02/03/2010

48/70 A obra está resolvida

O MAR agora é uma coisa (rei)sistente = real = existencial
Foi muito mais fácil do que eu imaginava, estou até me sentindo à toa assim, com sensação de dever cumprido, à espera de outro planeta mais complicado do que la para este, novamente ser imolado. Eu quis dizer amolado imolado sacrificado = = = = = crucificado olhado sido.
O Alexandre, girar dentro do mar, professor, humano, propôs-me divulgar esta obra, o MAR
Respondi-lhe com com reticências ... não sei ...
Os adultos ...
Como eles verão o mar se ele, o mar, criei para meu próprio deleite excluir = Descarte (s),
se para isso eu fiz, logo em seguida ser deletado por mim = YouTube
Qual o problema em mostrar o mar o mar
Verão o meu rosto e não saberão quem sou ...
Esta frase será estela escrita na = lápide do túmulo meu = urna cinzas
Mas como o Alexandre é spin dentro = amigo = aliado, sim, pode,
Assim como escreveru o Arthur Leandro spin artista ao responder-me um pedido para divulgar uma coisa sua
Ele disse "pode publicar!"
Como pode uma pessoa tão desatada = desembuchada = livre
.
Esqueci de dizer que ainda não dei as caras no Sonico, spin comunidador, rede social, pessoa jurídica.
O problema é que, lá, muitos me conhecem, não a mim, não dentro, não o M.A.R. mas o meu rosto público = civil = raso = superficial.
Não o rosto íntimo = privado.
Você viu?
Eu estava divulgando O mar eo espaço suporta no máximo 500 caracteres, tudo bem.
() Blog do Azenha.
Portas entreabertas, amanhã talvez abertas para o marco
E por acaso o mar não foi expulso em todos os lugares, inclusive dos cemitérios
Tudo bem, o mar voltará
Um momento, acabou o assunto
Escrevo desde o amanhecer
No corpo Nos corpos dos que se foram Interessante você Ser proibido
( ) de ficar no cemitério escrevendo sobre os mortos Sobre os corpos E por acaso nós não nos tornamos iguais Tanto faz
.
Abaixo, logo após arte, contemporâena, clique em Marte 2010

Nenhum comentário:

A História do SPIN