Translate

25/03/2017

Hinos da Repressão + Até Marx era fichado no DOPS



Resultado de imagem para ditadura midiatico penal
Sob o comando de Sérigo Fleury sic Moro, estamos voltando...aos velhos tempos do "atestado ideológico" que pensávamos superado...,..o que aonteceu para que chegássemos a este ponto: termos ingorado a nossa própria história
?????

Até Marx era fichado no DOPS

Arquivos do órgão repressor mais temido da ditadura militar guardam informações curiosas, mas também são fonte importante para se conhecer mais a respeito de períodos sombrios da história do Brasil

Por Mouzar Benedito

Dops, hoje algo distante, coisa do passado, era a sigla do temido Departamento de Ordem Política e Social, que existia em vários estados brasileiros. Em São Paulo, foi fundado em 1924 e extinto no início de 1983. Nesse período, teve vários nomes, foi delegacia, superintendência e finalmente a sigla foi mudada para Deops – Departamento Estadual de Ordem Política e Social, que perdurou até o seu final e é o nome oficial que aparece nos seus arquivos. Mas a “marca” Dops é que ficou na história. Uma história de repressão, espionagem interna, medo, prisão, tortura e mortes. Basta lembrar que Sérgio Paranhos Fleury, que teve a fama de ser o mais sanguinário e cruel entre os policiais de São Paulo durante a ditadura, era delegado do Dops.


Segue link para texto na íntegra

http://jornalggn.com.br/blog/jose-carlos-lima/hinos-da-repressao-ate-marx-era-fichado-no-dops



Nenhum comentário:

Postar um comentário