicações foi procurada pela reportagem do Observatório do Direito à Comunicação para dar uma posição sobre a publicação do decreto, mas não retornou até o fechamento desta matéria. Também procurada, a assessoria da Casa Civil informou que ela aguarda assinatura do presidente Lula, mas que não há previsão ainda de quando ocorrerá a publicação.

Demora prejudicial

Para José Sóter, coordenador-geral da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), esta demora não tem razão de ser. "A sociedade já está preparada para a realização da Conferência Nacional da Comunicação; os empresários das telecomunicações e da comunicação social, os movimentos sociais, o poder público, todos já estão convencidos da necessidade da Conferência. Apenas alguns recalcados defensores da `liberdade de empresa´ em detrimento da liberdade de imprensa é que andam fazendo manifestações contrárias, mas de quem anda chamando a ditadura de `ditabranda´ não se pode esperar coisa melhor", afirma.

A redução do tempo útil para organização das etapas estaduais e nacional é o que preocupa Augustino Veit, representante da Campanha Ética na TV, outra organização integrante da CNPC. Para Veit, a Conferência tem o importante papel de popularizar a discussão sobre a área das comunicações, o que nunca foi feito no país. "A organização da Conferência tem que ter tempo suficiente para que as discussões ganhem capilaridade na sociedade, como, por exemplo, esclarecer que os meios de comunicação são uma concessão pública e que o público não pode ficar alheio às mudanças do marco regulatório deste setor."

O representante da Campanha Ética na TV teme ainda que com esse atraso a Conferência não seja realizada esse ano, ficando para 2010, ano de eleições para a presidência da República e para os governos estaduais. "A pretensão é que a Conferência Nacional de Comunicação saia esse ano porque o próximo ano é ano eleitoral, e sabemos que isso inviabiliza um processo deste tipo porque a sociedade vai se envolver nas eleições", alerta. O prolongamento do processo no próximo ano, acrescenta, seria prejudicial, pois não "interessa que a Conferência aconteça sem a atenção e o envolvimento por parte da população".

Rosane Bertotti, representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na CNPC, acredita que a CNC vai ser realizada ainda este ano e que a demora é resultado de uma falta de habilidade de negociação do governo para encaminhar os trâmites burocráticos. "Como esta é uma questão ligada ao Ministério das Comunicações, cabe a ele encaminhar o mais rápido possível esse processo. Já está mais que na hora dessa Conferência sair e a CUT está insistindo nisso. O Minicom deve se esforçar ao máximo para garantir que essa Conferência seja realizada e com toda estrutura que ela merece", defende Bertotti.

Composição da Comissão Organizadora

Algumas entidades têm receio de que o atraso na publicação do decreto esteja ocorrendo em razão de negociações do governo com o empresariado do setor acerca da composição da Comissão Organizadora que irá conduzir o processo. "Sabemos que o setor empresarial de comunicação é historicamente tratado pelo poder público numa relação privilegiada. Imaginamos que o atraso na publicação do Decreto se deve, em parte, em função de negociações do governo com os empresários", afirma Carolina Ribeiro.

Para o pesquisador do Laboratório de Políticas de Comunicação da Universidade de Brasília (Lapcom) Fernando Paulino, seria uma atitude indesejada do governo definir por uma composição da Comissão Organizadora que não reflita o caráter plural da sociedade com representantes dos profissionais, organizações da sociedade civil, entidades acadêmicas, profissionais, empresários e organizações não-governamentais. "Apenas com essa multiplicidade na organização e nas etapas da Conferência será possível alcançar as bases necessárias para um novo marco institucional e normativo da comunicação no Brasil que expresse os reais interesses do seu povo."


16/04/2009

Fwd: orkut - rloga * deixou um novo recado pra você!

orkut Powered by  Google
Olá, José Carlos,

rloga * escreveu na sua página de recados:

Foto rloga:

_textos, alteza, agudos, ávidos, matérias de Deus.
acende-se no fundo do palco enorme holofote
carne, sangue, fezes.
O corpo. Regredir,avançar. dizer até onde for possível sim; até onde não. A grandeza em segurar. ir por liberdade ilusória. O caos sempre perfeito, não o distúrbio da ordem e sim como o (in)alcançável da forma. Aproximam-se incomensuráveis fatias de sentido. Portanto forças,forças, forças.

Para responder esse recado, visite a sua página de recados.

Para ver o perfil de rloga, clique aqui.

