16/10/2009

A solidariedade dos leitores a Luis Nassif

Por Urariano Mota - no blog do Luis Nassif

Do professor e geólogo Otaciel de Oliveira:

“Prezado Jornalista Luis Nassif
Não faço parte da Comunidade do Blog por achar que a minha contribuição para ela seria irrisória.
Contudo, gostaria de aproveitar a oportunidade para lançar a seguinte campanha, que envolveria não só as pessoas da Comunidade, mas todos os leitores que acessam o seu blog quase que diariamente, como é o meu caso. E a proposta não é nova e, portanto, eu não estou inventando a pólvora. Ela consiste no seguinte: que cada leitor se prepare para fazer uma pequena contribuição em dinheiro para o Senhor poder cobrir os custos dos processos que a Abril move contra o sua pessoa e pagar os 100 (200, 300, …1000) salários mínimos, caso a sentença se confirme numa segunda instância.
Gostaria de dizer que não sou rico, que 100 salários mínimos para mim é também uma pequena fortuna, mas R$ 30,00 ou mesmo R$ 50,00 duas ou três vezes por ano não me levariam à falência.
Portanto, abra duas contas em dois bancos oficiais (BB e Caixa) e quando a coisa apertar bote a boca no trombone. Pode contar com a minha contribuição.
Otaciel de Oliveira Melo, Fortaleza, CE.”
Comentário
Prezados Urariano, Otaciel e demais comentaristas que se manifestaram.
A ação ainda tem um bom caminho a percorrer. E, na apelação, vou me valer das aulas do juiz Vitor Kumpel – considerado excelente professor por seus alunos – que sempre (na condição de professor) se colocou contra ações de dano moral elevadas, que não levem em conta a condição de pagamento do réu.
Essa tese sempre foi grata aos órgãos de mídia. De qualquer modo, com o precedente aberto pelo próprio juiz – em uma ação ajuizada por um órgão de mídia – creio que poderão ocorrer mudanças no futuro, que pelo menos beneficiem as vítimas de fato dos assassinatos de reputação cometidos pelos grandes veículos.
O mais importante é a solidariedade de todos vocês, que aquece o coração e prepara o espírito para a luta.
.

Nenhum comentário:

A História do SPIN