07/10/2009

Maus tratos aos idosos

Reportagem exibida pelo Repórter Record exibe as imagens revoltantes de maus tratos aos nossos velhinhos, leia a reportagemn sobre os abusos que acontecem em nosso Brasil. Os repórteres investigam e denunciam os maus tratos a que são submetidos os idosos no País. São 18 milhões de velhinhos vivendo no país atualmente. Destes, 35%, ou seja três em cada dez, já foram vítimas de humilhação, ameaça, abandono, agressão física, discriminação, exploração financeira e até mesmo abuso sexual. Os dados são da Fundação Perseu Abramo. A pesquisa foi realizada recentemente nas cinco regiões do país. A intenção do Repórter Record é fazer uma alerta para esta triste realidade, presente todos os dias, e que passa desapercebido aos olhos da sociedade e das autoridades. Indefesos e sem uma forma eficiente de expressar suas opiniões e denúncias, os idosos acabam silenciosamente vítimas dos abusos. Agressões que inevitavelmente, na maioria das vezes, acabam no esquecimento.
.
Comentário
Anteontem fui surpreendido com esta reportagem chocante sobre idosos que são espancados e até mortos por pessoas que deveriam cuidar dos mesmos: filhos(as), netos, enfermeiros(as), noras, irmãos(as), etc. Velhinhos abandonados, apesar disso alguns demonstraram sorriso em seus rostos. Foi quando me lembrei de uma frase cujo autor não me recordo, segundo o qual a diferença entre um cachorro e um ser humano é que se você pega um cachorro e leva-o para casa ele não vai te morder, o que não é o caso do ser humano. Como pode um filho bater no próprio pai ou avô, muitas crianças e adultos que necessitam de cuidados especiais também são maltratados. Os agressores se justificam alegando estress, que não tem tempo e nem espaço físico para acomodar os velhinhos que, é claro, viraram lixo a ser descartado. Pura falta de caráter, humanidade, sensibilidade, caráter, compreensão, etc. Paira no ar o preconceito generalizado contra tudo e contra todos: negros, mancos, velhos, novos, velhos, nordestinos. Uma epidemia.
.
No momento em que escrevia este comentário minha mãe, que fez 79 anos neste fim de semana telefonou-me para que eu aparecesse por lá. Que voz agradável, um som que me acalma, me nina. Sei que não poderei ouvir esta voz por muito tempo. Cobro-me por não ter sido um filho mais dedicado, pelo menos uma pequenta do quanto ela se dedicou a mim. Como não retribuir isso até o último suspiro?
.
Caso fiques sabendo de maus tratos a idosos não fique quito(a), procure o Ministério Público da sua cidade e faça a denúncia
Não seja cúmplice disso
.

Nenhum comentário:

A História do SPIN