29/03/2014

Mensário Artístico - Júpiter 2014: 15 de Março a 26 de Maio



Hoje são 71 de Júpiter: Dia feriado parado

Hoje são 71 de Júpiter, feriado local
Aliás, eu nem poderia estar postando isso aqui pq em dia feriado tudo tem que desligado, inclusive os celulares
Offline
Ah, o dia de hoje no calendário do MAR

E ao voltar resolvi mudar o título deste blog
Saiba pq
(    ) Sincronicidade
Cheguei ao mar
Ou MAR
MAR, sigla para Mensário Artístico para a Alteração da Realidade
Um momento, volto já
No momento são 07:12, in´te
Voltei
Agora s]ao 07;17
Olha só o que eu troxe
Arte
Deiscência
Cor


Foi um presente do mar, não do mundo ordinário
O mundo ordinário nada te dá
Apenas tira a tua vida feliCidade,...
O mar restitui
Traz tudo de volta
O mar é a chave do tempo

;;..
-- ah..ah...tenho que guardar isso num dos dias do calendário do mar....acontece que, depois de tanto tempo afastado, esqueci-me como se viaja no tempo....kd o meu calendário...
Hoje são 14 de  Maio no calendário raso superficial ordinário gregoriano...
Acontece que há um outro calendário onde guardo minhas coisas
Como localiz-a-lo..
....

Agora são 07:35...
Voltei....
sou a plasticidade do mundo....na minha velocidade...
eu estava morrendo no mundo ordinário
No e pq por causa dele...
Cheio de dores
Entravado
Mas agora sorrio
Voltei trazendo o tempo numa das mãos (aqui....)
e na outra mão o mundo ordinário
Há coisas não resolvidas
o deus ex machina tomará de conta na ausencia de tempo
fora do tempo

.....
08:00 - Só mais uma coisa...
Eu havia esqueciddo do tempo calendário do mar
...Quanto é hoje mesmo...um momento..vou ver..
....ah sim....14 de maio que corresponde ao dia 61...
que que isso...
como pude passar todo um mês embranco
como pude resistir tanto tempo no mundo ordinário
sem respirar inspirar...
não estou entendeno...
hoje são 61 de júpiter..
já!
Não estou acreditando..isso mesmo?
Vou ter que conferir para ver se não há algum erro
como pude passar tanto tempo em branco
preciso guardar isso lá no dia 61 de júpiter

..,,,

A obra está pronta
não acabada pq isso é um processo interminável
mas há um sinal
a obra sinaliza para o mar
por isso poderá ser destruida a qualquer momento pelos poderosos de plantão
aliás, já fora destruida várias vezes,,,talvez eu deva dar um jeito de salvar
mas não sei...
Salvei-me
...
Postei no facebook com o seguinte adendo:





A arte te re(com_)põe salva cura olha é
Arte ou mar
Tanto faz
..
Salvei-me
...
A máquina está sob ataque de hackers
Deixa rolar...não vou é pagar mais um sistema de defesa
O mundo ordinários nos tira tudo.,..

Salvei-me
...
Eu não disse?
A máquina está sob ataque de hackers
Deixa rolar...não vou é pagar mais um sistema de defesa
Já paguei o anti-virus
Avisos de de ataques vindo do mundo ordinário: No total de 11
Se por acaso esta obra for destruida fica a lição
Cuidado com o mundo ordinario
Ele te tira tudo

Esse emaranhado de número estava me  atrapalhando...vou tirar estes números do caput desta página quem sabe um dia volto em forma de números tempos..

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63
SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74
....
....
;P.S-  Fiz diferente
Espalhei fragmentos deste post no calendário a partir do dia de hoje 61 de Júpiter
SPIN61 SPIN62 SPIN63
SPIN64 SPIN65
...,
....
Mas posso, um dia, voltar ao que era antes,,,,assim como se estivesse negando a negação..

Fim de Marte e começo de Júpiter

Hoje é o último dia do mês de Marte que, como sabemos, começou em 30 de Janeiro
Agora que vejo que o ano não mais começou em 1 de Janeiro, nem me lembrava mais disso, na verdade essa mudança aconteceu num estado de quebra da regularidade do tempo espaço, que vivi tempos atrás
Amanhã começa o mês de Jupiter, que tem 73 dias, sendo que destes 3 são dias parados feriados
O que fiz no mês de marte que eu colocaria no mensário?
Vou ver,  não sei
Inté.

P.S.1- Não convém passar em branco durante os 73 dias de Júpiter que começa amanhã,,,embora não haja nenhuma obrigação neste sentido, eu não devo...eu posso... Não sei como nem quando darei início ao Mensário de Júpiter que, como disse, começa à meia noite de hoje..

