21/12/2008

Última estação

Cadê meus livros?
Ah sim, dei o Van Gogh para a pessoa que mais amo
Como as pessoas pensam tão pequeno
Limitam-nos
Ela (a spin porteira), uma fofoqueira de primeira
Quem manda ter arrumado um marido tão spam = indesejável?
Afora isso a falta de amor próprio
Agora quer tomar o meu?
Como não consegue ajudar, atrapalha
Sempre assim, ou você trabalha ou atrapalha
Você faz o que?
Um momento, vou criar meu último blog
Volto já

No momento são 12:45
Voltei
Voltei para dizer que lembrei do que eu havia esquecido momentos atrás
Sim
Devo estar um pouco cansado = exausto, lembranças que vão sendo apagadas quando delas precisamos
E do que eu havia me esquecido?
Da loucura,
Da morte,
E por acaso estes que se dizem sãos = santos não nos chamam de loucos
Loucos desde quando não sei
Agora sei, ah sim, desde o dia em que nós nos transformamos
Desde quando saimos deste mundo que dizem real
Desde quando saímos da festa da sagrada família para nos refugiarmos sob a frondosa árvore, o baobá do Pequeno Príncipe e, sob ela, escrevermos até morrer
Assim como eu = você
Pois não me importo de morrer assim
Escrevendo
Amando
Morrendode rir
( )Deus feliz
spin grato
pois não, é isto que chamam de loucura os sonhos de estamira
já me compararam com Estamira
Eu?
Bispo do Rosário
Nem um pouco semelhantes
Mas também
Somos iguais sim
E vocÊ QUE ADORA ROUBAR?
isto que é santidade = sanidade
dá licença
vá chupar pregos
.
Um momento, vou visitar a última estação, a de número 70
nem gosto de números, eu havia até prometido que iria enumerar estes post, um a um, para facilitar a busca,
como isoto é possível?
De 1 a 70, depois de 1-A a 70-Z?
já fiz isso, não adiantou nada, perdi-me no emaranhado de números = algarítimos = olgaritmos
"não quero mais" (palavras ditas, muito tempo atrás, pela pessoa que mais amo, a pessoa que mais amo disse isso para mim para ficar livre de mim que, não sei porque, havia virado big broter vigiando tudo todos os passos = pensamentos. Foi a palavra mais triste da minha vida, quando ouvi, aliás, nem li, vi escrito durante uma conversa no msn, tudo acabou, joguei fora todos os meus livros, todas as minhas palavras, imagens, vídeos, quis ficar vazio para não sucumbir. Vazio, comecei tudo de novo, a escrever novamente até o momento em que ele voltou. Voltou hoje, ele estava tão lindo)

No momento são 12:56, tenho que sair às 13 horas, vou almoçar, eu sei que estas palavras podem se tornar finitas para mim
como tudo é finito criei o último blog
você já o visitou?
muitos que me conhecem nem precisam do meu endereço, sabem o meu caminho
na última estação estará escrita a morte de cada um de nós, não te todas as pessoas do mundo mas apenas as pessoas boas
o meu primeiro nome resusscitado na estação 70

Eu volto

Nenhum comentário:

A História do SPIN