03/10/2010

As "coisas do céu" espalhando a ignorância

Com a palavra, Renato Rovai

O que considero mais curioso deste processo é que se o segundo turno se vier a acontecer não se dará nem por conta da onda verde, nem por causa da recuperação de Serra.

A acontecer o segundo turno ele será resultado do fator Deus.

Foram as igrejas conservadoras, tanto do campo católico quanto evangélico, que organizaram a reação à candidatura Dilma.

Com boatos na internet, discursos de padres e pastores nas missas e cultos, distribuição de panfletos e até DVDs, eles conseguiram ir derrubando aos poucos a intenção de votos da candidata petista nos últimos 15 dias.

O mais impressionante é que uma boa parte da anti-campanha era baseada em mentiras. Como a de que Dilma teria dito que “nem Jesus Cristo lhe tiraria a eleição no primeiro turno”.

O que foi desmentido por Dilma e até por diversos veículos da mídia tradicional impressa.

Não é exatamente um avanço que a eleição termine desse jeito, com a candidata favorita tendo que se explicar para os setores religiosos.

Isso é um retrocesso, mas faz parte do caminhar.

O fator Deus precisa ser tema de debates após a eleição.

O jogo político nem a construção da democracia brasileira podem ser reféns das coisas do céu.

Aqui o texto na íntegra: O fator Deus na reta final e as últimas pesquisas

Nenhum comentário:

A História do SPIN