P.S.2- Visite o Lexômetro do SPIN



A chave: Abrir um flanco no tempo

Flanco ou desvio
Tanto faz
O tempo cronológico é incompatível com a arte
Pensando pensando pensando não se consegue nada
Nem namorado, pois que hoje é tudo tão rápido: Não há tempo para pensar sobre para onde ir
Ops, ao tropeçar no teclado apareceu esta imagem
Isso
Adoro esse tipo de arte brotada do erro
Erro ou acidente ou não pensamento
(   ) Abrir um desvio no tempo
Tempo ou caminho, tanto faz
Isso que faz sorrir
Sorrir ou desabrochar ou desembuchar
Tanto faz
Não dá para perdurar caminhando por toda uma vida no tempo calendário ordinário
Aliás,....


A chave um ponto cego.,,....????....
Procurei minha obra e nada vi a não ser uma etiqueta com meu nome mas depois disso vi um pedaço embalagem com todas as cores...
...

P.S. - O meu tempo é o mês de Júpiter, composto por 73 dias dos quais 3 são feriados, e posso não fazer nada durante todo este tempo que o não fazer artístico terá sido minha arte....isso pq cheguei a um tempo em que não tenho obrigação,,,não devo,,,apenas posso....


Estamos em Júpiter ou: O tempo como chave: Mensários...


Entenda como chave aquilo que te faz desembuchar
É que vivemos em situação ordinária, que é esse estado da não arte
Mas como é possível viver assim por toda uma eternidade se até as frutas saem do normal*
Este tempo como chave será o mensário, que é um mês no calendário, não o gregoriano, mas o do calendário spin, de 73 dias, sendo 3 destes dias parados feriados e, em ano bissexto, no mês de marte, serão 74 dias, sendo que destes, 4 são dias parados, feriados.

E por falar em frutas, por causa de um posta que agora, me deu uma saudade de coisas que comia na minha infância quando saia pelo mato: Pitomba, puçá, inharé, taturubá, fruto da quaresma(articum), grão de galo e resina de angico, bicho de côco, buriti, ah eram muitas mas a mata deu lugar à monocultura da soja. até a vida debaixo d´agua foi dizimada, os peixes envenenados
1- Taturubá



2- Inharé
3- Puçá
4- Mutamba
5- Bicho de côco
6- Buriti
7- Resina de angico


* Sobre frutas que sairam do seu padrão normal

9
A batata que queria ser ursinho

Veja outras frutas fora do eixo com informações do artista e professor de artes Alexandre Pereira no Facebook sobre as frutas "irregulares" e Antônio Francisco no portal GGN sobre suas frutas prediletas

Guardado no dia 17 do calendário spin


As minhas coisas na linha do tempo

Sonhei e distrai-me
E esqueci
Como pude não estar atento para a revelação de sonho
Isso
A arte é isso: O registro daquilo que se nos apresenta
Mas temos que estar atentos
Assim como se fôssemos e somos com o dedo no gatilho para paaaaaa!!!
Registrar
E não registrei
Ocupei-me com questões de forma quando deveria ter escrito o texto que se apresentou na minha mente
Como fazer arte agora desta forma distante
Não gosto
Bom mesmo é a temperatura da obra antes de abrir os olhos
Antes de sair da cama
E como era mesmo
Foi-me revelado uma obra
Tenho leve lembrança sobre ela
Preciso de uma pessoa que me sirva como ALEX*
ALEX sigla para Amparador da Liberdade de Expressão
Ah, agora me lembro, o Alex(andre) expôs umas obras minha em Macapá
Não dei a menor importância, até pareceu desprezo desfeita mas não foi o caso
O problema Alexandre, é que a coisa transcorria no WhatsApp e o meu dispositivo travou
Não funciona mais, estranho meu WhatsApp não funcionar há quase uma semana
Um momento, vou ver
Voltei
Todas as imagens que estavam no dispositivo foram apagadas
Quer dizer, todas não, mas tão somente as do grupo Curador, que era arte
Não uma arte qualquer mas esta arte das mais difíceis e, ao mesmo tempo, (in)significante
Um momento, vou comunicar ao Alexandre o ocorrido
Eu volto
Inté.
Voltei, mas tudo isso é tão tênue
(   ) Efêmero
Tenho medo que, assim como o WhatsApp foi violado, este blog também o seja
Logo agora que a boca do jacaré se fechou
Tradução: É que vinha numa trajetória de postagens sobre o mundo ordinária quando de repente, ao deparar-me com o dia 15, vi que em algum dia havia feito arte(aqui)
Levei um choque: Era eu mesmo?????
Não sei
Um momento
A linha do tempo
Ah sim, agora lembrei-me ao levantar-me
Preciso reconstituir a linha do tempo
Um momento
Volto já com a linha do tempo

Eu tenho coisas na boca do tempo, ops, eu quis dizer linha
Linha do tempo
Linha ou boca, tanto faz

