10/04/2013

Mensário de Netuno - 6 de Novembro a 17 de Janeiro

Mensário de Marte - 18  de Janeiro a 31 de Março

Janeiro Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31 Fevereiro Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Este dia existe de 4 em 4 anos, em ano bissexo, quando Marte tem 74 dias, sendo que, neste caso, trata-se do último dia do mês marciano. Março Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Fim de Marte Março Dia 15 Dia 16 Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27  Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31

Mensário de Júpiter - 1 de Abril a 12 de Junho 




Mensário de Saturno -  13 de Junho a 24 de Agosto



Mensário de Urano - 25 de Agosto a 5 de Novembro


Setembro Dia 25 Dia 26 Dia 27  Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31 Setembro Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Feriado à Independência Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Dia 30  Outubro Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7  Dia 8 Dia 9 Dia 10  Dia 11  Dia 12 Feriado à Padroeira do Brasil Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17  Dia 18 Dia 19 Fim de Urano Outubro Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27  Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31  Novembro Dia 1 Dia 2 Feriado aos Mortos Dia 3 Dia 4 Dia 5 


Mensário de Netuno - 6 de Novembro a 17 de Janeiro

Novembro Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Feriado à República Dia  16  Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22  Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Dia 30  Dezembro Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Feriado ao Natal Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31 Fim de Netuno Janeiro Dia 1 Feriado à Confraternização Universal Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17 Dia 18 Dia 19 Dia 20 Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 24 Dia 25 Dia 26 Dia 27 Dia 28 Dia 29 Dia 30 Dia 31 Fevereiro Dia 1 Dia 2 Dia 3 Dia 4 Dia 5 Dia 6 Dia 7 Dia 8 Dia 9 Dia 10 Dia 11 Dia 12 Dia 13 Dia 14 Dia 15 Dia 16 Dia 17
Antigas correspondências ou Do Calendário Gregoriano ou: Lembranças já não mais presentes pois que tudo agora é passado de um tempo que não mais
Abuso de poder: Gurgel e Barbosa torturam condenado
ERRO MÉDICO - Estamos chegando no fim do ano. O que produzimos neste ano em termos de construção da realidade spin? Nada. Senão vejamos. Na realidade spin não existe nenhuma diferença entre doença e crime. Por isso a pessoas são curadas ao invés de castigadas: Abolicionismo penal. Prá que penas e castigos se os indivíduos, todos eles, pertencentes às 3 categorias(animais, humanos e pessoas jurídicas) que formam a sociedade são acompanhados desde a mais tenra idade à morte. Por isso existe o Poder Curador, de curar, no lugar do Judiciário, de julgar, punir, surrar, torturar. Lá existe a compreensão de que é mais importante curar do que julgar. Como julgar se ainda não somos capazes sequer de curar. Falando nisso, quem está precisando de cura senão Gurgel e Barbosa? Diagnóstico: Obesidade do ego ou olho ou ser, olho grande no ditado popular. Doença grave. Caso de internação no Hospital Geral da Integralidade, para onde são levados esses que cometem crimes, como estes praticados por estes senhores de engenho ou a serviço deles. No entanto, nesta realidade rasa, superficial, distorcida até dizer chega, polícia para quem não precisa de polícia. Erro médico.



Em Os momentos de tensão de Dirceu à espera da policia, por  Mônica Bergamo, na Folha


ESCREVO PARA SORRIR  - Adoro escrever sobre os piores assuntos morrendo de rir, deve ser por isso que escrevo tanto, adoro escrever para sorrir, mas juro que vou procurar outro canto, por aqui já estou exagerando, nem gosto de ficar em evidência, escrevo para sorrir, apenas isso, ah, meus últimos risos - CLIQUE AQUI


DEPOIS DO GOLPE, O POVO ÀS FAVAS - No caso do mensalão a única pessoa que deveria ter sido condenada chama-se Roberto Jefferson. Senão vejamos: O PT fez empréstimos junto à rede bancária privada , quintando-os prontamente, sem provocar prejuízos a quem quer que  seja. Houve caixa 2? Sim. Isso é crime? Sim. No entanto crime prescrito, como foi considerado no caso do mensalão tucano, aquela história do arquivamento dos processos dos 79 réus do PSDB, embora se saiba que eles(tucanos) tenham desviado grande soma de recursos públicos, das estatais mineiras, o que não se verificou no caso petista. Voltando ao caso Roberto Jefferson. Pq este senhor foi o único criminoso na história do mensalão? Pq pegou 4 milhões do PT para que fossem gastos na campanha eleitoral do PTB, no entanto ele (Bob Jefferson)  sumiu com a grana. Por incrível que pareça, o único criminoso não foi condenado a prisão em regime fechado, enquanto que Dirceu, que não teve nada a ver com a história, vai ter que puxar 11 anos de cadeia. Como isso seria possível de acontecer senão neste vergonhoso  Tribunal de Exceção Midiático que se instalou nesse país, essa imprensa bandida conseguiu, com seu forte aparato de monopólio da informação e da fala, transformar criminosos em anjos e pessoas inocentes e em bandidos da pior espécie. Depois de tudo o que fizeram de errado ainda é pouco, a escalada golpista continuará, até mesmo pq, conforme disse Eliante Catanhede no artigo "Gran Finale", Lula não será derrotado na democracia, enfim, para derrubar Lula vão ter que dar um golpe de Estado via Judiciário,  uma vez que um golpe militar, quando mal acabamos de sair de um, não teria tanto apelo popular, o povo ainda acredita no STF, ainda acredita, até podem deixar de acreditar quando se darem conta do que aconteceu mas, a estas alturas do campeonato, os golpistas terão retomado o poder e, quando isso ocorre, o povo às favas. 

Em Para Entender o Xadrez da Política - 2, por Luis Nassif,  no Brasilianas.Org 


Documentos do Brasil Império.  

