27/02/2012

Sobre o colapso da malha ferroviária

Deixa eu ver se entendi; a Vale cujo valor estava na casa das centenas de bilhões, foi vendida por 3 bi mas, por outro lado, daqui a 10 anos o governo vai ter que receber, de volta,  a sua linha ferrorviária da qual nada terá restado pois que já há um bom tempo vem sendo vendida como ferro velho e, mesmo, assim, pasmem,  vamos ter que pagar a pilhagem à concessionária ALL.  O valor da conta em valores de 2011: 25 bilhões de reais.
Ao invés de investir, a concessionária roubou de tudo, de vagões a trilhos, passando por dormentes e material de escritório, coisas que, mesmo sendo vendido no mercado como sucata, custou milhões de reais.  Mesmo diante deste quadro surreal, a ALL alega ser legal, coisa prevista no contrato. 
Tudo isso ocorreu por causa de um espúrio contrato espúrio de concessão assinado entre FHC e ALL que, diz e com razão, é tudo legal. Sim, legal mas totalmente ilegítimo tal contrato, desde quando somos obrigados a continuar nas mãos destes ladrões, as custas de que mesmo, medo que o Brasil seja denunciado por quebra de contrato junto a OMC? Que se f... esta corporocracia que, acima das nações, manda no mundo.
Alguma coisa tem que ser feita. Não há saída, o governo vai ter que pagar dezenas de bilhões para os ratos, garantindo o reembolso à ALL que, como se vê, além de ter praticado o que particou ainda por cima quer receber uns bilhões de reais por investimentos não realizados.  
No primeiro video abaixo o Boechat comenta o caso, embora tenha errado no valor do prejuizo, bem abaixo do que é na verdade. Moral da história: A ALL foi contratada para roubar, onde já se viu esse tipo de autorização em contrato. O FMI e FHC se formas mas deixaram esta bomba de efeito retardado, o pior de tudo é que, por causa do contrato(de roubo autorizado) o Brasil não pode se livrar dos ratos, sob as bênçãos das agências reguladoras. Videos:
a-Reportagem da TV Bandeirantes exibida dia 25 de maio de 2010 às 19:36:22. América Latina Logística está na mira da Polícia Federal.
b- Filme que mostra o desmonte das ferrovias no Brasil após a privatização (1996, principalmente da antiga Estrada de Ferro Noroeste do Brasil - RFFSA. Fotos Tatiana, Latuf, Roque, Roberval, sindicato dos ferroviarios, Musica ameno grupo era
c-  CPI Ferroviária constata roubo da malha ferroviária pela ALL
 
d- fotos


Para Ir à postagem na íntegra clique aqui


24/02/2012

Com problemas de gestão, a 28 Bienal foi aberta ao público com o segundo andar do pavilhão projetado por Oscar Niemeyer vazio. O local foi invadido por um grupo de pichadores Anderson Prado / Diário de S. Paulo SÃO PAULO - Numa corrida contra o tempo, o destino da Bienal Internacional de Arte de São Paulo será definido em 15 de março. Se até lá as contas da Fundação Bienal continuarem bloqueadas por inadimplência, a instituição começará a desmobilizar a equipe convidada a realizar sua 30 edição, prevista para setembro, dispensando curadores e artistas. Ontem haveria uma reunião em Brasília entre a Advocacia Geral da União (AGU) e representantes da Bienal para tentar encontrar uma solução ao impasse que desde janeiro ameaça uma das mais importantes mostras de arte contemporânea do mundo, ao lado da Documenta de Kassel e da Bienal de Veneza.

Clique no post para ler

Entrevistas sobre o livro UNIVERSO NEOLIBERAL EM DESENCANTO

Para ao poste clique aqui

A arte urbana do espanhol Francisco de Pájaro

Arte povera, site especific(arte no próprio local), desenhos, palavras,...vou repetir aqui o link pq compensa ver mais

Turismo x homofobia

Jovens homofóbicos cuja heterossexualidade anda por um triz, se divertem atacando homossexuais. Na ausência de lei que criminaliza o ato, eles se esbaldam nos ataques, leia mais

A formação de uma biblioteca básica para e-readers

Aqui vai uma pequena amostra de 60 dos melhores livros da história da humanidade, da Mesopotâmia até o início do século XX. Todos estes livros poderiam ser incluidos gratuitamente em leitores de livros digitais (e-readers) e distribuidos para estudantes do ensino médio, formando uma biblioteca básica para todos os estudantes brasileiros. Para ir à postagem clique aqui