Compartilhei isso no facebook com o seguinte adendo:

HOJE EXPERIMENTEI O MEU LADO ÁGUA
E não é que isso aconteceu
Não esperava não programei apenas aconteceu
Exatamente no momento em que dormia
(    ) De olhos fechados para ver
Não no tempo
Não na linha do tempo mas no tempo em si
O maior mistério: A arte
E por acaso é arte estas coisas que brotam do raciocínio: Evidente que não
Por isso estava-me ocupando com coisas do mundo ordinário
A observar o mundo com uma luneta quando de repente, após postar sobre o golpe contra João Goularte, deparei-me com uma obra de arte no dia 15 no calendário spin
Dormi com aquilo e tive a seguinte revelação: Uma obra de arte
Distrai-me e não apreendi a obra
É o que estou tentando fazer a partir de agora
Lembrar-mE
Em tempo: Agora vi que escrevi ÁGUA ao invés de ÁGUIA
aH tanto faz, pois é assim quando trabalhamos em ponto cego
As coisas tremem,
Inté.
.

Revelação de sonho desta noite: Uma mulher sendo levada por um cavalo de nome Golpe

Engraçado, nesta noite tive a seguinte revelação
Um cavalo alazão levando uma mulher 
O nome do cavalo era Golpe
E agora ao ver o rosto desta bela jovem me lembrei
Ou seria Dilma essa mulher sendo carregada pelo cavalo Golpe
Seria isso coisa do mundo ordinário
Tantos jovens belíssimos que poderiam estar servindo ao país
Muitos não tiveram a menor chance de sobrevivência
Muitos que sobreviveram ficaram imprestáveis
Outros continuam sofrendo perseguição implacável dos golpistas
Dilma é uma delas
Isso não é acaba, é coisa dessa elite perversa, atrasada e má
Não foi por outro motivo que o Brasil foi o último pais a abolir a escravatura e isso por imposição de outros países, como por exemplo a Inglaterra, não foi por livre e espontânea vontade da Princesa Isabel não
Por isso não tenham a menor sombra de dúvida que o Brasil será também o último a democratizar os meios de comunicação que mantém e alimentam essa cultura autoritária escravista
Até o México acabou de abrir seus meios de comunicação, quanto a nós, ainda vamos ter que esperar e muito e, por causa disso, ainda passaremos por alguns golpes como este que destruiu nossa juventude

Fotos inéditas mostram efeitos da tortura em Vera Silvia Magalhães:

"Você vai ser torturada como homem, como Jesus Cristo", por Ivana M. Bulhões, no blog Carcará


Contava apenas 22 anos nesta foto...



A militante de esquerda Vera Sílvia Magalhaes (1948-2007) 
é amparada por Cid Benjamin em fotografia em 1970


Folha.com, 24/07/2012


Foto inédita de ex-militante mostra sequelas da tortura na ditadura


MATHEUS LEITÃO
RUBENS VALENTE
DE BRASÍLIA


Uma fotografia inédita da ex-militante de esquerda Vera Sílvia Magalhães (1948-2007), tirada em 1970, revela os efeitos da tortura a que foi submetida em um prédio do Exército no Rio de Janeiro.
A foto, obtida pela Folha, está sob a guarda do Arquivo Nacional em Brasília.
Vera, que disse ter sido submetida a tortura durante vários dias, aparece na imagem sem conseguir ficar em pé, tendo que ser amparada pelo também prisioneiro Cid Benjamin.
Então militantes do grupo comunista clandestino MR-8, ambos participaram do sequestro do embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick em 1969, uma das mais importantes ações urbanas da esquerda armada. 

 Reprodução de foto da militante Vera Sílvia Magalhães, que participou do sequestro do embaixador americano Charles Burke Elbrick, em 1969



Vera também participou de assaltos a banco.
"Não tinha visto essa foto. Eu tinha que segurá-la porque, naqueles dias, ela não conseguia se sustentar em pé, devido às torturas", contou Cid à Folha.
Em outra imagem, essa publicada pelos jornais na época, Vera foi fotografada numa cadeira, diferentemente dos demais presos.
As fotografias foram tiradas momentos antes de o grupo ter sido trocado pelo embaixador alemão Ehrenfried Von Holleben, também sequestrado por esquerdistas.
Do Rio de Janeiro, o grupo seguiu para a Argélia. Parte regressou clandestina ao Brasil, e alguns acabaram mortos pela ditadura militar. No exílio, Vera estudou sociologia na França.
Retornou ao Brasil em 1979, após a aprovação da Lei da Anistia.
Em depoimento prestado à Câmara dos Deputados em 2003, Vera confirmou queas torturas a impediram de ficar em pé pouco antes de ser levada para Argélia. Ela disse que "nunca mais se recuperou fisicamente".