No post cujo link publico abaixo, remete para documentos do Brasil Império. Que tal viajar e dar uma olhada em cada documento, para que vc tenha uma idéia de como era o nosso país naquele momento. Que bacana estas coisas que nos trazem a Era da Digitalização, assim podemos tomar conhecimento de fatos que os livros de história não nos contaram - CLIQUE AQUI


Do Diário do Centro do Mundo
Paulo Nogueira
Até quando será tolerado no Brasil que a mídia publique acusações graves sem nenhuma prova?
E lá vem ele de novo, Marcos Valério.
Pobre leitor.
Mais uma vez, o que é apresentado – a título de “revelações” – é um blablablá conspiratório e repetitivo em que não existe uma única e escassa evidência.
Tudo se resume às palavras de Marcos Valério. Jornalisticamente, isso é suficiente para você publicar acusações graves?
Lula já não é apenas o maior corrupto da história da humanidade. Está também, de alguma forma, envolvido num assassinato. Chamemos Hercule Poirot.
Se você pode publicar acusações graves sem provas, a maior vítima é a sociedade. Não se trata de proteger alguém especificamente. Mas sim de oferecer proteção à sociedade como um todo.
Imagine, apenas por hipótese, que Marcos Valério, ou quem for, acusasse você, leitor. Sem provas. Numa sociedade avançada, você está defendido pela legislação. A palavra de Valério, ou de quem for, vale exatamente o que palavras valem, nada – a não ser que haja provas.
Já falei algumas vezes de um caso que demonstra isso brilhantemente. Paulo Francis acusou diretores da Petrobras de corrupção. Como as acusações – não “revelações” – foram feitas em solo americano, no programa Manhattan Connection, a Petrobras pôde processar Francis nos Estados Unidos.
No Brasil, o processo daria em nada, evidentemente. Mas nos Estados Unidos a justiça pediu a Francis provas. Ele tinha apenas palavras. Não era suficiente. Francis teria morrido do pavor de ser condenado a pagar uma indenização que o quebraria financeira e moralmente.
Os amigos de Francis ficaram com raiva da Petrobras. Mas evidentemente Francis foi vítima de si mesmo e de seu jornalismo inconsequente.
Por que nos Estados Unidos você tem que apresentar provas quando faz acusações graves, e no Brasil bastam palavras?
Por uma razão simples: a justiça brasileira é atrasada e facilmente influenciável pela mídia. Se Francis fosse processado no Brasil, haveria uma série interminável de artigos dizendo que a liberdade de imprensa estava em jogo e outras pataquadas do gênero.
Nos Estados Unidos, simplesmente pediram provas a Paulo Francis.
O que existe hoje no Brasil é um sistema que incentiva a leviandade, o sensacionalismo e a tendenciosidade na divulgação e no uso de ‘informações’.
A vîtima maior é a sociedade, que se desinforma e pode ser facilmente manipulada. O problema só não é maior porque a internet acabou se transformando num contrapeso e num fiscal informal da grande mídia.
Um episódio recente conta muito: foi amplamente noticiado que teriam sido interceptadas 122 ligações ‘comprometedoras’ entre Lula e Rose. No calor, o jornalista Ricardo Setti publicou em seu blog na Veja até uma fotomontagem em que Lula aparecia festivamente entre Rose e Mariza. (Depois, apanhado em erro, pediu triunfalmente desculpas, num tom de quem parecia desejar mandar às favas os fatos.)
Bem, as tais 122 ligações foram cabalmente desmentidas. A procuradora Suzana Fairbanks afirmou a jornalistas:”Conversa dela [Rose]com o Lula não existe. Nem conversa, nem áudio e nem e-mail. Não sei de onde saiu isso. Vocês podem virar de ponta cabeça o inquérito”.
Tudo bem publicar, antes, as ’122 ligações’ sem evidências? Faça isso nos Estados Unidos, e você saberá, na prática, o tormento pelo qual passou Francis.
Uma justiça mais moderna forçaria, no Brasil, a imprensa a ser mais responsável na publicação de escândalos atrás dos quais muitas vezes a razão primária é a necessidade de vender mais e repercutir mais.
Provas são fundamentais em acusações. Quando isso estiver consolidado na rotina do jornalismo e da justiça brasileira, a sociedade estará mais bem defendida do que está hoje.

Meu comentário

É crime  o funcionário público  vazar informações sigilosas que detém em função do cargo que ocupa. Ouça os votos dos membros do Conselho Nacional do Ministério Público, que decidiu pela punição a um membro do MPF que vazou informação sigilosa para a imprensa. Agora pode vazar a torto e direito e nada acontece, ninguém é punido?
  

Entenda o caso:

Do Conselho Nacional do Ministério Público
plenario
O Conselho Nacional do Ministério Público decidiu nesta quarta-feira, 18 de abril, aplicar pena de demissão, convertida em suspensão por 90 dias, ao procurador Matheus Baraldi Magnani, do Ministério Público Federal em São Paulo, por divulgar a jornalistas informações protegidas por sigilo.
Segundo o relator do processo, conselheiro Almino Afonso, o procurador cometeu infração funcional ao conceder uma coletiva de imprensa sobre a investigação de suposto superfaturamento em obras do Complexo Viário do Rio Baquirivu, na Grande São Paulo. A entrevista ocorreu no dia 29 de maio de 2009, após cumprimento de mandado de busca e apreensão na sede da prefeitura de Guarulhos e na construtora OAS.
Votaram com o relator os conselheiros Luiz Moreira, Adilson Gurgel, Tito Amaral, Jarbas Soares, Fabiano Silveira , Claudia Chagas, Alessandro Tramujas, Tito Amaral e Taís Ferraz. Foram vencidos os conselheiros Lázaro Guimarães e Mario Bonsaglia.
Assessoria de Comunicação

Meu  comentário

E a imprensa nisso? O Nassif explica a lambança no artigo "Manual para entender  manipulação de notícias(aqui)"


 Lima Barreto

No Luis Nassif Online, como IV Avatar do Rio OOOOOOooo,  postei "Lima Barreto e as denúncias de uma sociedade injusta" - CLIQUE AQUI