* * *

Para controlar e-mails de notificação, acesse as Configurações da conta.

rloga está irritando você? Vá para o perfil de rloga e clique em "ignorar".

Não é um usuário do orkut? Você pode impedir todos os usuários do orkut de enviarem esses e-mails para você.

Revisão de Texto Sobre Protógenes - Atualizado em 25/04/2009

Bom que a gente se retifique sempre. É o que vou fazer neste post onde escrevi bobagens e injustiças, o que me incomoda há dias. Por isso refiz tudo.
Eu havia escrito que "no entanto ele não pode revelar informações que possui em função do cargo que exerce e se faz isso está querendo virar mito, provocar sua própria demissão e em seguida entrar na política."
Qual o problema virar mito se se trata de algo positivo? Protógenes querendo provocar sua própria demisssão? De onde tirei isso? Claro que não. Ninguém quer isso, pois uma demissão não deixa de ser uma desmoralização diante dos familiares, amigos e da sociedade como um todo. Qual o problema Protógenes entrar na política? Que afirmação mais rala esta minha. Ele não pode entrar na política? Claro que sim e isto seria uma honra para todos nós. Como pude ser tão chulo ao escrever isto?

Pois siga este caminho Protógenes, se quiseres. Só não siga este caminho dos nossos deputados e senadores, esta festa com viagens mundo afora com nossa grana. A farra das passagens foi legalizada, se eles eles podiam agora podem ainda mais, agora até os não parentes dos deputados e senadores podem viajar mundo afora com nossa grana.
.
Protógenes citou que Lula autorizou a Sartiagraha quando o governo constatou que DD estava mandando para fora do Pais uma grande soms de dinheiro. Tais declarações sairam no Jornal do Brasil, o que levou o deputado dantista (ou dantesco) Marcelo Itagiba a pedir explicações ao presidente através de um questionáro que lhe será enviado, situação que Protógenes teria evitado se não se dispusesse a revelar informações que possui em função do cargo que exerce. Alto lá, desde quando qualquer motivo não será motivo para os amigos de Dantas não sairem em defesa do Poderoso Chefão. Qualquer fato serve como desculpa para os empregadinhos tipo Itagiba, Gilmar Mendes e Jugman mostrarem serviço a favor do banqueiro bandido.

Uma vez que está se lidando com altas somas de dinheiro desviadas por DD, o comportamento no mínimo indiscreto de Protógenes coloca a vida de pessoas em risco, inclusive a do próprio presidente Lula, pois o poder de fogo deste esquema criminoso é muito grande. Eu disse isso? Pois retiro o que eu disse. Não será por este motivo que vidas estarão em risco. Vidas estão em risco por outros motivos.
.
Uma Juiza da Justiça Federal do RJ, que baixou uma sentença contra Dantas sofreu ameaças de sequestro e morte, inclusive contra seus familiares, ameaças que se deram por abordagens físicas na rua, por telefone, email, etc. Diante da situação, esta juiza pediu para deixar de atuar no processo contra Dantas, tendo inclusive sua reputação destruida por uma jornalista a serviço de Daniel Dantas na Folha de SP.

Como se vê, esta gente é barra pesada, daí o cuidado que Protógenes deve ter ao abrir a boca. Dissso todos nós sabemos. Nem só o Protógenes como qualquer um de nós.
Isto é verdade.
.
Tudo o que ajudar no retorno de FHC e cia é útil e bem vindo ao esquema criminoso e ao imprensalão.
.
Isto é verdade.

Afinal de contas o retorno da direita traz a seguinte pauta:
1- o retorno da privataria,
2- o desfrute das reservas do pré-sal pela elite + crime organizado,
3- o desencalhe do imprensalão que, no momento, não anda muito bem das pernas
4- o aumento das vendas da Abril ao Governo,
5- a liberdade de ação do crime organizado.
Isto é verdade.

