02/06/2009

Canalhice democrática



Escrito por Eduardo Guimarães - Em seu blog

A democracia nos obriga a ouvir silenciosamente um tipo de canalhice política que sentimos vontade de calar, de tão nojenta. Não podemos, porém. E não devemos. Por mais que seja difícil de suportar, o melhor é que até sandices como a que escreveu ontem o blogueiro da Globo Ricardo Noblat sejam ditas com toda liberdade.

Não tenho condições psicológicas de escrever o que aquela péssima imitação de jornalista escreveu. Ele fez uma crítica a Lula à qual nem seus pares pistoleiros darão bola, pois é uma crítica muito burra. Por isso, cortei o texto e colo abaixo. Com asco, mas democraticamente.

Enviado por Ricardo Noblat - 1.6.2009 13h07m

Havia 80 brasileiros no vôo da Air France (Cadê Lula?)

Dos 228 passageiros do vôo desaparecido da Air France, entre 40 e 60 eram franceses, segundo informações dos principais jornais de Paris. Havia 80 brasileiros a bordo.

Nicolas Sarkozy, presidente da França, está no aeroporto Charles De Gaulle, em Paris, para confortar os parentes das vítimas.

Estão desde cedo no aeroporto os ministros das Relações Exteriores, dos Transportes, e de Energia e Ecologia.

Lula preferiu voar para assistir à posse do presidente de El Salvador. Embarcou informado de que o avião estava desaparecido e de que eram remotas as chances de ele não ter-se acidentado.

Por ora, não há autoridades do primeiro escalão do governo brasileiro no aeroporto do Galeão, de onde o avião decolorou.

Correção - Lula embarcou ontem para El Salvador, ao contrário do que escrevi acima. Nada impede que volte a qualquer momento, caso queira.

Enfim, meus amigos, vejam só onde é que isso seria jornalismo...

O sujeito apurou mal uma informação que pretende grave – mas que não seria nem se fosse como o Noblat relatou – e já foi acusando Lula de ter viajado para um compromisso oficial mesmo sabendo do acidente aéreo.

Quando a mortandade acontece com nordestinos pobres, porém, a mídia não dá bola. E se Lula adiasse um compromisso internacional para vê-los mortos ou desaparecidos, seria tachado de irresponsável.

Mas tinha até um “príncipe” no vôo, ora. Há que parar o Brasil para reverenciar-lhe a suposta morte e as dos outros cidadãos importantes como jamais serão os flagelados e mortos pobres do Nordeste.

No fim, o “pistoleiro vaselina” da Globo reconhece o erro, mas não o erro da premissa que poderia tê-lo materializado. Quer que Lula volte do compromisso oficial no exterior para confortar os bacanas que viajavam à Europa, os quais, em grande parte, nem brasileiros eram.

Lula andou pelo Oriente faz pouco tempo e não me lembro de ninguém ter pedido para ele voltar do compromisso internacional para segurar na mãozinha dos nordestinos miseráveis que sofriam não se sabe se mais os que sobreviveram ou os que morreram por conta das águas.

Mas é a democracia, não é? Muito melhor que seja assim. O direito de dizer besteiras e canalhices é constitucional. Até porque, quem decide o que é canalhice e o que é notícia?

Melhor que possa se produzir essa torrente de canalhice e que tentemos pescar algo que preste no meio. Na pior das hipóteses, seremos tão democráticos que até barbaridades como essas serão ouvidas civilizada e democraticamente, ainda que não se aproveite uma vírgula do que foi dito.


Comentários e postagens

A partir de hoje às dez da manhã, participo de uma feira do meu segmento de atividade que irá durar até sexta-feira. Até lá, comentários poderão demorar um pouco mais para ser liberados e as postagens serão feitas exclusivamente à noite.

http://edu.guim.blog.uol.com.br/


*************

.

Comentário

Você viu? O blogueiro Noblat informa que Lula não foi ao aeroporto acompanhar o caso, mesmo que ele (Noblat) soubesse de antemão que Lula não estava no Brasil, pois toda a midia estava informando que Lula havia viajado para a posse de seu colega salvadorenho e por isso estava acompanhando o caso de El Salvador. Será que o jornalista não sabe que na ausência do presidente o vice assume?

Em situações idênticas Noblat deletou o artigo ao perceber o erro. Neste caso ele colocou uma errata mínima no rodapé, de forma que a Manchete fizesse seu serviço de propaganda.

O presidente José Alencar esteve sim no aeroporto, isto a pedido de Lula, que informou que se ele não pudesse fazer isso ele mesmo (Lula) voltaria para fazer issso.

Verique o que nos informa o Portal Terra e tire suas próprias conclusões:

"(...) José Alencar no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, onde ele foi prestar solidariedade a familiares das pessoas que estavam a bordo do vôo AF 447. Alencar afirmou ter ido ao Galeão a pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em viagem oficial a El Salvador onde acompanhou a posse de Mauricio Funes como presidente daquele país. A programação de Lula inclui ainda visitas a Guatemala e Costa Rica.

“Ele (Lula) falou que seu eu não pudesse vir (ao Galeão), ele voltaria (de viagem)”, disse Alencar, que recentemente retornou de uma viagem dos Estados Unidos onde passou por um tratamento de um câncer. “Ele vai prosseguir em viagem para cumprir compromissos importantes para o nosso país”, acrescentou. (...)"

Ass: José Carlos Lima

Nenhum comentário:

A História do SPIN