Realidade spin

Eu queria tanto ater-me à realidade spin mas infelizmente, por conta do Tribunal de Exceção Midiático, tive que retornar à realidade comum ou rasa ou superficial (essa interjeição "ou' sou obrigado a usar pq não temos o sinal gramatical de "deiscência", do qual falei dias atrás, falando nisso, lembro agora que filmei esse sinal dias atrás, depois volto ao assunto). Enfim, desci ao rés do chão por conta do texto "Os princípios do Direito em uma sociedade democrática", de João Batista Herkenhoff, uma boa demonstração do quanto o julgamento do chamado "mensalão" foi um erro jurídico, político, humano  e tudo mais:


Julgamento do "mensalão": Um santo de pés de barro 
Julgamento do "mensalão": Um santo de pés de barro - Está sendo facílimo desmontar esse julgamento farsesco, pude constatar isso ontem a tarde, vou repetir aqui o comentário feito no post "Os "milagres" necessários para o Brasil virar potência"
Ontem a tarde tive uma conversa interessante com pessoas do povo sobre o "mensalão". Um deles, um vigilante, pedia a um outro dicas sobre como fazer uma redação sobre o mensalão. E lá se vem ele com as conhecidas idéias do pig. Um outro disse: Lê a Veja! Não me contive e ministrei uma pequena aula sobre essa farsa que foi o julgamento do mensalão. Relacionei cada aberração, da negação do direito ao duplo grau de jurisdição ao fatiamento, passando pela aplicação errada da tese do domínio de fato e seu uso eleitoral. Um deles tentou justificar o julgamento afirmando que "tudo bem, que isso sempre foi feito no Brasil, mas que o julgamento foi acertado pq alguém teria que ser pego prá Cristo". Pegar prá Cristo alguém que não cometeu qualquer crime, indaguei-lhes. Sem terem para onde correr, um outro veio com a história de que, o erro foi terem deixado Lula de lado, quando respondi: Vc acha mesmo que o Lula, presidente da República, teria tempo para ficar se envolvendo com campanha eleitoral, tratando de arrecadação e empréstimos bancários. Que compra de parlamentar para votar projetos de Lula que nada, cadê os parlamentares comprados, me apontem um que seja. O silêncio foi geral. E olhe lá que, se a compra de parlamentares para mudar o Brasil tivesse ocorrido, eu diria sem medo: Bendito mensalão! O que seria do Brasil sem os avanços implementados por Lula? Diante da idéia dada da leitura da Veja, prometi textos de especialistas e colunistas independentes. Já fiz uma pesquisa sobre tais textos  e senti a falta de uma cartilha bem didática explicando a farsa. Que os diretórios nacional,  regionais e locais do PT se debrucem nessa tarefa de desmontar essa farsa que foi o julgamento do "mensalão'. Pela conversa que tive ontem com este grupo de pessoas, vi que não será uma tarefa difícil. Quanto ao Judiciário continuar sendo um empecilho para o desenvolvimento do Brasil,  cabe ao Congresso Nacional reformar esse câncer nacional.
P.S- Eu deveria ter gravado pelo menos o áudio da conversa que ocorreu sobre o 'mensalão". Por favor, façam essa experiência, com certeza vcs se surpreenderão ao constatarem que não existe essa certeza de que o povo ficará sempre a favor do STF, acreditando que o julgamento foi acertado, não é difícil, basta que vcs terem em mente o rosário de erros cometidos pelo STF. Ah, esqueci de citar para o grupo sobre a importância das provas num julgamento, que no caso dos réus MPF e STF ficaram anos buscando qualquer indício de enriquecimento ilícito por parte dos réus e nada encontraram, todos os sigilos, de emails a telefônico foram quebrados e nenhuma prova sequer de existência do mensalão foi constatado, tendo havido sim, caixa 2 de campanha eleitoral que, conforme a lei, trata-se de crime prescrito, conforme demonstrado pelo mesmo STF no julgamento do mensalão tucano. Também não esqueci de citar o arquivamento do processo de 79 políticos tucanos que praticaram o mesmo que os petistas praticaram, com as seguintes diferenças: O PT pagou os empréstimos contraídos e o PSDB não; O PT não usou recursos públicos, enquanto que os tucanos usaram e abusaram do dinheiro das estatais mineiras.  Erros e partidarização foram bem fartos nesse julgamento farsesco, o que o transforma numa espécie de santo de pés de barro: Qualquer pessoa,  leigo ou especialista,  desmonta facilmente esse santo de pés de barro chamado julgamento do 'mensalão". Pude constar isso ontem. 
Falando nisso, esse texto de Herkenhoff será o primeiro que vou enviar, para o rapaz de ontem,  para o Facebook que ele acessa via celular,  além disso vou imprimir e repassar-lhe, só quero que ele faça uma boa redação e deixe seu professor bem satisfeito - continua



Tarsila do Amaral



Tarsila do Amaral, em 1972

Tarsila do Amaral, em 1925

O seu nome foi transportado para a Necrópole de Marte

A Semana de Arte Moderna de 22

Ao preparar um post sobre o assunto no Luis Nassif Online, chamou-me a atenção a pessoa de Tarsilla do Amaral, sei lá, não sei descrever, um personagem de outro mundo, no vídeo abaixo a artista  comparece a uma exposição em 1972, vindo a morrer pouco tempo depois, no início de 1973.



No vídeo do Globo News, sobre a Semana de 22, ela fala obre o Abaporu, uma de suas mais importantes obras.

Mais sobre a artista

"(...)

Viagem à URSS e fase social

Em 1931, Tarsila vendeu alguns quadros de sua coleção particular para poder viajar à União Soviética com seu novo marido, o psiquiatra paraibano Osório César, que a ajudaria a se adaptar às diferentes formas de pensamento político e social. O casal viajou a Moscou,LeningradoOdessaConstantinoplaBelgrado e Berlim. Logo estaria novamente em Paris, onde Tarsila sensibilizou-se com os problemas da classe operária. Sem dinheiro, trabalhou como operária de construção, pintora de paredes e portas. Logo conseguiu o dinheiro necessário para voltar ao Brasil. Com a crise de 1929, ela perdera praticamente todos os seus bens e sua fortuna.[1]
No Brasil, por participar de reuniões políticas de esquerda e pela sua chegada após viagem à URSS, Tarsila é considerada suspeita e é presa, acusada de subversão. Em 1933, a partir do quadro “Operários”, a artista inicia uma fase de temática mais social, da qual são exemplos as telas Operários e Segunda Classe. Em meados dos anos 30, o escritor Luiz Martins, vinte anos mais jovem que Tarsila, torna-se seu companheiro constante, primeiro de pinturas depois da vida sentimental. Ela se separa de Osório e se casa com Luiz, com quem viveu até os anos 50.
A partir da década de 40, Tarsila passa a pintar retomando estilos de fases anteriores. Expõe nas 1ª e 2ª Bienais de São Paulo e ganha uma retrospectiva no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) em 1960. É tema de sala especial na Bienal de São Paulo de 1963 e, no ano seguinte, apresenta-se na 32ª Bienal de Veneza.

