18/08/2009

Quebrando o silêncio nas férias (Ou: o furor da mídia para destruir Dilma

Caso a direita brasileira vença as eleições presidenciais em 2010, o Brasil será aquilo que o Rio Grande do Sul é hoje, um lugar onde a corrupção corre solta, tendo havido até assassinatos políticos sem que a mídia toque no assunto. CPI? Perguntem ao "ético" Pedro Simon porque no RS é proibido se falar no assunto. Para os "éticos" de Zé Serra CPI só vale no quintal alheio.

É visível que o rolo compressor da mídia para trazer de volta os tucanos-demos está muito forte. E olhe lá que ainda estamos bem longe das eleições. Percebe-se que a imprensa brasileira, na ânsia de eleger Zé Serra, está seguindo um cronograma antecipado, assim como aquele adotado para eleger Collor, quando cirou-se o mito do "Caçador de Marajás".

A estratégia adotada para eleger Collor está sendo seguida à risca novamente pela mídia, agora empenhada em eleger Zé Serra. Alguém já viu o nome de Zé Serra ser citado pela imprensal em alguma notícia negativa envolvendo SP? Claro que não, pois a mídia tem que vendê-lo como um grande gesto, mesmo se sabendo que há vários casos de corrupção em todas as áreas do governo Serra.

Quanto ao tratamento dispensado a ministra Dilma, para destruir tal candidatura vale tudo, até mesmo transformar no grande escândalo um suposto pedido de apressamento(e não de arquivamento) que teria sido feito pela ministra à uma funcionária que, contratada como técnica, tem politizado ao máximo um assunto que, só mesmo por conta da mídia foi transformado em algo criminoso. Onde está o crime cometido por Dilma?

O comportamento de Lina Vieira coloca em descrédito a colocação de técnicos em cargos de peso. Um técnico jamais poderia fazer o que Lina está fazendo. Se bem que estas são armas típicas de Zé Serra, um bandido sem classificação. Nunca vi, nem contra Roseana Sarney, o furor da mídia para destruir qualquer candidatura que ameace os planos de fazer de Zé Serra presidente do Brasil. Dilma tem resistindo à bandidagem. Até quando?

Atualizado - 19:47
Este post foi repercutido pelo Luis Carlos Azenha
Deixo registrado aqui meu agradecimento ao respeitado jornalista.

Nenhum comentário:

A História do SPIN