07/03/2010

Grato,


Caríssimo ou Antônio, muito obrigado por teres me convidado para expor ao lado do Edson Barrus, este grande artista que me muiuto admiro e me faz ou me fez bem, tanto faz
No entanto,
Caríssimo, eu sinto muito, mas não posso falar diretamente contigo antes do dia 20
Sabes porque?
Estou sagrado ou profano
Não leve a sério minhas obras, isto é nada mais do que uma grande festa
Eu sei
Não entenda as minhas obras como acabadas antes do dia 20
Ainda há muito por fazer
Por enquanto eu te mostrei apenas a minha sexualidade ou depravação
E por acaso somos apenas isso?
Claro que não
Por favor, não me responda este email, eu sei que neste momento você é curador de uma exposição e não gosto de curadores ou limitadores
A não ser depois do dia 20 de março ou 73 de marte, aí sim, você poderá expor minha obra que, é claro, não é apenas a minha exatidão que, para muitos, será vista como por demais lascivo
Eu lascivo?
Não
Por favor, acompanhe o desenvolvimento da minha obra no mar
Até o dia 20
Caso eu morra antes exponha tudo que lhe enviei
Da forma que você quiser
Respeito-o como curador, não verei como coisas minhas mas,,,não sei...talvez nossa
Ou sua
Tanto faz
E por acso isto tem o menor sentido
Carísismo, exponha da forma como quiser, até mesmo como o que não sou ou sou ou seja, como arte bruta ou refinada ou clássica ou romântica ou apolínea
Nada disso me interessa
Não sou capitalista ou dizimista ou qualquer ista que apareça por aí
Eu sou a sociedade perfeita ou digna ou libertária
Eu só não sou é perfeccionista ou rádio assimo o foi o H, o perfeccionista racial ou espirutal ou material que matou milhões de judeus ou capitalistas ou comunistas ou gays por simples capricho ou fidelidade
Não meus caríssimo
Fidelidade somente ao pai celestia ou terreno e, mesmo assim, com muitas muitas muitas
Muitas ressalvas
Um bom dia


P.S.1 Esqueci de te dizer que nesta noite sonhei que estes salafrários da Folha ou Globo ou Estadão ou Veja usaram o fotoshop para envergonhar a Dilma ou D diante do seu povo
Eles pregaram coisas nela, coisas que ela não fez
Não Antônio,
Não acredita ou olhe ou seja
Rasgue esta Veja que você recebe como professor
Rolou muito corrupção no tempo do PSDB ou Dem
Forma demos

P.S.2
Dias atrás sonhei = olhei = ouvi = vi o o spin cantor Ney Matogrosso apresentando-se num show no auditório do Hotel Umuarama, em Goiânia,

Hoje estive no auditório para tirar a dúvida e vi que realmente lá tem um espaço onde é possível o Ney apresentar-se num show, isto segundo relato da atendente da portaria, fica no 9º andar, não fui pessoalmente ao local.

No show o spin cantor estava usando uma bermuda, lembrando um velejador em alto mar.

O show ainda não estava formado, era um show em construção mas o que constatei é que já era um show de alto nível, como se já estivesse pronto.

Não me lembro das músicas sonhadas mas ao acordar observei que o Ney tem um repertório relativo ao mar


Repertório do M.A.R.

Gaivota
Folia no Matagal
Barco Negro
Blog 2: http://www.thejosecarloslima.blogspot.com/
.

Nenhum comentário:

A História do SPIN