Últimas décadas: 1960 e 1970

Em 1965, separada de Luís e vivendo sozinha, foi submetida a uma cirurgia de coluna, já que sentia muitas dores, e um erro médico a deixou paralítica, permanecendo em cadeira de rodas até seus últimos dias.
Em 1966, Tarsila perdeu sua única filha, Dulce, que faleceu de um ataque de diabetes, para seu desespero. Nesses tempos difíceis, Tarsila declara, em entrevista, sua aproximação ao espiritismo.
A partir daí, passa a vender seus quadros, doando parte do dinheiro obtido a uma instituição administrada por Chico Xavier, de quem se torna amiga. Ele a visitava, quando de passagem por São Paulo e ambos mantiveram correspondência.
Tarsila do Amaral, a artista-símbolo do modernismo brasileiro, faleceu no Hospital da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, em 17 de janeiro de 1973 devido a depressão. Foi enterrada no Cemitério da Consolação de vestido branco, conforme seu desejo.(...)" (Wikipedia)
continua no Luis Nassif Online


  Morreu Oscar Niemeyer

Na realidade o que vale é o conhecimento e não os ossos.

Ao morrer ele deixou na cidade-estado o conhecimento e não tão somente ossos na necrópole, por isso ele (Niemeyer) foi transportado para a Necrópole do SPIN. Difícil escolher uma foto para dizer dele, são tantos os registros. Na imagem abaixo recebe o carinho de um bisneto. Concreto à parte, na intimidade era uma pessoa afetiva e preocupado com a familia. Para o mundo, sua familia maior, deixou um vasto conjunto de obras


"(...) Sua infância e adolescência nada tiveram de excepcionalmente notável, exceto talvez uma mania: "Eu tinha o hábito de desenhar no espaço". Quando a mãe viu Oscar com o dedo no ar, perguntou: "Que está fazendo, meu filho?" E ele: "Desenho".


Em 1928, aos 21 anos, casou-se com Anita Baldo, 18 anos, filha de imigrantes italianos. A cerimônia de casamento na igreja do bairro atendeu aos desejos da noiva."Casei por formalidade. Mais católica do que minha esposa é impossível, então não me incomodei em casar dessa forma". O casamento foi no mesmo ano da formatura no ensino médio. O casal teve somente uma filha, Anna Maria Niemeyer, que deu cinco netos, treze bisnetos e quatro trinetos ao arquiteto.
Em 1929, ingressa na Escola Nacional de Belas Artes, de onde saiu formado como arquiteto e engenheiro, em 1934.(...)"



Continua na   Necrópole de Netuno

Erro médico: O que os hospitais não contam prá você

Quando atravessamos a recepção elegante de um hospital de boa reputação, somos encorajados a pensar que ele funciona como um território vigiado. Cada funcionário em seu lugar, trabalhando de acordo com padrões, atento ao fato de que deslizes serão notados, anotados e corrigidos. Quem conhece os bastidores das mais respeitadas instituições tem outra visão. “A realidade é mais parecida com o Velho Oeste”, diz o médico americano Martin Makary, um observador privilegiado das entranhas dos mais badalados hospitais dos Estados Unidos. Sem meias palavras, Makary expõe verdades incômodas no livroUnaccountable: what hospitals won’t tell you and how transparency can revolutionize health care (em português,Sem prestar contas: o que os hospitais não contam e como a transparência pode revolucionar a assistência à saúde). É hora de quebrar o silêncio.

continua

  O médico morreu

Tive agora uma notícia muito triste. A morte do médico. Complicado falar da morte de uma pessoa que ninguém conhece mas que para mim fez as vezes de Poder Curador nesta cidade-estado. Foram tantas as obras que criei tendo-o como receptor ou interlocutor íntimo ou privado...Não tenho qualquer contato com os parentes dele, de forma que surgiu o seguinte problema: Como buscar de volta as minhas obras que estão lá, coisas da década de 80 para cá. Ele não sacava nada de arte, tanto que não exigia nem esperava dele qualquer manifestação sobre meus trabalhos, e foram muitos. Olhando para trás vejo que o próprio processo era mais importante do que as obras em si, se bem que também estas, tinham sua importância. A última obra era uma caixa de ferramentas com umas frases escritas, trancada com um cadeado, tendo a chave sido amarrada num barbante vermelho e atado à haste. Lembro que havia um aviso de que a aquela caixa só poderia ser aberta 50 anos a contar daquela data. Preciso encontrar os parentes do médico para reaver aquilo.



Carlos Sena

Fui aluno de Carlos Sena no curso de Artes Visuais da FAV-UFG e sou testemunho do tamanho da sua pessoa e de que este prêmio ainda é pouco pelo que ele é. A minha admiração se deve ao fato de que ele(Carlos Sena) respeito meu jeito de manifestar-me, atuando como um ALE, sigla para Amparador da Liberdade de Expressão no sentido verdadeiro, ou seja, o da não limitação do outro. Ele sempre foi assim, continua o mesmo. Isto foi muito importante para mim pq, no meu caso, eu vinha com uma produção própria, coisas que eu já vinha fazendo, tendo como receptor um médico, o Dr. Carlos Lima Melo, tendo sido esta a primeira pessoa que me deu asas, mesmo sabendo ele(Dr.Carlos) nada de arte ou expressão artística, mas o tinha como elo, era no consultório dele que deixava minhas obras para, tempos depois, após um período de afastamento, buscá-las de volta para destruí-las, uma vez que elas(as obras) tinham cumprido seu papel de compreensão de mim mesmo e do mundo. Lembro-me agora de algumas obras, aliás, séries:
1- O Enterro do Anjo Podre
2- Personagem JL
3- Da Lata
4- Bandeira do Planeta
5- Caixas de Segredos
7- Mendigos
P.S.- Dias atrás fiquei sabendo que o médico morreu. A última vez que consultei-me com ele foi no início desta década, deixando lá uma caixa de segredos a ser aberta 50 anos depois, preciso pegá-la de volta para não gerar confusão caso seja aberta por qualquer um. Não tenho o menor contato com os parentes do médico, o que fazer agora. Tá vendo no que dá a cidade-estado não ter um Poder Curador, uma Instituição apta a funcionar como receptora. No meu caso era uma pessoa física, morreu, acabou.

