29/05/2015

A nova rotina do SPIN ou: o sorriso de Mariah



O SPIN trocou os cemitérios pelos hospitais.
Se antes ele gostava de um ambiente agora gosta de outro
Se antes ia aos cemitérios para ouvir as histórias dos mortos, faz a
mesma coisa agora ouvindo os ainda vivos
Está tão feliz que às vezes se vê como que pássaro sem asas: desorientado
Assim meio desorientado prá escrever alguma coisa, as vezes não
conseguimos, mas é na desorientação que nos deparamos com aquilo que
buscamos,.,,pois que a porta encontra-se aberta ou estamos livre da
 (auto)vigilância Como sabem, desde ontem o SPIN ao acordar se manda
para as salas de espera dos hospitais para ficar ali quietinho escrevendo
 rindo olhando sendo como dizer..,,








Continua dia 2 do SPIN









Nenhum comentário:

A História do SPIN