.
ps1
Link enviado do site do PHA prá cá.
Estou Recomendando esse Texto para você: http://www2.paulohenriqueamorim.com.br/?p=9169
.
ps2
Tudo bem, é um direito de Protógenes seguir o caminho que quiser. Com esta postagem quis apenas chamar a atenção para o uso que DD e cia + elite brasileira, a mais esperta, injusta e corrupta do mundo, fazem do delegado.
Como diria o Murilo,
Inté.
Que nada,,,,esta parte foi apenas uma tentativa de consertar as bobagens que eu havia escrito.
.
ps3
No momento Daniel Dantas presta depoimento à CPI.
Já acabou?
Na época do “mensalão” os depoimentos varavam a noite.
Os deputados não se interessaram pelas inúmeras contradições e confissões criminosas de DD.
Os deputados quiseram que DD vencesse mais esta e conseguiram.
Assim é fácil fácil.
Como diria o Murilo,
Inté.
...Que nada, não adianta mexer para ficar bem na fita. Melhor seria ter feito o que fiz agora, refazer o texto, consertar-se, retificar-se.
*****
.
Segue links para textos sobre o assunto:
.
Não assisti o depoimento de Dantas na CPI, só vi no noticiário e algumas partes, mas conforme previsto não reservou surpresas. Dantas é veterano em CPI's, repetiu muitas coisas que já falara em outras épocas, e é hábil em lidar com a bancada demo-tucana por um lado e o desejo de holofotes de outros.
Seria esperar demais que ele revelasse algo.
De ridículo, foi a atuação de Jungamann e Itagiba.E vamos deixar a modéstia de lado por um minuto, para lembrar principalmente aos leitores novatos, que foi este blog que descobriu e publicou em primeira mão que Jungmann e Itagiba receberam doação de campanha do ex-presidente do Opportunity (clique aqui para ler nosso furo no dia 6 de agosto, antes do primeiro depoimento do delegado Protógenes Queiroz à CPI).
Itagiba simulou irritação com Dantas, porque este disse que não abriria segredos, com medo de vazamento.Jungmann, fez pior. Foi um péssimo ator canastrão. Fingiu interessado no conteúdo dos Discos Rígidos de Dantas, depois fez meia dúzia de perguntas sob medida para Dantas expor sua defesa. Por fim deu um sermão moralista, dizendo que iria propor o indiciamento de Dantas na CPI.
Será que a platéia vai esquecer que Jungmann se prestou a apresentar uma denúncia (fracassada) contra o Juiz De Sanctis no CNJ presidido por Gilmar Mendes?Dantas repetiu suas estratégias de defesa, jogando na invalidação de provas, e recorreu aos mesmos argumentos infundados já lidos na página da Veja.
Dantas acusou de haver gravações ilegais e adulteradas. Ninguém achou grampos ilegais na Satiagraha. O sistema guardião da PF é auditável, e a Satiagraha foi auditada. Não tem como invalidar.Insinuou sobre invalidar a participação da ABIN, quando todos atestam serem legal, e previsto em lei pelo SISBIN. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região já refutou contestação dos advogados de Dantas, e refenderam a colaboração da ABIN e PF.
Dantas insinuou a participação de agentes privados (como aposentados do SNI). Mas policiais podem contratar serviços de terceiros sempre que precisam, sob sua responsabilidade. Um policial pode contratar um chaveiro fora dos quadros da PF para abrir um cofre, um mergulhador para procurar provas no fundo de um rio, um motorista de táxi para seguir uma pista, caso não tenha à disposição um carro, um tradutor autônomo para traduzir um texto. Assim como Protógenes contratou gente para separar e compilar dados. Isso não viola sigilo da operação, e não tem nada de ilegal.
Além do mais, só as gravações não seriam suficientes para incriminar. Elas subsidiam com informações para buscar provas documentais, como movimentações financeiras, documentados fraudados, uso de laranjas e fantasmas, etc.
