30/05/2017

Um caso de injustiça da putrefata justiça contra nossos familiares



Acordei agora....e ao me manter sobre a cama, acordado mas com os olhos fechados para esfriar o corpo antes de colocar os pés no chão, vi uma  bandeja   dourada....retangular...e cheguei perto e vi que parecia ser um espelho..bandeja para frutas a Pã.

1- sequencia deus Pã.....ai achei o video A Flauta de Pã...depois digo porque isso  
Eu havia redigido no meio da noite um texto para publicar aqui como comentário e, temendo a captcha, resolvi copiá-lo e colá-lo no blog. Copiei todo o texto e ao publicá-lo no blog vi que o texto havia sumido. Voltei para o local onde eu havia redigido o texto e o mesmo não se encontrava mais lá. Voltei a tela para localizá-lo e de nada adiantou: só restou uma parte final do texto, que era artigo sobre o sobre o Deus Pã.  Como explicar isso heim...quer dizer, escrever de novo...me deu tanto trabalho...como reconstituir o texto perdido....me deu branco geral....atribuo essa traquinagem ao Deus Pã. 
Você acredita que o Deus Pã exista? Foi de Pã que surgiu a palavra pânico. Creio que Pã acabou de me pregar essa peça: apagou um texto que eu havia acabado de escrever ..,...eram vários temas 
O motivo pelo qual inisto na sequência #DeusPã: se hoje, no momento em que esfriava o corpo vi uma bandeja dourada com espelho assim meio embaçado, ontem vi o Deus Pã.


Em tempo: não foi Pã...e sim o sistema que limita o texto a uma certa quantidade minima de digitos...
A respeito de Pã, ouça...







2- sobre a técnica de esfriar o corpo, ensinado por meu velho pai,,,fioi neste estado do ser que a mim se apresentou Pã ontem: a acordar não abra os olhos: mantenha-se acordado sobre a cama, mas de olhos fechados até que o seu corpo esfrie para, somente então, por os pés no chão.,..outro ensinamento do meu pai: chamar o vento com o assobio....
3- sobre  meu pai:  a lida na roça....o banho, a manga...o corpo...a  travessia do rio...ali por volta dos 7 anos de idade passávamos o dia na lida ajudando meu pai fazendo roça através da derrubada  da mata que em seguida era queimada...vindo a seguir a limpeza da area, as coivaras...depois o plantio, a carpina...a colheita do arroz, milho, algodão.., no final da tarde meu pai dava banho na gente  e colocava-nos para secar sobre pedras às margens do riacho....o banho era um dos poucos momentos de contato fisico entre nós e papai, carrancudo até dizer chega, agora não, se desmancha por qualquer coisa, mas naquela época era pedra....outro momento de contato fisico: a hora em que ele lavava nossas mãos e nos entregava uma manga descascada, tendo sido a casca puxada até a base da fruta, formando um belo desenho...

Lembrete...ver depois as sequências: Mãe Preta, travessia do rio, o pranto dos bichos


4- o processo aberto por uma familia de milonários contra meu irmão Antônio Luiz...como assim, se eles provocaram o acidente...como assim, só porque detém o poder econômico e politico junto as Instituições...dessa parte tenho um pouco do que eu havia escrito, pois estava compartilhando os links num grupo de familiares no zap zap
Links para a investigação   sobre o processo judicial aberto por poderosos contra nós
Número do processo: 1365-41.2012.8.10.0026
Autora: Norma D
Réu: Leandro Ribeiro Caixeta, Antonio Luiz Ribeiro representado pelo inventariante Yano Ribeiro Lima
morte do meu irmão Antônio Luiz, num acidente de trânsito em 2011. Nesta noite sonhei que ele estaria indo para Luxemburgo, quando lhe questionei sobre a lingua que, em Luxemburgo, seria para ele por demais estranha....

👆🏻A imprensa agiu de modo extremamente parcial, publicando apenas a versão da dona da camionete S-10, ignorando o depoimento dos sobreviventes do carro de passeio





Norma entrou com uma ação judicial contra a  seguradora, bem como também e outro contra os parentes do falecido, sendo que a seguradora paga apenas uma ínfima parte, recaindo sobre nós o valor de uma sentença de 50 mil reais que, somados a atualização e outros penduricalhos deve beirar os 100 mil reais, 

Acabou de sair a sentença em primeira instância...sim, podemos recorrer à segunda instãncia...