Que falta nos faz o sinal gramatical de deiscência!!!

Como é possível todas essas cores pra negro?
No espectro de cores o negro é a ausência de luz e de cor.
Isso é física e não da pra sofismar. (Múcio).
Nunca vi algo tão insano. Eu deveria denunciar seu comentário para o Nassif apagá-lo mas não vou fazer isso não, que fique como prova do quanto esse mundo tem que caminhar para chegar em algum lugar que possamos dizer humano, ainda falta muito, é isso que noto. Há coisas que convém manifestarmos em locais apropriados, num consultório médico por exemplo, para que assim possamos curar nossas doenças(ou crimes) sem nos expor ao ridículo como vc faz agora. Na realidade spin as palavras negro e iluminado são associadas entre si. Na gramática de lá há um sinal de pontuação que não existe aqui: O de deiscência. Imagine um grande traço, estes que usamos na matemática, quando estudamos denominadores comuns. Sobre o traço, a palavra "negro" e, debaixo do traço, todas as palavras associados ao "negro'. Uma das palavras associadas é exatamente o termo "iluminado'. Como eu poderia escrever isso para ti?


Extraído daqui

Relato de sonhos

1- Visão: O primeiro momento

Nesta noite tive vários sonhos artísticos, tenho que parar para trabalhar estas sequências "Visão.forma.conhecimento". Num momento vi-me em meio a vários artistas locais tais como Enauro de Castro, Divino Sobral, Carlos Senna, Pitágoras, Paulo Veiga e outros, todo mundo com a mão na massa, montando suas obras, eram muitas e de vários materiais, de pedras preciosas, semi-preciosas ou não, passando por penas,  a minha era uma ave em situação de deslocamento, corpo e asas compondo entre si mas afastados, impossível reproduzi o que vi, e imagens de um retroprojetor sobre um arquivo morto.

2- Forma: O segundo momento

Engraçado, por acaso dei de cara com a cor da obra visualizada no sonho desta noite, portanto não é de todo impossível sua construção,




3- Conhecimento: O terceiro momento.

Em branco. Em construção, tanto faz

P.S- Esqui do link para a imagem usada no momento forma (aqui)


Conheça o modelo negro Fernando Cabral

Postei no Nassif sobre a ausência de modelo negro em concurso
Ivan de Union: (JCL, nao tenho computador e nao tenho como postar, mas da uma olhada tambem nas fotos dele com frutas pra ver que impressionante!  O cara nasceu pra ser modelo.)

IV Avatar do Rio OOOOOOooo: IVan, eu vi as fotos e não postei pq havia uma que estava rolando um clima de deboche e depreciação em cima do modelo, por isso não publiquei as fotos a que vc se refere, quis poupá-lo, mas ainda bem que há pessoas que tem outra visão. Noto a falta de amparadores da liberdade de impressão, eu  iria mostrar as fotos para um médico, uma vez que na realidade spin, na falta de liberdade, recorre-se ao espaço dos consultórios médicos e dos sanatórios, grande abraço, vamos á fotos, vou ver se as localizo novamente. IVan, não achei mais as fotos no Google, vai esse post enquanto procuro

continua


Como surgiu o dadaísmo


Belo vídeo! Foi assim que começou o dadaísmo. Refiro-me ao "DADADADA" pronunciado sem parar por estes bebês. Foi deste gestual que nasceu o movimento dadaísta. "Embora a palavra dada em francês signifique cavalo de madeira, sua utilização marca o non-sense ou falta de sentido que pode ter a linguagem (como na fala de um bebê). Para reforçar esta ideia foi estabelecido o mito de que o nome foi escolhido aleatoriamente, desta forma, abrindo-se uma página de um dicionário e inserindo-se um estilete sobre ela. Isso foi feito para simbolizar o caráter antirracional do movimento, claramente contrário à Primeira Guerra Mundial e aos padrões da arte estabelecida na época. Em poucos anos o movimento alcançou, além de Zurique, as cidades de BarcelonaBerlimColôniaHanôverNova York e Paris. Muitos de seus seguidores deram início posteriormente ao surrealismo e seus parâmetros influenciam a arte até hoje"(Wikipedia)

Atualização - em 30/11/12

Agradeço de coração à Vânia, comentarista do Nassif, por ter nos trazido este video, grande beijo querida amiga

Precisa-se de um spin médico
E minha liberdade de imprensa, expressão e comunicação, kd

Quem sabe no âmbito de um consultório médico? É assim na realidade spin, onde o Poder Curador, integrado por médicos, curam os indivíduos (animais, humanos e jurídicos) de seus males, doenças e crimes. Aqui o Poder Judiciário seria o equivalente do Poder Curador da realidade spin. Falando nisso,  agora mesmo me deu uma saudade danada de procurar um sanatório, ops, consultório médico para expressar-me livremente, só assim para poder dizer o que gostaria.
continua

As eleições na realidade spin

A Ministra Carmen Lucia manifestou-se com clareza exemplar sobre o assunto em pauta. Afirma com lucidez: pessoa jurídica não vota.

