21/12/2008

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo)

O
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
O
OOOOOOOOOOOOOOOO
Foi com isto que sonhei nesta noite
O bem transformado em mal
O mal transformado em bem
É que de uma certa forma o bem = mal não existe
Podemos aprender com tudo isso, todas estas coisas que, num primeiro momento, percebemos como maldade
Nada disso, a maldade não existe
Não vez digo vês que transformei a guerra em paz?
Uma longa história, no momento não estou nem um pouco de esterder-me de forma exagerada, hoje é domingo, o dia está lindo, vou sair por aí
Quero dizer que tudo o que de mal que fizeram contra este spin serviu para a construção desta obra
De forma que o mal não existe
E não existe mesmo
Não vês a ação de uma gang na Bienal do Vazio?
Um gesto que nos ensionou muito
Ensinou-nos tanto que se o grupo Susto´s se dissolver ou mudar sua atividade já terá marcado este País
Temos medo de dissolver as coisas, terminar grupos, amizades, temos medo do vazio que se sucede à morte de uma pessoa, seja ela física ou jurídica, formal ou informal
Que tal, num dado momento da nossa vida, ficarmos a sós com nós mesmos, sem ninguém por perto?
Nem sempre né
Noutros momentos, precisamos sim, de estarmos em meio a muitos
assim OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
Segue abaixo os três estados de espirito possíveis
O
OO
OOO
Entendestes?
Você quer explicações quando o mundo é para ser sentido, não para ser explicado, isso também, mas isto é outra história, esta parte e da ciência, nós entendemos o mundo através de nossos sentidos, de uma forma sensitiva =gestual = dêictica = deiscente
Assim construimos nossa realidade espiritual = material = sexual
Assim nós nos construimos através de nossos blogues, nossas estações de ônibus, rário, TV
Eu quis dizer rádio, isto não sou, não sou rádio, eu tenho coração = senha
Cadê meus = teus materiais artísticos?
Vamos construir nossa obra, mais uma?
São várias formas, palavras, movimentos, áudios
Um momento, vou à cozinha para ver o que resta
No momento são 12:03, volto já

Nenhum comentário:

A História do SPIN