👆🏻 da pra ver nos sobrenomes dos desembargadores quem manda na Justiça...sabe com quem tá falando: essa é a lei que deveria ser para todos mas não é o caso...


Norma a tudo judicializa...


José Carlos Lima disse: Quem entrou com o processo contra nós

Ele: a Norma

Eu:  ela é o que do Zezão da Ribeirão

[05:05, 30/5/2017] Dodo Irmao: Dizem que sogra                        
[05:06, 30/5/2017] Dodo Irmao: Estava no nome dela                        
[05:07, 30/5/2017] Dodo Irmao: Quem dirigia era esse genro dela                        
[05:07, 30/5/2017] Dodo Irmao: Segundo eles

 Zezão é um dos caras mais ricos deste pais,...sem a menor chance no Judiciário,,..sem falar que ele tem poder politico, mexe com politica na religião, se bem que o poder economico agrega por si o poder politico e, portanto, o controle sobre a Instituições num pais como nosso, que está bem longe de Luxemburgo...

Algumas das propriedades de Zezão, que entrou contra o processo contra nós, parentes do falecido:

As unidades da RISA SA estão localizadas no sudeste do Maranhão e sudoeste do Piauí, atuando em setores do agronegócio nacional: fornecemos grãos, fertilizantes, defensivos, e máquinas agrícolas. E prestamos serviços de Armazenagem e transporte de grãos.

São 10 Filiais que ao todo somam uma área própria de 52.461 há, área Arrendada de 11.919 há, trabalhando com as culturas de soja e milho, além da     Safra/Safrinha – 2011/2012:50.112 há.

Em São Luís – MA estão instalados os Armazéns Gerais, que possui área própria de 12 há e capacidade para armazenagem para 35.000 toneladas;

Em Loreto – MA fica a Fazenda Rio Verde, que possui área própria: 7.741 ha, trabalha com as culturas de soja e milho. A área plantada é de 3.200 ha e a capacidade para armazenagem de 19.000 toneladas;

Em São Raimundo das Mangabeiras – MA, funciona a Fazenda Roseira, que possui área própria: 4.630 ha, trabalha com as culturas de soja e milho, numa área plantada de 2.002 há;

Em Sambaíba – MA, fica a Fazenda Alice, que possui uma área própria: 6.527 há, trabalha com as culturas de soja e milho, numa área plantada: 6.490 há;                                                         Em Balsas – MA, funciona o Escritório Central com área própria de 16 há; a Risa Fertilizantes – formulação: 30 ton./h. Estoque: 20.000 toneladas; os Armazéns Gerais, com capacidade para armazenagem para 30.000 toneladas; a Risa Defensivos, Risa Máquinas e Risa Logística.

Em Uruçuí – PI também funciona uma unidade da Risa Fertilizantes possui área própria de 535 há, formulação: 35 ton./h, estoque: 30.000 ton. Também funciona a Fazenda Tunísia, que possui área arrendada de 11.919 há, trabalha com a cultura da soja, numa área plantada de 9.132 ha e capacidade para armazenagem para 19.800 toneladas;

Em Baixa Grande do Ribeiro – PI fica a Fazenda Ribeirão – Mtz, possui área própria de 33.000 há, trabalha com as culturas de soja e milho, numa área plantada de 17.288 há e capacidade para armazenagem de 56.000 toneladas.


Página no facebook


o sr. josé antonio Gorgen,  uma especie de coronel da região, ma figura conhecida por Zezão da Ribeirão, da área do agronegócio...,..trata-se de dos homens mais ricos do Brasil....ele é genro de Norma

Zezão da Ribeirão, pelo poder que acumula,  foi assunto de matérias de revistas como Exame, Globo Rural...


"(...) Na Fazenda Ribeirão, em Baixa Grande do Ribeiro (PI), 18 colheitadeiras estavam a postos na segunda semana de fevereiro para finalizar a colheita dos mais de 19.000 hectares de soja plantados em outubro de 2012, mas a chuva, que havia começado na madrugada, avançou pela manhã e impediu as operações naquele dia, atrasando o plantio da safrinha de sorgo. O proprietário, José Antonio Gorgen, não reclamou. As precipitações beneficiavam o desenvolvimento do milho, recém-plantado na propriedade – uma das cinco que José Antonio, mais conhecido na região como Zezão, abriu nas terras do Maranhão e do Piauí, a partir de 1984, quando chegou a Balsas (MA), após uma viagem de seis dias partindo de Não-Me-Toque (RS). (...)"