Corretíssimos Lembo e Carmem mas, só prá fugir um pouco do cartesiano: Na realidade spin as pessoas jurídicas votam. São candidatas ao invés de financiadoras de campanhas. Aliás, financiar uma campanha é uma forma de mandar, isso tem que acabar. Ou então que se dê direito de votar e ser votada às pessoas jurídicas, tal como ocorre na realidade spin. Lá as eleições ocorrem de 4 em 4 anos, no último dia do mês de ano bissexto. As pessoas jurídicas cujos funcionários tenham cometido algum crime contra algum dos sócios(animal, humano ou jurídico) da cidade-estado não poderão se candidatar.
Por pessoa jurídica entende-se todas aquelas que são registradas como tais nos cartórios. O Poder Curador (de curar, uma vez que lá existe a cura no lugar do julgamento) é a instância máxima da cidade-estado. O parlamento, tanto como o local, como o regional(cidades-estados nas margens direita e esquerda de um determinado rio) e federal(confederação de rios com suas cidades-estados) é bicameral, formado por duas casas, a das pessoas jurídicas e a dos seres humanos, sendo que, na realidade atual há uma arquitetura correspondente, sendo o Senado a Casa das Pessoas Jurídicas e a Câmera dos Deputados a dos humanos. Agora tenho que ir, não posso continuar discorrendo sobre esse assunto, inté.
Ah, só mais um pouco de prosa.,, uma notícia sobre pessoa jurídica no poder:
Itamar Imóveis é o novo prefeito de município goiano - Clique aqui
Vc votaria numa empresa para governar sua cidade? O certo é que a cidade será governada por Itamar Imóvies, embora isso não fosse possível na realidade spin, onde o parlamento e não os votantes, de forma direta, indicaria um dentre eles para fazer as vezes de Poder Executivo, sem estabilidade no cargo, podendo cair a qualquer momento, em caso de crimes contra os sócios da cidade-estado tais como o  abuso de poder, a prepotência e a soberba, na realidade spin toda as contradições são trazidas à tona para serem erradicadas, o que dá margem para uma sociedade saudável ao invés de se constituir commo terreno fértil para doenças e crimes(lá não há diferença entre doença e crime, tudo são curado pelos médicos do Poder Curador, isso que aqui chamamos de Judiciário), como por exemplo a obesidade do ego. Falando nisso, nesta noite sonhei que encontrava-me num centro de atendimento do poder curador, muitos médicos vestidos de branco, em seguida vi uma grande feixe de penas de pavão, todas de cor monocromática, havia uma marron, bem longa e belíssima, do céu ou teto ao solo e representaria o cometa que encostou a cauda no nosso planeta e nos gerou.No sonho o médico o qual seria meu interlocutor íntimo ou privado chamava-se PRO e significava algo estranho: Pedra de rejô, sendo que "rejô", no sonho, seria uma palavra francesa, não sei francês, fui



,,,,,,,,,,

O guarda chegou e me mostrou esse muro, para uns lixo, para outros pichação, para outros nada e, para outros, arte

 


  cutuCÃO


Há coisas que por algum motivo não entram em nossas vidas ou cabeças ou realidade ou linha,
Essas pessoas que não entram podem estar tão perto de nós, pode ser nosso pai, mãe, irmão
Ou o Facebook
Este não entrava de jeito nenhum na minha cabeça mas que, de repente, recebo cutucadas e, de tão insistentes, tive que perguntar o que eu deveria fazer ao ser cutucado
Foi assim que o Facebook entrou na minha vida, agora sei que existe essa possibilidade de comunicação, mais este meio de expressão e, nesta história, o Edson Barrus apareceu como ALE(Amparador da Liberdade de Expressão).





Estou participando do evento COZINHA, promovido pelo Rés do Chão On-Live


Olá amigos e amigas do Luis Nassif Online, estou participando do evento COZINHA, promovido pelo Rés do Chão On-Live
Sobre o evento, segue última troca de mensagem:Carissimo zé, obrigado.O nome da vivencia é COZINHA aquele lugar onde a conversa nunca chega. Veja o link:http://cozinhanegra.wordpress.com/Para o pessoal do Res ver suas postagens eu sugiro que vc post o q vc postou no Nassif no Facebook do resdochaoonlive. O q vc acha?Bom dia e abraço grande, Edson Enviado via iPhone
Resposta:
Caríssimo Edson, obrigado pelas informações, preciso ficar mais perto de vcs, fui pego totalmente dessintonizado, mas assim mesmo, pretendo voltar à COZINHA, agora me lembro, escrevi em algum lugar a palavra "cocho"(de manco) quando o correto seria "coxo", não me lembro se foi no Facebook, parece-me que sim, , os sociopatas odeiam erros de ortografia não perdoam, como se cocho não tivesse também a ver comida, preparei muitas comidas em cochos, massas de mandioca,,,manga veio da África????, é que ontem a noite meus sobrinhos e sobrinhas, uma criançada, que há tempos não vinham aqui em casa fizeram a festa, estão estudando arte dei um dicionário de artistas para eles,,,reviraram o apto, o pai dele os chamou para irem embora e quem disse que eles queriam ir, só lamentei ter feito uma faxina tempos atrás quando, atacado pelo perfeccionismo a la Hitler, joguei tudo fora, eles teriam ficado tão felizes nesta noite com tudo aquilo...
Acabei de postar agora no Nassif, um video que o Ney Matogrosso acabou de postar no canal TV Ney Matogrosso, on a música é Cozinha
Edson, me desculpe a dificuldade de postar coisas no Facebook, fico louco sem saber o que cai na rede,,como cai,,acho bacana o Facebook, acompanho alguma coisa no celular, mas não tenho dominio...
vou procurar a página do Res então para postar lá,,, https://www.facebook.com/resdochao.onlive?fref=ts


A morte de IV Avatar do Rio Meia Ponte

Caro Edson, obrigado pelo convite para o evento sobre cozinha africana e afetividades na contemporaneidade, ontem uma figura de nome Ali Hossni, de cuja existência não sabia, começou a me fazer ataques homofóbicos impublicáveis no Blog do Nassif. Ao verificar o perfil dele, vi que ele já havia manifestado esse comportamento com outras pessoas do blog, tendo atacado por exemplo o Gunter Zibell, um militante da causa GLTB que participa do blog. A forma grosseira como ele se dirigiu a mim me chocaram, isso ele fez num comentário, o qual foi deletado pelo Nassif, oqual em mensagem privada,  sobre a expulsão dele(Hossni) escreveu: "Um imbecil que já vai tarde, Lima'. 

