25/06/2009

aFEto - Abertura da obra

Afeto (filosofia)

"Afeto" (affectus ou adfectus em latim) é um conceito usado em filosofia por Spinoza, Deleuze e Guattari, o qual designa um estado da alma, um sentimento. De acordo com a Ética III, 3, Definição 3, de Spinoza, um afeto é uma mudança ou modificação que ocorre simultaneamente no corpo e na mente. A maneira como somos afetados pode diminuir ou aumentar a nossa vontade de agir.
*****
.
Afetividade
Afetividade é a relação de carinho ou cuidado que se tem com alguém íntimo ou querido.
É o estado psicológico que permite ao ser humano demonstrar os seus sentimentos e emoções a outro ser vivo. Pode também ser considerado o laço criado entre humanos, que, mesmo sem características sexuais, continua a ter uma parte de "amizade" mais aprofundada
Em psicologia, o termo afetividade é utilizado para designar a suscetibilidade que o ser humano experimenta perante determinadas alterações que acontecem no mundo exterior ou em si próprio. Tem por constituinte fundamental um processo cambiante no âmbito das vivências do sujeito, em sua qualidade de experiências agradáveis ou desagradáveis.

Afeição (vinda de afeto), é representado por um apego a alguém ou a alguma coisa, gerando carinho, saudade (quando distantes), confiança e intimidade, o termo perfeito para amor entre duas pessoas. O afeto, é um dos sentimentos que mais gera autoestima entre pessoas (principalmente jovens e idosos), pois produz um hormônio que garante o bem-estar do corpo. Um conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam sob a forma de emoções, sentimentos e paixões, acompanhados sempre da impressão de dor ou prazer, de satisfação ou insatisfação, de agrado ou desagrado, de alegria ou tristeza.

A afeição não é só um sentimento humano, mais os animais conseguem demonstrar afeição, por exemplo, uma leoa por seus filhotes). A afeição vem também desde o surgimento da humanidade, quando os homens precisavam das mulheres para fazê-los carinhos e tratamentos (quando machucados ou doentes), e também quando as crianças estavam carentes.
Na passagem da história pela humanidade, muitas vezes a afeição era somente atividades sexuais, porém muitas culturas já tinha mulheres para tratar dom ferimentos ou doenças, e já tinha uma forma de afeição entre homens e mulheres.

Fonte:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Afeto



Michael Jackson no momento em que chegou ao hospital: sem os sinais vitais

...

Comentário

"Em Nome do Pai"

Esta frase, título de um filme, diz da tragédia do cantor.

MJ começou a apresentar-se na TV quando tinha 5 anos de idade, tendo começado a cantar por volta dos 2 anos de idade, sob a disciplina rígida de um pai carrasco.

Sem a menor sombra de dúvida MJ carregou para o resto da vida os traumas de uma infância negada.

Tentando livrar-se da semelhança física que teria herdado do pai, fez plásticas, alterou seu rosto.

Para completar a tragédia, ao invés de formar, os médicos deformaram seu rosto.

Até o fim MJ procurou ser a criança que não lhe permtiram ser no tempo adequado.

Que fique a lição.

1
Para ler os comentários de internautas no blog do Eduardo Guimarães, clique aqui

2
Ultima imagem do cantor, na noite anterior à sua morte
http://diversao.terra.com.br/gente/michaeljackson/interna/0,,OI3847563-EI14032,00-Jackson+fez+um+ultimo+ensaio+na+noite+anterior+a+sua+morte.html


3
Interessante charge de Latuff
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/michael-jackson/

4
Michael Jackson e seu pai
Um fantasma que o assombrou desde a infância
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/06/26/a-tragedia-de-jackson/

5
Pai de Michael Jackson manda esvaziar a casa do cantor
http://diversao.terra.com.br/gente/michaeljackson/interna/0,,OI3847208-EI14032,00-Pai+de+Michael+Jackson+manda+esvaziar+a+casa+do+cantor.html

6
Michael Jackson por Zeca Baleiro
http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=58731

7
Gravei agora um trecho do Globo Repórter, no qual um repórter afirma que observando MJ teve a impressão de tratar-se de uma entidade que procurava o chão

Vídeo: josé carlos lima
O que: programa Globo Repórter/Globo
Quando: 2009
Como: celular nokia 6120 classic

8
A internet e a morte de Michael Jackson
http://joaovillaverde.blogspot.com/2009/06/internet-e-morte-de-michael-jackson.html

9
No momento estou assistindo na TV Record/Domingo Espetacular ao documentário sobre MJ, realizado pelo jornalista inglês Martin Bashir, o qual o acompanhou e o entrevistou por vários dias.
Nele MJ se revela ainda mais esquisito do que pensávamos.
Gravei umas partes mas parece-me que perdi tudo, acabou o espaço do celular.
Chamou-me a atenção o momento em que MJ aparece com o seu bebê no colo, o qual ele alimenta-o com uma mamadeira.
O nenê está envolto num véu amarelo.
Se você assistir ao documentário, favor grave esta parte e coloque no youtube, quero rever, parece que MJ realizava uma encenação teatral, uma performance, tive esta impressão.

