08/08/2013

Depois de um breve encanto com os "revolucionários 2.0" volto à estaca zero ou: Ufa! Até que enfim voltei para o meu eixo

Atualização - 10/8/13


O que está pegando, qual o bode? Há alguns pontos que se tornaram centro da polêmica:
1- O Fora do Eixo é o que? Pelo que entendi até agora, um movimento de rua que trabalha com a ocupação das ruas e praças para a música, arte, política, cidadania, etc.
2- Financiamento? Patrocínios públicos e privados. Desde que prestem contas, tudo bem.
3- Calote nos artistas? A cineasta colocou a boca no trombone, mas o Capilé informa que ela recebeu, leiam os esclarecimentos do Capilé sobre esta e outras acusações
4- Trabalho escravo. Temos que ver se e isto mesmo. Tenho minhas dúvidas, pode ser uma experiência que coloca o fordismo taylorismo em debate. Se me disponho a trabalhar como voluntário, o que há de errado nisso.
5- Em construção,..,,,,

                     


.........>>>>>>>>>>>>>>...... CONTINUIDADE .........>>>>>>>>........






Nenhum comentário:

A História do SPIN