07/07/2011

Arte em processo (Sincronicidade)

Forma: Out ou ooooooo ou out ou outro ou  entropia ou sincronicidade  ou luz ou luiz ou outubro ou antônio

No momento tenho que sair,  continue lendo isso no diciónário D ou spin,  em spin cosmólogo: Mário Novello e o surgimento da massa inercial. 

Dormindo sonhei ou olhei ou fui a criação a nível cósmico, há bilhões ou trilhões ou quintilhões de anos ou séculos ou milênios, quando não havia nem mesmo o tempo.
Naquele momento não existia o momento e sim aquela realidade antes da realidade.
O que existia era a massa inerte quando, num determinado momento, começou o movimento.
Pontos daquela massa inerte como a se movimentar para fora do seu núcleo ou centro ou ponto,  em elipse.
Aquelas sementes eram o resultado da sedimentação ou materização de pontos específicos daquela mesma massa
Como se, e eram,  sementes no interior do fruto.
Em sentido horário e centrífugo, as sementes,  submetidas à força centrífigua,  provocam faíscas brancas, quando tocavam em determinados pontos (da massa inerte)
Era a GDI ou Grande Deiscência Estelar, isto que os cientistas chamam de Big Bang
Aquele enorme campo ou massa inerte tinha uma cor amarelo integral.
Os pontos ou sedimentos ou sementes eram de cor dourada.
A vida começou quando tais pontos entraram em contradição com a massa inerte
Era o tempo começando a se movimentar em direção ao exterior ou borda do universo para, a partir daqui, se dirigirem ao vazio ou infinito.
Nada havia à frente da  borda do cosmos
Nada havia, a não ser o vazio.
Nada existia onde, hoje, existem os átomos ou planetas ou galáxias
Nada existia onde passaram a existir todos os rostos que (se) passaram

Van Gogh sobre a cerca para ver o sol grávido se pondo.
Fitas de DNA se precipitando no infinito.

As tais fitas ou sementes se precipatram no vazio infinto para a ocupação do espaço
Onde nada existia passaram a existir estas coisas
Houve uma contaminação* daquilo que, até então era integral perfeito.

Glossário

Contaminação ou defeito, tanto faz

Lembrete: não sei pq dei a este post o título de "sincronicidade" se poderia ser metamorfose. Falando nisso, lembrei-me agora de outros sonhos:
A metamorfose no interior do sol grávido para gerar os rostos.
A criação a nível planetário
Os simios de mãos humanas
O último dinossauro
O denominador comum(barra dourada) sobre o qual o círculo(amarelo integral) que cura ou acalma

Será que vou dar conta de tudo isso
Fui

P.S. - Qual o sentido de tudo isso senão a continuidade através de novas leis para a cidade-estado, estas que aí existem levam à orfandade de jovens, cujos pais são assassinados de forma violenta. Nesta noite sonhei ou olhei ou fui uma garota de 9 anos triste na rede face ao assassinato de seu pai ou irmão ou amigo.
(    ) Não mataraz
Assim, com "z", pois assim que sonhei

Fazendo um spin na rede


Não através de sonho mas lendo manchas resultantes da colagem de pedaços de cartolina P & B, vi a Lua sendo  expulsa da Terra. O nosso satélite existia nas entranhas de nosso planeta até que, por força mortífera, foi expulsa.  Ao abandonar a Terra ela (Lua) soltou seus braços quentes sobre o planeta. Estes processos de morte ou vida ocorreu  há  bilhões de anos atrás.




Nenhum comentário:

A História do SPIN