 Sentada à direita, Vera aguarda o embarque do grupo trocado pela libertação do embaixador alemão Ehrenfried Von Holleben


A militante, morta em 2007, foi submetida à tortura em um prédio do Exército no Rio de Janeiro



SEXTA-FEIRA SANTA

"Fui a única torturada na Sexta-Feira Santa na Polícia do Exército. E eles me disseram: "Você vai ser torturada como homem, como Jesus Cristo", contou Vera.
Ainda no depoimento à Câmara, Vera classificou a tortura que sofreu como "inteiramente desmesurada".
"Para uma mulher, acho que exageraram mesmo. Fiquei cheia de sequelas, cheia de problemas." Vera morreu em 2007, vítima de câncer.


Vera Sílvia Magalhães, que voltou ao país após a Lei da Anistia, em foto de 1998


Única mulher a participar do sequestro do embaixador norte-americano Charles Elbrick, Vera foi representada no cinema por duas personagens nofilme "O Que É Isso, Companheiro?" (1997), interpretadas pelas atrizes Fernanda Torres e Cláudia Abreu.



P.S. 1- fala Cynara Menezes

O Brasil que a ditadura nos roubou, por Cynara Menezes, no blog Socialista Morena

Abrindo a semana de REmemoração dos 50 anos do golpe militar, republico este post sobre um filme muito importante. Todos que querem saber a verdadeira história do que aconteceu em 1964 no Brasil devem assisti-lo.
***
Revolta. Tristeza. Náusea. É o mínimo que se pode dizer da sensação que causa no espectador o documentário O Dia Que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares. Revolta e tristeza por constatar que, com o golpe, nos roubaram um projeto de país, um futuro. Náusea por conhecer mais a fundo o papel que os Estados Unidos tiveram na derrubada de João Goulart, muito além da teoria da conspiração e da paranóia.
Camilo é filho do jornalista Flávio Tavares, um dos presos trocados pelo embaixador norte-americano Charles Elbrick, sequestrado pelos guerrilheiros da ALN (Ação Libertadora Nacional) e MR-8 em 1969. Sua principal façanha como diretor foi a obtenção de documentos e áudios inéditos que comprovam a participação ativa dos EUA no golpe militar durante o governo John Kennedy e, depois de seu assassinato, com Lyndon Johnson no poder. Particularmente nauseante é a intervenção do embaixador americano no Brasil, Lincoln Gordon, e seu cinismo ao reconhecer oficialmente o governo militar no dia seguinte ao golpe.
Além de tramar, espionar e conspirar para derrubar o presidente de outro país, algo inadmissível para um “diplomata”, Gordon é o responsável pela crença, disseminada até hoje pelas carpideiras da ditadura, de que Jango pretendia transformar o Brasil em Cuba, em um país comunista. Uma mentira histórica tão absurda quanto chamar os guerrilheiros de “terroristas”, como insiste a direita fascista brasileira, incapaz de discernir terrorismo de Estado de reação cívica à ditadura. Propositalmente, para enganar jovens com pouca leitura e desinteressados em conhecer a verdade.
A certa altura do documentário, o líder do PTB então, deputado Bocayuva Cunha, esclarece com todas as letras: “Revolução comunista só existe na cabeça e na estupidez de certa elite brasileira”. O que Jango queria era transformar o País, e tinha apoio popular para isso. Suas reformas de base incluíam a reforma bancária, fiscal, administrativa, educacional e agrária. Jango defendia ainda medidas nacionalistas, que desataram a ira dos EUA, histéricos por proteger os lucrativos negócios de suas empresas no Brasil. A intenção de realizar uma profunda reforma agrária, por sua vez, descontentou os grandes donos de terras. Os mesmos ruralistas que hoje em dia volta e meia se associam aos líderes evangélicos no Congresso em defesa de bandeiras arcaicas e anti-democráticas. Gentalha da pior espécie.
O que seria do Brasil se Jango pudesse ter feito suas reformas de base? Se, já naquela época, a questão da terra tivesse sido resolvida, com o fim dos latifúndios? Se a educação tivesse dado um salto qualitativo? Seríamos a republiqueta de bananas em que o golpe nos transformou durante 21 anos, a mais longa ditadura militar da América Latina? Teríamos os problemas educacionais e de terra que ainda temos hoje? Nosso povo continuaria a ser manipulado por políticos, religiosos pilantras e pela mídia apenas por não ter estudado como deveria? Nosso ensino público teria sido sucateado para que gerações inteiras fossem impedidas de pensar?
Na sessão de cinema em que estive (deveriam colocá-lo em cartaz de novo agora), o filme de Camilo Tavares foi aplaudido ao final. Merece mesmo aplausos. E lágrimas. E raiva. E saudade do que não fomos.
O documentário está na íntegra no youtube:






.
.



.

A História do SPIN