As colagens de Solange

As pessoas estão fazendo, falando nisso, sobre a importância de se fazer,,...
PARA QUE SERVE A ARTE CONTEMPORÂNEA?
Para ler a postagem na íntegra clique aqui

23/02/2012

Arte comestível

Legal prá ver mas que dá vontade da gente comer dá, esse porco espinho então
Sobre arte comestível clique aqui

21/02/2012

Charlie Chaplin: Um discurso contra a barbárie - II

Eu não canso de assistir a este vídeo, a cada vez que retorno vejo coisas novas, um gesto, o olhar de Chaplin, incrível como ele se comunicava com os olhos. Ele(Chaplin) bagunçou a cabeça dos militares e espiões de vários países, é que Chaplin não tinha pátria certa, até hoje não se ele havia nascido para as bandas da URSS, França, Inglaterra. Até do nome duvidavam, as agências de espionagem desconfiavam que o nome dele fosse Israel, o que não deixa de ser engraçado. 
Para ler a postagem na íntegra clique aqui

19/02/2012

Tatoo

Não conheço a obra de Victor Portugal, ao que tudo indica ele não faz tatuagens com o intuito de estar fazendo arte mas apenas atentendo ao gosto do freguês que, é claro, usar seu próprio corpo ao seu bel  prazer, há quem tenha tatuagem e mesmo piercings em lugares inusitados
Já no campo da arte, quem se interessar pelo assunto, aqui um link para um texto
AS INTERFERÊNCIAS QUE O CORPO SOFRE NA BODY ART
MAGNANI, Elisangela Furlan Mansano – G (UNIPAN-UNIBAN)
Para ler o post na íntegra clique aqui

Sobre crimes que despertam o ódio

A imprensa  explora mas não há  como negar a frieza  doentia  desses asassinos(Márcia).
Sim, são crimes bárbaros que chocam a todos nós mas, por outro lado, nunca se chega ao cerne da questão: O machismo que produz estas monstruosidades.
"(...) No entanto, o que a mídia demonstra em sua cobertura – à época e atualmente, durante o julgamento – é uma total e absoluta descontextualização da situação vivida pelas mulheres. Tratam o caso como algo único, isolado do resto da sociedade, o que não é verdade.
É preciso dar nome aos bois, como diz o ditado. (...)"
Para ir ao texto na íntegra clique aqui

Lembranças do passado presentes: Marchinhas de carnaval

Nesta 6a. feira o pessoal se reune em frente ao Grande Hotel, um prédio histórico, para ouvir samba, chorinho e outros ritmos da MPB caiu no samba, fiquei observando os rostos desabrochando, foi um carnaval no modelo antigo, incrível como o clima contagiou a todos, gravei uns vídeos mas ainda não baixei.

Para a ir ao post
clique aqui

18/02/2012

Lembranças do passado presentes: O grande ditador

Chaplin investigado sob suspeita de ser comunista, comentário ao  post  "Inteligência Britânica investigou Chaplin"

Ninguém sabe ao certo onde ele nasceu, um cidadão sem pátria portanto, a Terra era sua mátria, enfim, um comunista de nascença...rsss
Em O Grande Ditador o  ´comunista` Chaplin satiriza Hitler,  o dono do mundo
Dias atrás os  ´donos do mundo` botaram prá quebrar em Pinheirinho, aliás, ali pelos idos de 70 o rádio não cansou de me alertar que os ´terroristas` instalados na região do Bico do Papagaio poderiam chegar a qualquer momento para nos massacrar.
Quem chegou para nos massacrar não foram os tais terroristas mas o Estado totalitário de SP em defesa de Naji Nahas, dono do mundo
Interessante se notar que há quem confunda os filmes O Dono do Mundo, O Grande Ditador e Tempos Modernos, se bem que, é claro, há forte relação entre estes três temas. O discurso do personagem Charlie Chaplin no final de O Grande Ditador, se aplica perfeitamente ao caso Pinheirinho. A impressão que tive foi a de que o personagem encarnado por Charlie Chaplin fez este discurso pensando em Pinheirinho. Trata-se do final do filme O Grande Ditador quando o personagem de Chaplin, reconhecendo que não tinha pendores para o cargo de ditador, livra-se do pesado fardo com esta fala que, como se vê, não deixa de ser uma profecia para os dias atuais. A conferir:
O último discurso de “O Grande Ditador”
            Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos.
            Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo – não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.
            O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.  A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
            A aviação e o rádio aproximaram-nos muito mais. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem... um apelo à fraternidade universal... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: “Não desespereis! A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá.
            Soldados! Não vos entregueis a esses brutais... que vos desprezam... que vos escravizam... que arregimentam as vossas vidas... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como gado humano e que vos utilizam como bucha de canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar... os que não se fazem amar e os inumanos!
            Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem – não de um só homem ou grupo de homens, mas dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela... de faze-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.
            É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos!
            Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!