O degredo e assassinato de IV Avatar do Rio Meia Ponte, o personagem foi morto por Ali Hossni. Apesar da consideração que o Nassif teve para comigo, não foi mais comentar como IV Avatar, esse tá morto e enterrado. Também não vou me afastar do blog do Nassif, embora precise voltara para o meio artístico, apenas não vou comentar offline, como Avatar de Union, uma homenagem a Ivan de Union, outro degredado, que a familia Union a familia que agregue todos os degredados, todos os desertados pelos Ali Hossni da vida, estes sociopatas que prezam pelo perfeição da gramática, pelo perfeccionismo neurótico, pela limpeza racial.

Página virada então vamos lá, à programação do evento para o qual vc me convida e com o qual gostaria muito de estar sintonizado, sincronizado, dentro, mas não sei se isso é possível, estes dias to uma correria pq minha mãe, que levou uma queda, está precisando dos meus cuidados, mas acompanharei atentamente e farei a divulgação, vou aproveitar para colar aqui o seu post do face e enviar para várias pessoas da minha lista:


cozinha
consciência negra das artes na contemporaniedade

o que é

Laboratório de vivências em arte contemporânea, tecnologias e culturas livres. Espaço para a memória múltipla, a inteligência programadora, a receptividade sensorial. A engenhosidade que cria artifícios, a capacidade inventiva da mini-estratégia. O improviso. A inteligência do bem comum. A arte de cozinhar para todos. De todas as crenças, raças e amores. Comidas para o espírito que a cabeça não pode esquecer.

“Os hábitos alimentares constituem um domínio em que a tradição e a inovação tem a mesma importância, em que o presente e o passado se entrelaçam para satisfazer a necessidade do momento, trazer a alegria de um instante e convir às circunstâncias”
Michel de Certeau, A invenção do Cotidiano, Tomo 2: Morar, cozinhar

Um laboratório vivo de conversas pararelas e eventos simultâneos que impulsione nos participantes o uso de todas as tecnologias disponíveis até então para comunicação, para troca de impressões e informações, sobre o evento. Rádio, jogos, tv, hacklabs, performances, circo, dança, capoeira, poesia, prosa, aplicativos de troca de textos via celular, salas de irc, mensagens por e-mail, chats e todos os outras penduricalhos tecno comunicacionais tomando parte do cenário de telepresença que envolve o encontro.

Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco _OLINDA
De 20 a 24 de novembro, das 14h as 19h
Curadoria Mãe Beth de Oxum, Edson Barrus, Ricardo Ruiz e Yann Beauvais



programação

::20 – 24 NOVEMBRO :: 14h – 19h ::

:: TROCAS DIÁRIAS ::
:: Convidados
Mestre Pombo Roxo, Dona Glorinha, Luciano Bonequeiro Mãe Lúcia de Oyá Mãe Beth de Oxum Coco de Umbigada do Guadalupe, Thelmo Cristóvam, Quinho Caetés, Jeraman Giuliano Obici Robô Livre Balé Obi, Afoxé Ara Won Ufu Ufu, Dig Improvizzo, Ronaldo Patrício Fábio Calamy Heleno Neves Pamella Araújo Nando Azevedo Marcela Camelo, Miró Lady Selma Chef Danilo Lopez Yann Beauvais Cecilia Cotrim Tato Teixeira Carmem Riquelme Juliana Dorneles Mariana Marcassa Bruno Vieira Luiza Guimarães Arthur Leandro Vandir Gouvea piknik Cristina Fernand Alexandre Pereira Ilcio Lopes, Marcelo Cucco, Giordani Maia, Jacira Lucena, Pedro Palhares Erica Maria Edson Barrus Ricardo Ruiz Ronaldo Eli Alexandre Sá

:: Interação via web
Terreiro de Nagetu/Belém (Artur Leandro), Rio de Janeiro (rés-do-chão-on-live, nuvem.tk, Aderbal Ahogun), São Paulo (piknik). Macapá (Grupo Urucum)

:: Oficina Coco e suas vertentes
Mestre Quinho Caetés

::Robô livre e capoeira angola Braço de Maré
O ambiente de desenvolvimento do Robô Livre migrará para o MAC de 20 à 24 de novembro. Todos poderão conferir e participar da construção de robôs Butiás, Paulinhos e muitos outros. O dia a dia do desenvolvimento de ferramentas para o ensino e desenvolvimento da Robótica poderá ser vivenciado. Robô Livre é a Robótica como arte que toma consciência na nossa origem. Vamos programar um robô bípede com os movimentos de Bimba? Vamos discutir sobre a inclusão tecnológica com a robótica? Encontre Robô Livre na cozinha com Capoeira Angola Braçod e Maré e o nosso prato será revolução social tecnológica.

::Rádio Amnésia
Transmissão oficina gastronômica

:: AGENDA DE AÇÔES::
20/Nov :: terça-feira

:: 13h
XimXim Unicacena // Rés do Chão On-Live :: Carmem Riquelme Tato Teixeira Giordani Maia Marcelo Cucco Vandir Gouvea Luiza Guimarães Luiz Moquenco e muitos outros

:: 17h
Gênero e Raça no Maracatu
Dra. Selma Ferreira Albernaz – antropóloga – UFPE

21/Nov :: quarta-feira
:: 16h
Lançamento do site Ojuran – Observatório de Mídia e Religiosidade
Edson Barrus, Ricardo Ruiz e Ronaldo Eli

22/Nov :: quinta-feira
:: 17h
Apresentação Balé Obi

23/Nov :: sexta-feira
:: 16h
Poeta Miró

:: 17h
Afoxé Ara Won Ufu Ufu – O Povo dos Ventos

24/Nov :: sábado
:: 14h
:: Programação e apresentação de filmes:Yann Beauvais

:: Giuliano Obici - Concerto trans-oceâno para lanhouse e laptops

trazer laptop para o workshop … 2 horas de workshop via skype e 1 hora de concerto

