Translate

22/03/2018

A arte como arte da ressignficação da realidade

as vezes mudamos, para nós mesmos, o valor das coisas....somente para nós mesmos mudamos o valor das coisas...não sei esse tipo de centralidade no eu eu eu eu eu teria algum valor para outrem que não para o eu eu eu eu eu....mas me fez bem alterar o valor de uma porta que estava abandonada no monturo de onde fora resgada para servir a uma ação que, não sei se eu diria tratar-se de arte: na verdade apenas me transportou e me fez reeintroduzir na minha história aquela porta....para mim foi prazeroso ver, neste sonho, o artista expor sua obra: eu estava como que a sós no canto daquele enorme salão quando um artista a nós se apresentou no
outro canto: ficamos em diagonal, eu não queria estar perto e sim longe: e de longe o vi de forma bastante clara: um longo tecido descendo do céu: em seguida ele colocou uma porta de forma a aprisionar o tecido: mas o tecido não ficou preso: o vento o libertou movimentou....a platéia deu início a uma longa salva de palmas: não vi a platéia mas tão somente o eco: não tive como não chegar perto do artista e parabenizá-lo por dar significado à porta, ao tecido, ao vento, ao movimento...disse-lhe: gostei...ele respondeu: o que...parece-me que não entendeu minha voz presa...tive que ser mais específico: falei da sensalão de liberdade liberdade que a obra me proporcionou...disse-lhe que a obra me transportou para outro estado do ser, retirando do meu estado ordinário, rude.....era tudo tão precário: não havia gente para cuidar do salão: o estado ausente: o artista estava limpando o chão....ele disse-me: traga-me a vassoura....

Momento forma:


Em branco sic banco: isso não é um banco


Forma; isso não é um nome

Obra do meu sobrinho João, acho que ele tem 10 anos, por ai...levei para ele uns papeis sulfite coloridos...para ele foi uma festa....ai fezes estas estruturas a partir de nossos nomes....


Momento conhecimento:


criar não é a tarefa do artista. sua tarefa é a de mudar o valor das coisas.
ho.
experimentar o experimental.
ny.mar.22,72.

Post scriptum: eu deveria não ter exposto a obra de João.........é que tem gente que só copia, ou seja, não vivencia seu próprio processo, sua própria obra não desce dele...

Nenhum comentário:

Postar um comentário