Em 2012 ao comentar no GGN um leitor respondeu que seria perda de tempo mexer com o Judiciário:                                                                                                                                                                                            Re: Meneghel: a estratégia para libertar um assassino
sex, 31/08/2012 - 19:40 — jose carlos lima...
Impotente, o professor Geraldo acompanha, lance por lance, a saga do coronelato no país.

Amigos e amigas, mais uma vez muito obrigado pelos sentimentos de solidariedade. O post trata do poder do coronelato no país, daí meu interesse pelo assunto, por estar vivendo isso na pele. No PR a familia Meneghel e, no MA, o Sr. Zezão. Isto não quer dizer que ele (Zezão) estivesse dirigindo a camionete. Eram familiares dele. A camionete era identificada com adesivo da Fazenda Ribeirão, esta de propriedade dele(Zezão) 

Média:
Cancelar avaliação
Ruim
Razoável
Bom
Ótimo
Esplêndido


...spin





Re: Meneghel: a estratégia para libertar um assassino
sex, 31/08/2012 - 19:50 — Luis Roberto R
Avatar, segue então minha errata baseada no seu adendo, embora ache desnecessário, pois não altera nada em termos do que foi colocado aqui sobre o poder do coronelato neste país:

Vcs perderam entes familiares, a polícia foi omissa, vcs gastaram e vão gastar ainda mais com esse processo aberto pela turma do Zezão num Estado no qual o Judiciário é comandado pela força da grana.


Um faturamento em torno de meio bilhão de reais por ano...e fazem questão de nos retirar o que não temos

Portos e navios


Quando do ocorrido,  Zezão demonstrou não ter gostado da apreensão da S-10, que deveriamos ter conversado com ele, negociado etc,..mas vendo a quantidade de ações que essa Norma tem contra tudo e contra todos, claro que ela iria entrar na Justiça de qualquer jeito....ele Zezão deu uma de coronel: aqui quem manda sou eu....etc...



5-  O método conjectural de Carlo Ginzburg de busca da verdade

Pesquisar sobre a importância dos processos judiciais como registros da realidade social...um estudo de Carlo Ginzburg...não sei se perdi o link...dar uma checada...

... geralmente, compreender entre 80 e 120 folhas.8 Carlo Ginzburg, em Mitos, ... discorre acerca de um importante método de análise para algumas áreas da ... e que, portanto, levariam a um conhecimento "indireto, indiciário, conjetural".


... processando seus conhecimentos de forma indireta, inferencial, conjetural. ... em 1979, o historiador Carlo Ginzburg (1991) publicou, em Crisi della Ragione, ...


Ginzburg orienta os historiadores a aplicar o paradigma em uma história documentada, ... de evidências, conjectural".58 Seguimos, portanto, um paradigma conjectural, que persegue a idéia de conexão, isto é, o método indiciário de Ginzburg, que não necessita do todo para ver o todo. ... 59/fcid., 60 GINZBURG, Carlo.

https://books.google.com.br/books?id=EnUlneoLphgC&pg=PA42&lpg=PA42&dq=Ginzburg+orienta+os+historiadores+a+aplicar+o+paradigma+em+uma+hist%C3%B3ria+documentada,+...+de+evid%C3%AAncias,+conjectural%22.58+Seguimos,+portanto,+um+paradigma+conjectural,+que+persegue+a+id%C3%A9ia+de+conex%C3%A3o,+isto+%C3%A9,+o+m%C3%A9todo+indici%C3%A1rio+de+Ginzburg,+que+n%C3%A3o+necessita+do+todo+para+ver+o+todo.+...+59/fcid.,+60+GINZBURG,+Carlo.&source=bl&ots=jCcBeE58Yi&sig=WNL7w06kgbMza7HQUwUGMsteCfs&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjcnKv0t5fUAhXJFZAKHc67DBIQ6AEIJjAA#v=onepage&q=Ginzburg%20orienta%20os%20historiadores%20a%20aplicar%20o%20paradigma%20em%20uma%20hist%C3%B3ria%20documentada%2C%20...%20de%20evid%C3%AAncias%2C%20conjectural%22.58%20Seguimos%2C%20portanto%2C%20um%20paradigma%20conjectural%2C%20que%20persegue%20a%20id%C3%A9ia%20de%20conex%C3%A3o%2C%20isto%20%C3%A9%2C%20o%20m%C3%A9todo%20indici%C3%A1rio%20de%20Ginzburg%2C%20que%20n%C3%A3o%20necessita%20do%20todo%20para%20ver%20o%20todo.%20...%2059%2Ffcid.%2C%2060%20GINZBURG%2C%20Carlo.&f=false