De novidade, que não tinha visto ainda no noticiário, foi um laudo pericial pago pela defesa para invalidar a gravação do suborno de Humberto Braz e Hugo Chicaroni ao delegado Victor Hugo, dizendo que teria sido uma montagem. Dantas alega que o vídeo foi gravado por uma câmara mais distante, e o áudio foi gravado pelo celular do delegado Victor Hugo. Mas nos autos vale o gravação do som, independente do sincronismo da imagem. Além disso há os depoimentos, o flagrante do dinheiro. Enfim, as provas são irrefutáveis.
A atuação da maioria dos deputados é que é decepcionante. E é assim já há várias CPI's.
A bancada de Dantas fez o esperado: as perguntas certas que Dantas queria, como num jogo combinado. Para disfarçar, deram um sermão canastrão, como Jungmann e Itagiba.
Mas os outros deputados, poderiam ter se preparado melhor com perguntas mais instigantes. Não é que conseguiriam arrancar alguma coisa de Dantas, mas pelo menos causaria efeito, ao obrigá-lo a não responder, ou desviar o assunto.
Por exemplo, não vi ninguém perguntar sobre a nota na revista IstóÈ, logo após a operação Satiagraha, publicada pelo jornalista Ricardo Boechat:MIMOS DE DDÉ extensa a lista de agrados que Daniel Dantas andou distribuindo para conquistar aliados. Entre esses presentes estão duas caminhonetes Land Rover, modelo Freelander, rastreadas pela Polícia Federal. Uma foi entregue, em 2006, ao filho de um então senador tucano. Outra, no ano passado, encantou a filha de um governador.É claro que Dantas iria desconversar, mas colocaria o assunto na pauta, e rádio corredor do congresso acabaria revelando quem é o Senador e o governador.
O PSOL fez um discurso político aguerrido, mas infelizmente sectário, porque dirigido contra o campo político progressista. De olho nas urnas, preferiu atacar o governo Lula e a polícia Federal. Essa "brincadeira" irresponsável pode custar caro ao Brasil e aos brasileiros. Se Serra ou outro demo-tucano viesse a ganhar em 2010 (toc... toc... toc...), Dantas se livra e ainda se dá bem, porque ele tem demo-tucanos no bolso, e nomeará gente no governo, como Itagiba para comandar a PF.Além disso, o mandato do Procurador Geral da República dura 2 anos. Antonio Fernando de Souza deixará o cargo em junho, no fim do mandato. O nome mais cotado para substitui-lo é o subprocurador-geral Wagner Gonçalves, também um homem íntegro. Mas o mandato dele durará até junho de 2010, apenas. Serra, se eleito fosse, nomearia um procurador indicado por Gilmar Mendes.
Dantas, mesmo condenado, vai recorrer da sentença até ela chegar ao Supremo, e com suporte político de Serra e Gilmar, ele acaba conseguindo arquivar o caso, ou prorrogar até prescrever.Quanto aos deputados do PT, vi o Pellegrino (BA) comedido, procurando manter o foco da CPI nas escutas e contrário à nova prorrogação proposta por Jungmann. Mas dessa vez Pellegrino teve tenacidade: contra a prorrogação e fugir do foco da CPI, ele sugeriu criar uma CPI específica para investigar o Opportunity... todo mundo mudou de assunto.
Quem "mandou bem" foi Antônio Carlos Biscaia (PT/RJ). Praticamente não perguntou nada, dizendo que não adiantaria nada. Mas usou o tempo da pergunta para criticar a conduta de Gilmar Mendes, de conceder 2 habeas-corpus e comportar-se estranhamente e fez veemente defesa da Polícia Federal (inclusive do delegado Protógenes), da ABIN, do Juiz De Sanctis, da Satiagraha e do governo Lula.
.
..............
Por Edmar Melo
DEPOIMENTO DO PODEROSO CHEFÃO
Caro e nobre depoente
Sente aqui no meu lugar
Já recebi as perguntas
Que devo lhe formular
Primeiro quero saber
Se aceitas pra beber
Uísque com caviar

