20/11/2013

O Processo

Atualização - 24/11/2013 -

Que tal começarem a construir grandes campos de concentração para colocar lá os que vierem a cometer "crimes" como esse praticado por Genoíno. O comentário abaixo é de Motta Araújo:

"Um trem não abordado: As operações bancárias do PT com o Banco Rural, as promissórias assinadas pelo então presidente do partido Jose Genoíno, os créditos na conta corrente, a renovação das promissórias e a liquidação final foram consideradas na AP 470 operações simuladas quando NUNCA foram, todos os créditos dos descontos de promissórias foram lançados em conta, as operações foram regulares, os empréstimos lançados e  contabilizados, mas  na Ação foram consideradas fraudulentas porque? Em que sentido? Genoíno não cometeu crime algum nessas operações, elas tem começo, meio e fim absolutamente normal, em que ponto são fraudulentas?

Todo esse conjunto de operações na parte bancária foram legais, registradas, contabilizadas e liquidadas, a pecha de fraudulento é que é uma fraude. Se essas operações fossem analisadas por um auditor internacional tipo Price, KPMG, Deloitte, teriam atestado de operações regulares.

Achei incrível os Ministros votarem com o Relator nesse ponto, um empréstimo assinado por quem tem poderes, creditado em conta e ao final liquidado por quem tomou  emprestado não é por nenhum critério operação fraudulenta.

Se o dinheiro foi mal aplicado, esse é um OUTRO delito mas a operação bancária em si foi regular."


Tudo foi fatiado nesse julgamento de exceção. Isso ocorreu desde o início, quando Barbosa criou processos paralelos para onde jogou as provas da inocência dos réus e em seguida decretou segredo de justiça, de forma que ninguém tivesse noção do todo do processo. Agora Barbosa quer fatiar os corpos dos petistas e jogar os pedaços nas ruas, e pensa assim estar matando dois coelhos com uma cajadada só: Ganhando popularidade e dando à elite a chance de se vingar do PT

No dia da proclamação da república da globo no JN a emissora deu em destaque que Barbosa teria determinado que não se cometessem abusos contra os réus mas isso era só uma peça de marketing. Não consigo acreditar q o Brasil tem um ministro da suprema corte com esse perfil. Para soltar  Daniel Dantas duas vezes em 24 horas, o Gilmar Mendes, presidente do STF, ficou de plantão. Como Genoíno não eh um bilionário DD, o Barbosa, presidente do STF, deixa-o morrendo e some para o PA e, ainda vai posar de bonzinho e preocupado com questões humanitárias ao conceder a prisão domiciliar para Genoíno. Triste Brasil.

Com o fatiamento o Batman conseguiu impedir que os juízes do STF e nós também tivéssemos acesso ao processo como um todo, esta é a lógica de qualquer fatiamento: Pinçar o que interessa ser mostrado. O fatiamento do processo foi pra esconder essas coisas.

O Batman fatiou tudo, inclusive o processo, cirando outros processos paralelos em segredo de Justiça para onde jogava as provas da inocência dos réus. Tais provas entraram numa espécie de buraco negro, sumira, uma vez que ficaram num processo paralelo em segredo de justiça. Flagrante abuso de poder, prevaricação, enfim um crime atrás do outro, esse louco tem que passar por um processo de impeachment, faz-se necessária a a instalação de uma Comissão da Verdade STF, pois não é justo que o povo brasileiro continue sendo enganado por uma mídia bandida, cuja vontade mesmo é a de fatiar os corpos dos petistas, salgar e jogar em praça pública.

Saiba mais - CLIQUE AQUI



Nenhum comentário:

A História do SPIN