Carlo Ginzburg, Giovanni Levi e sua escola situam a escrita historiográfica ao lado da narra- tividade, do singular, da idiografia, do indício, do conjectural. ... boa parte do método como modelo heurístico, para aplicá-lo ao campo histórico.


O signo de 3



Em tempo:

Não sei se este link já foi...está rodando agora...quando falo sobre a roça....meu pai...infancia...esqueci de falar sobre a travessia do rio....eu havia falado no texto que perdi...melhor usar este espaço para rascunho ou laboratorio ...um laboratório consiste em escrever dialogar com um amigo no zap zap....amigo ou personagem que não se manifeste para não virar pig pong..



Isso também:

16 curiosidades sobre Pã

http://mitologiagrega.net.br/16-curiosidades-sobre-deus-pa/




​A insólita justiça à brasileira
por Carlos Motta
A justiça praticada no Brasil seria cômica se não fosse trágica.

Não há quem não saiba que ela é demorada, cara, e tenha lado, o dos mais poderosos, é claro - um leão com os ratinhos; um ratinho com os leões.
Exercida desde sempre pela turma que ocupa o topo da pirâmide social, enxerga os dos andares de baixo como inferiores, exatamente da mesma maneira que seus companheiros de estamento.
Nossos "doutores" vivem em casas luxuosas, andam em carros luxuosos, vestem roupas luxuosas (compradas em Miami, segundo o atual secretário de Educação paulista, desembargador aposentado), vivem, enfim, no luxo reservado a 1% da  população brasileira.
Intocáveis, consideram-se seres especiais, e exigem ser tratados como tais. 
O Judiciário e o Ministério Público brasileiros são a maior caixa preta que existe.
Seus próprios integrantes se encarregam de fiscalizá-los - de protegê-los, na prática.
E de tempos para cá, resolveram assumir um protagonismo na vida nacional absolutamente incompatível com suas funções.
Falando português claro, querem mandar no país.
Se intrometem em tudo, desde a definição da velocidade do trânsito de veículos em vias públicas até o estabelecimento de uma cruzada destinada a erradicar a corrupção.
Nesse último caso, resolveram até mesmo ir além dos textos legais e criaram uma legislação própria.
Segundo esses novos cânones, o acusado tem de provar que é inocente, quando, no mundo todo, a norma é justamente o oposto - o ônus da prova cabe a quem acusa.
Fora isso, boatos, rumores ou fofocas são aceitas como verdades, desde que elas digam o que os acusadores querem, e prisões preventivas ou temporárias duram meses e anos, como forma de torturar os acusados.
E - acredite quem quiser! - juízes não só julgam, como são parte preponderante da acusação.
Na semana passada um dos mais claros exemplos dessa nova e inusitada Justiça à brasileira veio a público - a peça acusatória de um dos processos contra o ex-presidente Lula, mais de 300 páginas sem nada de concreto que sustente a tese de que ele é o maior corrupto do universo.
O texto, por si só, é a mais eloquente defesa do ex-presidente, tal a sua inconsistência e banalidade.
O mais interessante, porém, é constatar que a acusação de que Lula é o dono oculto de um apartamento triplex no Guarujá, parte da propina que teria recebido de uma empreiteira, tem a assinatura de um quase imberbe procurador da República que não acha nada demais ter comprado dois apartamentos subsidiados pelo programa Minha Casa, Minha Vida, como investimento - os dois, se vendidos, proporcionam lucro superior a 60%.
A justiça no Brasil, como se vê, não é apenas caolha: ela é também canalha.


Nenhum comentário:

A História do SPIN