Pra beber eu só aceito
O sangue de delegado
Daquele que foi adido
Ou do que foi afastado
Mas se tiver de juiz
Me sinto até mais feliz
Além de tudo vingado

Então eu passo a palavra
Para o nobre relator
Seu ilustre conterrâneo
Mas antes peço um favor
Fale tudo que quiser
Omita o quanto puder
Quem de nós financiou
Ilustríssimo depoente
Prove a este relator
Que você é inocente
E que nunca subornou
Demonstre para a Nação
Que tudo é perseguição
Do juiz que o condenou
Eu juro pela saúde
Da mãe dos dois delegados
Que sou inocente e bobo
Sou mais um injustiçado
Nunca mais roubei ninguém
Tampouco fraudei também
Mesmo assim fui condenado

Conforme foi combinado
Nós vamos lhe indiciar
Junto com os delegados
Pra não dar o que falar
Com você é faz de conta
Porque lá na outra ponta
Tem alguém pra lhe livrar.
Edmar Melo
**
.
Dantas, o áudio e o vídeo do suborno
O argumento de Daniel Dantas, de que o áudio da proposta de suborno ao delegado - feito por seu assessor Humberto Braz - não bate com o vídeo é gozação. O áudio foi feito pela Polícia Federal; o vídeo (sem áudio)
pela TV Globo. Na edição da reportagem do Jornal Nacional, o editor da TV tentou juntar os dois.
Para efeito do inquérito, não muda nada: o que importa é o áudio. Para o show, importa o vídeo. Aliás, em editorial a própria Globo informou que não sobrepôs o áudio no vídeo, que deixou claro que eram gravações distintas.
A propósito, a Polícia Federal precisa entregar logo os resultados do inquérito sobre a suposta escuta ambiental no Supremo Tribunal Federal e sobre o suposto grampo envolvendo Gilmar Mendes, o senador Demóstenes Torres e a revista Veja. O próprio Gilmar já admitiu, na entrevista à Folha, que os sinais podem ter sido mal interpretados pela Segurança do Supremo.
Ora, esses dois factóides forneceram o álibi para a CPI do Grampo.
Comentário
Clique aqui (cpi-pq2) para acessar o depoimento de Protógenes na CPI.
*****
.
.
Por Miguel do Rosário - em seu blog
.
(uma foto bonita da Sophia Loren, apenas para enfeitar o blog)Sinto que as pessoas estão fazendo uma grande confusão entre política e polícia. A política é uma atividade que, embora com forte trabalho de bastidores, necessita de transparência e divulgação de seus atos. A polícia vive uma situação contrária. Precisa de segredo. O político trabalha ao sol (teoricamente, ao menos). O policial trabalha nas sombras. Por que? Porque o policial existe para prender bandidos, cujas atividades ilícitas levam-no às partes escuras do mundo.Um trabalho como o da Polícia Federal, que mexe com as altas esferas do poder, precisa ser conduzido com mais discreção ainda. Mais que isso: é obrigado a usar táticas de diversionismo, para distrair o adversário. É uma guerra, afinal. Num mundo sem grandes conflitos bélicos, o maior desafio dos estrategistas é vencer o crime organizado, cujos cérebros frequentemente ocupam poderosos cargos republicanos.As operações da PF, definitivamente, não necessitam ser acompanhadas pela imprensa ou pelos cidadãos. Ao contrário, precisam transcorrer em sigilo. Autorizados pela Justiça, policiais espionam suspeitos, grampeiam telefones, disfarçam sua identidade, enfim, fazem de tudo para pegar os vilões. Sobretudo, procedem de acordo com métodos específicos, criativos, sigilosos, surpreendentes.Portanto, os cidadãos, mesmo bem-intencionados, que continuam dando palpites sobre o que deveria ou não fazer a PF, sobre quem deveria ser ou não o seu diretor, estão fazendo-no sem ter a mínima idéia da seara em que se metem. Se os criminosos continuam sendo pegos, qual a diferença entre Paulo Lacerda ou Luiz Fernando Corrêa? A nossa democracia é representativa e hoje, pensando bem, acho ótimo que assim o seja. O brasileiro tem que votar no deputado, no senador e no presidente. Quem escolhe o diretor da PF é o ministro da Justiça, que por sua vez é designado pelo presidente da República. Com sua vaidade inflada por ter lido dois ou três jornais e lido quatro ou cinco blogues, o brasileiro se acha suficientemente informado não apenas para saber quem será o melhor técnico da seleção, como também o diretor mais preparado e honesto para a PF. Não é assim. Ele não tem informação suficiente para saber se Paulo Lacerda é realmente tão melhor que Corrêa.