21/12/2008

Sei lá, talvez ontem eu deva ter perdido o rumo para não ir para a aula de pós-graduação (clique aqui)

O que aconteceu hoje digo ontem = hoje = sempre
Não sei,
Agora sei
( ) loucura
Não posso ficar louco = varrido = limpo = destrabemlhado assim como ontem = hoje = agora = sempre
Cadê meuos digo os meus freios = amarras = prisões
Cadê minhas rédeas
Não posso escrever assim limite
Não soou digo sou a extensão das coisas sem limite
Não sou a extensão das coisas
Não as palavras em toda a sua extensão
E sou = somos
Somos sim
Vamos criar vários blogs, mais um, um para os trabalhos escolares, a ficha caiu ontem na aula de advocacia, uma aula chatíssima, quase não suportei, dormi que cheguei a roncar = sonhar
Soney que eu estava noutra = noutro lugar = espaço tempo
Mas não posso ficar reprovado, caso isto aconteca o dinheiro da bolsa deverá ser devolvido, Idéia Sem Fome não pode
Não sei, agora sei
Ontem fui acometido por uma espécie de loucura para não ira prá aula, puro disfarce para fugir da realidade , desta realidade insípida chamada aula de,,,não sei nem de que,,,,
Quem sabe eu colocando as aulas nesta história eu consiga ir até o fim da pós-graduação
Tenho que ver = saber que a professora Cibeli, ela me disse que é escrito com "i" no final
Eu: seu nome é com "e" ou com "i"
Ela (sorrindo, descendo a escadaria): com "i"
Eu (mentindo): nossa, muito bonito
(Na verdade menti, é que Idéia Sem Fome não gosta da letra "i". E sabem porque não gosta? Representa as coisas pequenas, vai ver que é por isso que a Cibeli não ficou grandona que nem a professora Juliana e nem de tamanho mediano que nem a Ana Júlia, tudo bem, elas são pequenas fisicamente mas não espiritualmente, ontem entreguei o presente para a professora Juliana ou Ana Julia, este nome é Juliana escrito de trás prá frente, por isso as confundo, quanto a Cibeli com "i", como eu estava dizendo,)
Eu (emendando a segunda pergunta): e spíndola começa com "e" ou com "s"?
Ela: é com "es"
Eu: muito interessante, seus nomes parecem trocados, cibeli com "i" e spindola com "es", sei lá, muito estranho
(preferir ficar em silêncio e não mais continuar o assunto = interrogatório = perguntas = infantilidade mas resolvi perguntar pela última vez)
Eu: parente da spin cantora, aquela que, ah esqueci o nome, ela contou "estava escrito nas estrelas" outra música que fala de marte, muito bonito
Ela: ah sim, a Tetê Spindola
Eu: ah sim, esta mesmo
Ela: não, não sou parente dela
(neste momento o spin sposo da professora Juliana = Anajuliana chegou, ele foram para a Lua digo Feira da Lua, só passeando, ela disse que esteve em Caldas Novas, lá é muito bonito de fato, não em Caldas mas em Rio Quente, a minha família quer que eu vá pra lá passar o revelin digo digo revellyon mas não sei se vou na verdade estou querendo ir para sambaiba - rio balsas um lindo lugar lá moram meus pais = sobrinhos = irmãos, tanta gente, a spin prefeita quer que eu vá para lá quer me nomear secretário dela responsável pelo protocolo não este de receber documentos mas de receber pessoas as festividades = formalidades todos de terno, não quero)

Nenhum comentário:

A História do SPIN