22/01/2014

Olha a Morte!

Cachorro vira-lata salva dono de ataque de cobra

"Toquinho", como é chamado o cão, está internado. Embora em estado grave, não corre risco de morte. Família pede auxílio para arcar com o custo do tratamento.
Por Cristiane Lima
Daniel Martins, 16, ao lado de seu cão, o “Toquinho”, que se recupera na Clínica Dog Center
Daniel Martins, 16, ao lado de seu cão, o “Toquinho”, que se recupera na Clínica Dog Center
Um cachorro vira-lata mostrou coragem ao defender o dono do ataque de uma cobra cascavel na última sexta-feira (17), em Goiânia. Internado em uma clínica veterinária, o animal se recupera, mas ainda não há previsão de alta. O problema é que, apesar do risco de morte pelo veneno da cobra estar quase descartado, exames confirmaram que ele está com erliquiose, também conhecida como “doença do carrapato”, e que também pode matar. Os irmãos Daniel e Danilo Martins, donos do cão, torcem pela recuperação do vira-lata, que já é tratado como herói. O caso chamou a atenção de muitas pessoas que têm procurado os donos para doações que possam custear o tratamento do animal.
Toquinho tem um ano e quatro meses e foi adotado pelos irmãos gêmeos quando ainda era filhote. Daniel Matins, 16, lembra que o antigo dono precisou se mudar e não tinha como levar o cãozinho. “Desde que veio para nossa casa ele é grudado na gente. Pra onde a gente vai, ele vai”. O incidente ocorreu na casa onde moram, no Setor Íris Ville 2, na Região Leste de Goiânia. Toquinho estava no quarto dos gêmeos e Daniel usava o computador. “A porta estava aberta e acreditamos que a cobra tenha entrado após uma forte chuva. Quando vi, ela estava pronta para dar o bote e o Toquinho entrou na frente. Se não fosse ele, teria me mordido”.
O cachorro foi mordido na testa, perto dos olhos. “Depois disso, ele ainda latiu algumas vezes e correu para se esconder debaixo da cama. Acredito que ele tenha sentido muita dor”, diz emocionado. Depois do ataque, o padrasto do rapaz usou um bastão para matar a cobra, que tinha um metro e meio. Para o jovem, a cobra pode ter vindo de uma reserva florestal que fica ao lado do bairro onde mora. O vizinho Fabrício Borges de Souza ajudou Daniel. Ele os levou para algumas clínicas, mas todas estavam fechadas. “As pessoas nos indicaram que essa estaria aberta e corremos pra lá. Foi um esforço grande, mas o cãozinho mereceu. Tem muita gente que não faria o que o cachorro fez”. Fabrício cita que, como a família dos gêmeos é humilde, chegaram a se preocupar com a conta do centro clínico da Dog Center, que tem diárias de R$ 190, para o caso de internação de Toquinho.
Melhora
Toquinho esteve em estado grave durante o final de semana, mas apresentou melhora na manhã de ontem. Já se alimentou sozinho, mas ainda continua com sonda e recebendo medicação. “O risco de morte pela mordida da cobra está praticamente descartado, mas em exames foi confirmado que ele está com erliquiose, que também é conhecida como ‘doença do carrapato’ e também pode ser grave”, detalha a veterinária Isadora Apude.

http://www.portalohoje.com.br/homologacao_20052013/cidades/cachorro-vira-lata-salva-dono-de-ataque-de-cobra/
Engraçado como essa acerola a melhor do cesto que ganhei de presente do Poder Ñ Sei o Q combina com as coisas
E estou usando-o para indicar apontar buscar a vida e a morte










P.S - Esqueci de dizer que, se ante ele era radicalmente contra a fidelidade, agora é contra
Sim, contra aquela fidelidade canina na espécie humana que transforma a mulher em propriedade do homem
Não
Não somos homens, máquinas é que somos
Não precisamos de tradução e sim de repressão
Não precisamos de vida e sim de morte
Morte aos infiéis!
Não...
Isso não pode mais existir
Já não somos mais símios
Afinal de contas, estamos no ano 3.000.000.014
Feliz natal


P.S.2- 11- Segundos depois de termos acessado o infinito para deixarmos de ser símios (aqui)

P.S.3- O título desta obra deveria ser Ouroboros investe contra dono que é salvo por um cão fidelísismo

P.S.4- Eu sei que depois da Morte ou seja consumida ou consumada sua obra se eu perguntar pq isso ela dirá assim como dizem as mães ao protegerem seus filhos de qualqueer culpa: Não foi a cobra, foi o veneno!
Da mesma forma que disse quanto ao holocausto: Não foi ele(não posso dizer o nome dele pq os nomes provocam o que simbolizam olham são): Foi a máquina!
Sempre assim:
Não foi a parasita que matou a árvore: Foi o abraço!
Risível
Ou o não veneno:
Por isso retifico
Foi o não abraço
Foi o não veneno
Foi a não máquina
Homens não sois máquinas, homens é que sois
Nós precisamos de tradução e não de repressão
Não precisamos de morte e sim de vida


Nenhum comentário:

A História do SPIN