10
O mundo não é real e sim um filme que se (re)apresenta a todo momento.
Criar ficção pra que se a vida em si já é arte, vi este neste gestual de Michael Gestual digo Jackson alimentando seu bebê.
Arte prá que se a obra está pronta?
Vi ali agora, na rua, Dom Quixote e Sancho Pança catando lixo.
Por um descuido não registrei a cena.
Caberia a mim ter apreendido aquilo para, em seguida, executar minha tarefa de spin continuista.

11
Não sei o que faz-me chorar.
Talvez o fato de termos sido n´algum dia spin sem matéria.
Eu digo "termos dido" porque já.
Não sei.
Talvez eu queira dizer que já há muito tempo eu tenha deixado de ser entidade.
Para ouvir MJ cantando "Ben", clique aqui

12
Onde está a monotonia?
Na minha (in)capacidade de ser spin continuista
Isto

13
Olhando a criança Michael Jackson
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/06/29/olhando-a-crianca-mickael-jackson/#comment-685901

14
No momento, na seção "Frases Aleatórias no SPIN," ao lado.
"O que me preocupa não é o grito dos maus. É sim o silêncio dos bons"
Martin Luther King

***********
.
Melhor colocar aqui este post sobre o mesmo assunto

Ainda estou abalado pelo impacto da morte de Michael Jackson, sua história trágica, sua infância negada.
"Quando ele andava, (...) procurava o chão"
A este respeito assista ao vídeo postado aqui

*****
.
1
MJ procurava o chão para pousar = aterrizar.
Ele queria tornar-se material, um ser de verdade.
No entanto MJ era spin sem matéria.
A sua condição de ser imaterial, entidade, é visível quando se assiste ao vídeo gravado no momento em que ele visitou no hospital um rapaz que o veículo que o transportava atropelou.
Ainda estou abalado com a morte de MJ.
Triste história.

2
(Deletado)

3
Não que eu tenha parado esta obra por causa da morte do spin cantor.
Ocorre que não páro de chorar.
Preciso de um tempo.
Não que eu fosse admirador de MJ.
Nada disso, sou admirador mesmo é do spin cantor Ney Matogrosso.


4
(Deletado)


5
Vou dar uma volta, retornarei ao recuperar-me.
Preciso lastrear-me de matéria.
Quero o mundo real.
A vida.
Isto é tão complicado.


6
Talvez eu tenha por demais divagado hoje.
Só amanhã, quando eu estiver lastreado de matéria, para saber o quanto fui hoje imaterial.


7
(Deletado)

8
Esqueci de dizer que ontem fiz o sorteio da segunda sequência desta obra.
Tudo bem, o serviço de spin continuista encontra-se em andamento.
Pelo menos atento.
O espaço escolhido será tornado público quando puder.
Quando quiser.
Com MJ morreram também as Horas, spin deusas.
Não há pressa.
Eu quis dizer quando estiver pronto.
As coisas estão aí, resta apenas filmar, coletar, fotografar,
E emendar, continuar, tarefa que cabe aos spin continuistas

9
No versículo anterior eu disse que este spin está atento.
Nem tanto, uma vez que ontem ao sair para a rua viu coisas que deveria ter gravado em vídeo e no entanto não gravou.
Passou em branco.
Retornar àquele local para gravar não faz o menor sentido, a luz já não é mesma, tudo mudo.

10
Melhor parar por aqui.
Preciso recolher-me agora no espaço secreto escolhido mediante sorteio.
Sem tempo para torná-lo público.
Lá, no espaço escolhido mediante sorteio, não há limite
Não aqui

11
Michael Jackson e a luta cultural contra o capitalismo
http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=58820

12

AMADO MICHAEL
(Tom Zé)

Negro da luz que desbota branco
Tanto talento tormento tanto
Tanta afronta de pouca monta.

Eia! virtudes em farta ceia
Todo encanto que pode o canto
Toda fiança que adoça a dança.

Que deus nos furta vida tão curta?
Mundo lamenta: ele mal cinquenta!
A ninguém ilude essa bruxa rude.
Paroxismo desse Narciso
Que achou desgosto no próprio rosto
E apedrejou-se com faca e foice.

Avança a rua (uma dor que dança)
E em seus telhados mandibulados
Requebra os hinos do dançarino.
Niños, rapazes, se sentem azes
Herdeiros todos e seus parceiros
Revelam parque, porto e favela.

II

Da Grécia três te trouxeram Graças
Arcas repletas de belas artes
Arcas que deram ciúme às Parcas.

Que luz trarias tu, mitologia,
Para um tal desatino de destino
Que o espandongado toma por fado?

Porque o povo grego disse que
Se a hybris o herói consigo quis,
Se condiz ao lado dela ser feliz
Ele mesmo será pão e maldição
Enquanto gera para os olhos de Megera.

(Tom Zé, músico, compositor, cantor)

13

Último vídeo com Michael Jackson

http://tvig.ig.com.br/132153/ultimo-video-de-michael-jackson.htm

14
Nooooooosssa, eu havia escrito posar ao invés de pousar.
Mais um motivo para policiar-me por aqui.
Este espaço deve funcionar como uma bússola a indicar a direção dos ventos.

15
Michael Jackson era homoafetivo.
- o termo "homoafetivo" foi criado por Deborah Duprat, Procuradora-Geral da República, como forma de se reconhecer, antes de tudo, o afeto e não o sexo neste tipo de relacionamento.
http://www.dm.com.br/materias/show/t/michael_jackson_era_homossexual__revela_biografia

Nenhum comentário:

A História do SPIN