21/06/2009

Festas juninas, grande folia no Brasil inteiro

Clique para ampliar
















Ao ver as imagens acima no orkut do Arthur Leandro, lembrei-me que na adolescência fui escolhido para ser o noivo de um casamento rural.
Depois do casamento ocorreu o espetáculo de dança.
Os spin dançarinos ocuparam o centro do salão.
O locutor dava as ordens "anarriê!!!!....olha a cobra!!!!".
Nossos movimentos de dançarinos eram executados conforme a vontade do locutor-diretor.
Quando ele gritava "olha a cobra!" todos nós pulávamos em sinal de proteção.
Antes da dança em si, acontecia o casamento rural.
Escolheram-me para o papel de noivo.
A minha noiva chamava-se Helena, uma moça muito bonita.
Tímido, nem pude dizer não e usei a estratégia de esconder-me da noiva.
Como poderiam ter-me escolhido para esta tarefa tão árdua?
Resolvi nem sair para fugir da apresentação.
Encontrava-me em casa no período da tarde quando a noiva chegou.
Mais do que depressa entrei num enorme cesto de vime de guardar roupa suja.
Coloquei a tampa e ali fiquei.
Ela: cadê meu noivo?
Minha mãe: ele sumiu, deve estar por aí, não sei onde ele está, estava aqui agora e desapareceu de repente.
Eu (molhado de suor no interior do cesto).
Ao executar um movimento no interior do esconderijo, o mesmo tombou.
Como o piso era inclinado, o troço começou a rolar.
Rolei ladeira abaixo, indo parar aos pés da noiva.
Que vergonha.

1
Não tenho a menor idéia do que se passou pela cabeça da "noiva" quando viu-me no interior daquela cápsula de vime.

2
Frases Aleatórias no SPIN
So erra quem produz.Mas, so produz quem não tem medo de errar.
desconhecido

Nenhum comentário:

A História do SPIN