http://www.culturabrasil.pro.br




Lembranças do passado presentes: Carnaval

Vídeos

1- O General da Banda, por Blecaute e Ney Matogrosso (1978)
2- Maria Brasília, por Blecaute, extaído do filme "Entrei de Gaiato" (1959)
3- Vai Que é Mole, por Linda Batista, também do filme "Entrei de Gaiato"(1959)

Para ao post clique aqui

Lembranças do passado presentes: A "Aliança Para o Progresso"

Lembro-me dos sacos de leite em pó enviados pela "Aliança Para o Progresso", era um pó bem grosso,  uma vez enfie dei uma bocarada no produto  e quase morri sufocado, a coisa  obstruiu minhas vias respiratórias. O leite em pó era destinado à escola na áreal rural onde eu estudava e trabalhava, o que, agora sei, ocorria em várias partes do mundo lascado.
Lembro-me do contexto daquele momento, que eu não entendia muito: Temeroso, ouvia no rádio avisos alertando-nos contra os "terroristas" que, a qualquer hora do dia ou da noite, podiam chegar e nos matar. Depois vi que a história era outra, ou seja, era a ditadura militar perseguindo jovens que resistiam contra a ditadura no Bico do Papagaio.
Dias atrás vi num blog um senhor mostrando uma foto da infância: Uma moça da "Aliança"     com ele nos braços, perdi o link. Relatou este senhor que os jovens da USAID/Aliança estavam na região no perído da ditadura militar quando, repentimanente, retornaram aos EUA. Embora não tenha relatado a causa do retorno repentino, é bem provável que isso tenha ocorrido por ordem superior tipo "voltem urgente que aí tá perigoso, o nosso embaixador acabou de ser sequestrado", não sei ao certo, estou apenas divagando, faltam pesquisas sobre o tema, aqui no LNO foi postado este artigo:

Doutorado sobre as relações Kennedy-Brasil.
Para ler o texto na íntegra clique aqui

17/02/2012

3 séculos de arte: Dos recusados de ontem aos (?,...) de hoje

O propósito inicial deste mutirão era a Semana de Arte Moderna, no entanto terminamos indo além do modernismo. Que tal enviar este links para seus contatos, o mutirão continua,..

Luis Nassif:  A gênese do  Mutirão da Semana de Arte Moderna
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/mutirao-da-semana-de-arte-moderna


A página do Mutirão da Semana de Arte Moderna
Atualização - 5/2/2012
Os 90 anos do movimento modernista

Atualização - 6/2/2012
Os 90 anos da Semana de Arte Moderna

 Atualização - 10/2/12
Os 50 anos da morte do gênio Portinari 

Atualização - 13/2/2012
Mário de Andrade: O Movimento Modernista

Atualização - 13/2/2012
Cardápio modernista: Sopa de mecenas e sapo de sobremesa

Atualização - 13/2/2012 
Semana de 22: Exaltar o passado não é moderno


Atualização - 13/2/12
Anarquista Lúcida aponta modernismo em Monteiro Lobato

Atualização - 13/2/12 
Monteiro Lobato: Um moderno anti-modernista?

Atualização - 13/2/12
De Paris, de Victor Brecheret para Mário de Andrade

Isso também:
Antônio Cândido comenta o legado de Mário de Andrade

Atualização - 14/2/12
Sobre a polêmica Lobato x Modernistas o Nassif upou esta postagem que eu havia publicado no Brasilianas.Org
Upou ou publicou, tanto faz

Atualização -  14/2/2012
Já tratamos bastante deste assunto, que tal mudarmos o disco
Vamos pular então para o concretismo que, como se sabe, foi substituido pelo neoconcretismo,  este porto no qual ancorou-se arte contemporânea.

