01/04/2010

Re: Conversando sobre o sindicato

Ainda não sei mexer direito com o gmail...dias atrás mandei mensagens para a Angela Gatoona que conheci no dia da passeata unificada dos blogueiros + professores....melhor mandar o link...ah,,,vamos providenciar uns broches ou camissetas do sindBlog...temos muito o que fazer...por isso foi bastante oportuna a intervenção do lamparina...
http://josecarloslima18.blogspot.com/2010/04/fwd-conversando-sobre-o-sindicato-ou.html


Em 30 de março de 2010 21:54, Miguel do Rosário <migueldorosario@gmail.com> escreveu:
Perdoem-me a horrível metáfora, mas eu tenho a impressão que o nosso
sindicato está correndo um grave risco de morrer ainda na barriga da
genitora. Mas às vezes isso é até bom acontecer. Melhor do que
parirmos um monstro. Tivemos ótimas idéias, mas não conseguimos até o
momento elaborar as razões de sua existência. A culpa maior é minha,
porque lancei esta idéia de uma forma impulsiva, sem refletir sobre
sua viabilidade ou mesmo sentido.

De forma geral, todo mundo que participa do grupo acha que o sindicato
é uma boa idéia, mas ninguém sabe como agir. Nem eu, confesso.

Pior que isso, a gente ainda está totalmente perdido conceitualmente.
Por exemplo, sobre a profissionalização do blogueiro, andei pensando
que essa idéia, embora tenha seu aspecto positivo, por outro é um
tanto absurda, porque os blogueiros são as pessoas mais dispersas,
vagabundas, sarcásticas. Uns verdadeiros porras-loucas, para ser bem
claro, mas no bom sentido, no sentido de serem libertários. Um
sindicato convencional, definitivamente, não combina. Ao contrário,
até pega mal. A menos que consigamos criar uma coisa diferente, mais
informal, mais criativa.

Um dos participantes do grupo perguntou porque as discussões
terminaram. Eu acho que a gente discute pelo silêncio também. As
pessoas estão pensando. Refletindo.

Seja como for, o mais importante é não ter pressa. O tempo está do
nosso lado. Quer dizer, nem tanto. O mundo está aí, tentando nos
devorar, e os homens se juntam para serem mais fortes. Enfim, não
quero me estender muito para não ser chato, nem professoral. Não quero
transmitir certeza que eu não tenho.O tempo está do nosso lado porque
não termos nada a perder. Não temos nada. Não nenhum farol a indicar o
caminho que deveremos seguir.

Temos que nos voltar, de qualquer forma, para o único verdadeiro
trunfo de uma associação, que é o fator humano. E a possibilidade de
trocar idéias. Seria importante que as pessoas do grupo se esforçassem
para apenas deixar uma idéia aqui por semana, mesmo a idéia mais louca
ou tola. Porque mesma a idéia mais destrambelhada pode gerar outras
idéias melhores.

Portanto, acho que não temos outra saída, enquanto estamos assim no
escuro, senão conversar. Dar palpites. Viajar na maionese. Temos que
nos arriscar conceitualmente. E curtir esse momento de criação, que
deve ser divertido.

--
To unsubscribe, reply using "remove me" as the subject.



--
Grato,

Idéia ou IV Avatar do Lado de Baixo do Equador

P.S.- esta postagem eu havia enviado para o Blog 80 e caiu aqui por engano, seja o que o spin deus quiser

.

Nenhum comentário:

A História do SPIN