É como um leigo dar palpite numa conversa entre dois neuro-cirurgiões sobre a melhor forma de operar o cérebro de uma criança. O que importa, aos cidadãos, é ver as quadrilhas desbaratadas e os criminosos condenados. Isso está acontecendo e aconteceu com a Satiagraha. A PF praticamente acabou com a farra do Opportunity, iniciada pela privatização do sistema público de telefonia e permitiu que Dantas sofresse a sua primeira condenação pela Justiça Brasileira. No próximo pedido de prisão, ele não mais se beneficiará de um habeas corpus, porque não é mais réu primário - a menos que o excelentíssimo Gilmar Mendes, para proteger seu chefe, resolva mudar também esta lei.Protógenes é apenas um pião neste tabuleiro. Seu afastamento da PF talvez lhe proporcione a estabilidade emocional de que necessita, em vista de sua paranóia constante. E o que é pior: paranóia com razão de ser. Há poucos meses, o carro de Protógenes sofreu um problema em seu radiador, e o delegado assustou-se profundamente. Ao chegar em casa, escreveu em seu blog que havia sofrido um atentado. Talvez tenha sido apenas paranóia sua. Talvez não. Talvez alguém realmente haja mexido em seu carro.O que é imperdoável, no entanto, é o envolvimento de Protógenes com o PSOL. Ele está usando a notoriedade que conseguiu à frente da Satiagraha para dar prestígio a um partido de oposição. Ora, está usando o capital político da Polícia Federal contra a própria instituição. Agindo como se a Satiagraha tivesse sido a única operação importante da PF. Como se fosse a última. Como se fosse dele. Não acho legal ou ético esse envolvimento do Protógenes com a política partidária. É contra o regulamento da PF e tem um aspecto fortemente egocêntrico, como se ele, Protógenes, sozinho, representasse o combate à corrupção no Brasil. Tudo que ele fez na PF foi com verbas (mesmo que ele reclamasse de falta de recursos, esses existiam) públicas cedidas pelo governo federal; portanto, é incoerente e traiçoeiro ele usar esse capital acumulado para desprestigiar a própria PF.Tenho quase certeza que ele age de boa fé, com ingenuidade, abalado pela exposição midiática imensa, de um dia para outro e pelos discursos adolescentes dos parlamentares do PSOL. Mas isso não o redime.Protógenes pode até vir a se tornar um político. Mas eu não me entusiasmo facilmente com policiais que se tornam políticos. Eles tendem a ser inflexíveis. Confundem inflexibilidade com honestidade, e se tornam políticos sem jogo de cintura, isolados, sectários e, por fim, moralistas.Sua carta para Obama, cheia de acusações levianas, é uma vergonha para o Brasil, um país com instituições tão sólidas quanto os EUA. Demonstra confusão mental, paranóia absurda ou imperdoável ingenuidade. O governo americano por acaso é mais honesto e confiável do que o brasileiro? Ora, tenha dó. Vá falar de integridade ianque aos iraquianos mutilados!O próprio Protógenes declarou, diversas vezes, que o atual coordenador da Satiagraha, Ricardo Saad, é um policial íntegro e adequado à missão. Tanto que seu relatório levou o juiz federal Fausto De Sanctis a decretar a culpabilidade de Daniel Dantas e a condená-lo a dez anos de prisão. Poucas semanas atrás, no mesmo dia em que Protógenes se apresentava na CPI, a PF realizou outra devassa nos escritórios de Daniel Dantas. Quer dizer, a substituição de Protógenes e a investigação sobre a sua conduta não levaram ao esvaziamento da Satiagraha.Especialistas em segurança pública explicam que operações que mexem com figuras poderosas da política não podem ser fulanizadas, porque isso expõe os agentes a um risco excessivo: risco de corrupção, risco de vida, risco de ter sua imagem manipulada pelos meios de comunicação favoráveis àquelas figuras. Imagine o tratamento que as redes de tv de Berlusconi não dariam aos agentes policiais que pretendessem investigá-lo?As pessoas devem entender que não basta querer prender Daniel Dantas. É preciso ser capaz de fazê-lo. No caso do banqueiro, há necessidade ainda de articulação política. É preciso cercar o banqueiro por todos os lados, juridicamente, financeiramente, e politicamente.*De qualquer forma, Protógenes simboliza uma nova e promissora geração de homens públicos. Você já deve ter reparado que, por trás de todas essas grandes operações da PF contra delitos nas altas esferas da sociedade, encontramos promotores, delegados e juízes muito jovens? Pois é. Esses garotos estão transformando o país. Realizando uma limpeza mais substancial que a própria Mãos Limpas da Itália, porque não é temporária e não se volta apenas para um tipo de crime.*A operação Satiagraha é um marco do qual devemos nos orgulhar. É um feito da Polícia Federal do governo Lula, das novas gerações de policiais, promotores e juízes. Seus desdobramentos continuarão por muito tempo. A caixa de Pandora foi aberta e, apesar de toda a podridão que veio à tona, no fundo dela restou a esperança.*No debate entre Leandro Fortes, repórter da Carta Capital, com um repórter do Globo, e um mediador, na TV Senado, o repórter do Globo, embora gaguejando, visivelmente arrependido de ter aceito participar daquela conversa incômoda, admitiu uma coisa que dificilmente ele mesmo publicará no jornal para o qual escreve: que a PF, antes de 2003, apenas aparecia na TV para queimar maconha. Eram cerimônias midiáticas, com presença até do Ministro da Justiça, filmadas por helicópteros das redes de tv, onde víamos as colunas de fumaça saindo dos montões de marihuana apreendidos pela PF. A PF tinha se tornado uma agência anti-maconha, e só.

A História do SPIN