Atualização- 15/2/12
Na sequência do moedernismo vieram o  concretismo, o neoconcretismo, a Tropicália, o Movimento de 68, reuni aqui alguns links

Tropicália de Hélio Oiticica
  
O Movimento de 68
  
Repressão Militar: O Dia que Qurou 21 Anos

Atualização - 16/2/12

Década de 70




Globo: Sandra Annenberg mostra destaques da Semana de Arte Moderna de 1922

Para finalizar, dois adendos:

1- Os recusados

A "quebra da normalidade" começou com o impressionismo (leia-se Salão dos Recusados), enfim, ao pegarmos o fio da meada desta quebra de paradigmas seria melhor não nos prendermos no que aconteceu em de Brasil, até mesmo porque o mundo passou a ser globalizado lá pelos idos de 1500, com as navegações portuguesas.
Por isso reuni alguns links cujos textos remetem ao fim da "normalidade" na arte

"(...) O esgotamento da cultura de inspiração clássica em fins do século XIX, contemporânea da derrocada da nobreza européia e do esfacelamento das últimas monarquias, bem como do advento da civilização industrial e pós-industrial, que tornou a própria arte reproduzível, levou os artistas a proclamarem uma revolução estética que se inicia com a pintura impressionista e que deságua na pluralidade de tendências estéticas que marcou o século XX – os famosos ismos. Com isso, estabelece-se um novo conceito de arte moderna, entendida agora como a arte nascida das vanguardas do início do século XX, por oposição à arte praticada até o século XIX, chamada comumente de arte acadêmica, por ser aquela que se ensinava nas academias de belas-artes.(...)"


As vanguardas européias e os ismos contemporâneos
O que é vanguarda?

Arte moderna

O fim das vanguardas

Isso também

Com o impressionismo, os "recusados"' marcam presença no cenário artístico
2- A atualidade

E a arte hoje? Depois de tudo isso que foi exposto, como está hoje? O que ocorreu do impressionismo até os anos 60/70 já sabemos. E daí para cá, como está? 

A arte de nossos dias ou a arte hoje,,,.alguma coisa neste sentido.
A arte brasileira, se estava atrás no tempo até a década de 20 do século passado, a partir da Semana de 22 começou a se atualizar, o que ocorreu de forma lenta, até mesmo porque o modernismo instalou-se aos poucos no país, indo até a década de 60. 

Não somente a Semana de 22 como também a Bienal Internacional de SP foi importante para esta atualização do Brasil. 

O certo é que hoje o Brasil não deixa a desejar em relação a outros países, não havendo a defasagem de outrora, sendo que o desafio do momento diz respeito à manutenção desta atualidade, o que está sendo feito para que a roda continue a girar, para que a arte feita por aqui não pare no tempo. O que precisamos? Educação de qualidade, que produza boas pesquisas? Incremento e disseminação de publicações? Eventos? Como as novas tecnologias podem ser usadas para o avanço? Poderíamos falar disso a partir de agora: Arte prá que mesmo,,...


A arte hoje
Verdade, hoje a obra de um artista poderia muito bem se inserir numa das escolas tais como surrealismo, art pop, arte popular, academicismo, impressionismo, etc, sem que o artista seja filiado a um destes movimentos. Revival? Sim, pelo olhar do espectador, um retorno ao passado, uma releitura mas, do ponto de vista do artista nada disso e sim,  antes de tudo, apenas um meio a mais de expressão dentre tantos outros disponíveis por ai. Mãos à obra.
P.S.- Quanto à liberdade de criação nem tanto, pois o artista hoje se esbarra em limitações tais como boicote por parte de grandes corporações caso realize alguma obra que a desagrade, falta de estrutura receptiva à arte nas cidades-estados mas, para quem quer produzir à margem de tudo isso, como disso, pense no Poder Curador de uma hipotética realidade,,..,...

O que é a arte hoje, ou melhor, o que, como, como, quando...

Últimas postagens sobre arte na comunidade de leitores Luis Nassif Online

Johan Jonsson (escultura)
Vally Nomidou (escultura)
Alexandre Farto (arte pública)
Cartola(música), Grant Simon Rogers(fotografia), Arte de anônimos em bueiros no Japão, Silvia Pelissero (aquarelas)
Cinema: A questão do dinheiro

Um convite,,..participe do Mutirão do Pinheirinho
http://www.advivo.com.br/mutirao/o-caso-pinheirinho


Honduras, Pinheirinho....estes fatos escabrosos tem relação uns com outros, sem dúvida, esta obra de Munch sintetiza estes 3 últimos séculos de medo. Arte prá que mesmo,,..



Dos recusados de ontem aos (?,...) de hoje: Em construção.
Arte prá que mesmo,...
Continua....


                                                                 

A História do SPIN