::15h
Oficina Culinária de Terreiro
Mãe Lúcia de Oyá e Mãe Beth de Oxum

::16h
Jerônimo Barbosa (Jeraman)

::17h
Ronaldo Patrício & Fábio Calamy

:: 18h
Apresentação musical Coco de Umbigada do Guadalupe




PS. Alguns links sobre a questão africana:

Postado por IV Avatar do Rio Meia Ponte


Do Nassif: Homenagem do Quarteto Negro a Clementina de Jesus, Videos imperdíveis, raríssimos



Feriado de 15 de Novembro - Proclamação da República

Vc sabia que Oscar Niemeyer, spin arquiteto, humano, quase presenciou a proclamação da república, nossa, tanto tempo, depois do evento, passaram-se alguns anos e ele(Oscar) nasceu. Como se sabe, na realidade spin em dia feriado tudo tem que ser desligado, inclusive os celulares, microondas, os pássaros não voam nem cantam. Hoje são 27 de netuno na realidade spin


303/350- Anuário do spin

Esta obra não tem forma definida, uma vez que vai se adaptando aos conteúdos oníricos do autor. Por causa do sonho desta noite virou anuário. Conforme o sonho desta noite hoje é dia do fragmento 303/350 do anuário 2012

José Huertas disse: Aviso aos navegantes: Niemeyer não morreu mais...

IV Avatar do Rio Meia Ponte disse: ... mas ainda vai receber alta ou, que nem Darci Ribeiro, fugir do hospital prá terminar suas obras. Falando nisso, e minhas obras? Nesta noite sonhei com várias, vou aproveitar esse espaço para anotar o lembrete, sonho a gente esquece facial, ops, fácil:
1- O advogado especialista em doentes terminais. Nem eu mesmo sou acostumado com a realidade spin, imagina os outros. No sonho encontrava-me no interior de um grande escritório de advocacia, sendo que um dos advogados era esposo de uma amiga. Perguntei para ela qual era a especialidade do doutor Rob, o esposo dela. Ela me informou que ele atenderia somente terminais, ou seja, de processos de morte. Influenciado por lembranças do passado presentes, fiquei me perguntado se aquele advogado trataria de questões tipo herança, testamento, no que ela me esclareceu que não, que o viés da especialidade dele era outro: O da aceitação do fim. Foi quando vi que era a realidade spin, onde existe o Poder Curador no lugar do Judiciário.  Saíimos do grande escritório e começamos a andar pela rua, eu e o advogado, e passamos em frente a clínica dele, foi quando vi que se tratava de um médico fazendo papel de advogado, ele curava as pessoas, como disse, coisa da realidade spin. Andamos mais e vi, logo atrás, um amigo que havia falecido, o qual apresentei ao Dr. Rob. Achei estranho o meu amigo, o falecido, identificar-se com outro nome e não com o dele mesmo, achei esquisito, seria timidez o motivo daquela heteronomia, sei lá. Andamos, passamos num pântano, nos sujamos de lama no alagadiço quando poderíamos ter usado a ponte de cimento ao lado mas nada, nos lavamos, ficamos alvos novamente e seguimos em frente. 
2- Anuário. Num outro momento sonhei que a minha obra mudou do formato mensário para anuário do spin. No sonho vi-me enumerando os posts de 1/350 a 350/350. No sonho era uma grande obra, construida a cada dia. Mesmo os dias em branco deveriam ser devidamente numerado. Por exemplo, se não trabalhei no intervalo dos 150º a 190º este tempo será grafado como em branco. O número 350 é resultante da fusão dos 5 mensários do spin numa só obra. Como se sabe, na realidade spin o calendário é formado por 5 meses de 73 dias, sendo que destes, 3 são dias feriados, os demais, 70, são úteis para a construção do anuário, totalizando 350 dias. Não podemos nos esquecer de que em ano bissexto o primeiro mês do ano, marte, tem 74 dias, sendo este quarto dia feriado, quando a cidade-estado vota.
3-Dança. Num outro momento sonhei que encontrava-me no salão de festas de um edifício residencial, onde um grupo de mulheres dançava para Shiva. Era uma dança muito sensual e vi que elas estavam todas jovens, não aparentando a idade que tinham. Ao passar pela portaria encontrei com dois amigos, facilitando assim minha passagem pela portaria, em frente vi um grande galpão, uma quadra de esportes em meio aos casebres, era uma favela. Coisas do cotidiano da realidade spin, amizades, esporte, dança, juventude. 
4- Performance-I O Homem com a Flor na Boca. Uma peça de madeira em forma de 8 ou infinitivo guardava em seu meio uma flor. Na parte superior do objeto havia um pequeno plug no qual era atado um barbante vermelho que aquele homem prendia à boca. 
5- Performance-II Lata com Barbante. Um lata de alumínio 18 litros com vários furinhos na beirada na parte superior onde foi introduzido um barbante vermelho.
Estou aqui

......................................

Já está batendo uma saudade do espaço aqui
Preciso dar continuidade ao mensário
Tenho 3 obras de arte com as quais sonhei nos últimos dias, as coisas estão andando, não posso deixar este espaço em branco
Gostaria muito que o Poder Curador das cidades-estados funcionassem, o que não é o caso e, se não existe essa instituíçao da realidade spin, fazer o que, como lidar com as obras diante dessa ausência de  interlocução que está gerando essa crise
No momento estou aqui


Feriado

Amanhã, 2 de novembro, 14 de netuno na realidade spin,  é feriado, quando este mural ficará em branco, como todo o resto
(   ) Inexistente
(   ) Desligar todos os aparelhos elétricos, inclusive o celular, forno microondas, computador, carro, avião, átomo,,,isso vale para as 3 forças que compõem a cidade-estado, que são os indivíduos animais os seres humanos e as pessoas jurídicas
Amanhã tudo para


Posts anteriores 

As postagens que se encontravam aqui foram levadas para a Ágora da Política - Clique aqui

_______________________________________________


Nenhum comentário:

A História do SPIN